10 razões que podem explicar um sangramento em você após o sexo

Todo sangramento depois do sexo é sinal de câncer? Nem sempre! DSTs, gravidez e mesmo uma baixa lubrificação podem ser a causa desse sintoma

Escrito por Raquel Praconi Pinzon

Foto: iStock

Se você já passou pela experiência de constatar o surgimento de algumas manchas de sangue no vaso sanitário ou mesmo na roupa íntima depois de ter tido uma relação sexual, você sabe que isso pode ser bastante assustador.

Quando não estamos no período menstrual, qualquer sinal de sangue na região íntima automaticamente nos faz ligar um alerta sobre uma possível lesão ou doença mais séria.

A situação piora se você procurar esse sinal no Google: muitos resultados podem fazer você acreditar que esteja com câncer, o que deixa qualquer mulher em pânico.

Tenha em mente que as chances de a causa desse sangramento ser um tumor maligno são pequenas diante de todas as outras possíveis razões, mas isso não significa que você não deva checar o real motivo com o ginecologista, combinado?

1. Doenças sexualmente transmissíveis

Foto: Getty Images

Geralmente, as mulheres que têm uma relação sexual desprotegida costumam se preocupar com uma gravidez indesejada, esquecendo-se da possibilidade de contrair uma DST, principalmente se o parceiro for fixo.

Leia também: 7 problemas vaginais e como lidar com cada um deles

Mesmo que o sangramento ocorra meses depois da relação, é recomendável consultar o ginecologista para que ele solicite os exames necessários para detectar uma DST.

2. Doença Pélvica Inflamatória

Foto: Thinkstock

A doença pélvica inflamatória geralmente é resultado da propagação de uma DST para o útero, as tubas uterinas ou os ovários. Além do sangramento, os sintomas podem incluir dor pélvica, febre e secreção vaginal.

3. Falta de lubrificação vaginal

Foto: iStock

Se sua vagina estiver muito seca durante o ato sexual, isso também pode levar a um sangramento. A secura vaginal é mais comum na menopausa, então, se você não estiver nessa fase, a falta de lubrificação pode ser decorrente de um baixo nível de estrogênio.

4. Gravidez

Foto: Getty Images

A gravidez pode causar pequenos sangramentos no início, por isso é bom fazer um teste se você desconfia que esse possa ser o motivo. Contudo, não descarte uma DST ou outras doenças.

5. Sexo muito intenso

Foto: Getty Images

Uma relação sexual muito intensa, com penetrações vigorosas, gera mais atrito entre o pênis e a vagina, podendo gerar traumas que levam ao sangramento. Posições diferentes do que você costuma praticar também podem ser a causa do problema.

Leia também: Como escolher lubrificante íntimo para ter momentos a dois mais confortáveis

6. Muito tempo sem fazer sexo

Foto: Thinkstock

Muito provavelmente, um leve sangramento pós-relação sexual que aconteça depois de um longo período sem sexo é inofensivo. Porém, como não conseguimos enxergar nossa própria cérvix uterina, é recomendável marcar uma consulta médica.

7. Ectopia cervical

Foto: Thinkstock

A ectopia cervical acontece quando o revestimento da parte interna do canal cervical passa a se localizar na porção externa. Como esse revestimento é muito fino, ele é muito suscetível a sangramentos durante as relações sexuais. Pode ser necessário cauterizar a lesão, então não deixe de consultar o ginecologista.

8. Câncer

Foto: Getty Images

O câncer de colo de útero é o principal tipo de tumor maligno entre as mulheres com menos de 35 anos. Embora o sangramento vaginal seja um sintoma desse tipo de câncer, as chances de o sangramento ser causado por outro motivo são grandes.

9. Infecção por cândida

Foto: Thinkstock

Uma infecção grave pelo fungo Candida albicans, naturalmente presente na vulva, pode se tornar uma vulvovaginite. O ato sexual lesiona a região que já está sensibilizada e pode gerar o sangramento.

10. Pólipos

Foto: iStock

Os pólipos, que são pequenos crescimentos de tecido em qualquer parte do corpo, podem ser a causa de um sangramento pós-relação sexual caso eles estejam presentes no colo do útero. Os pólipos são muito vascularizados, por isso sangram facilmente quando são lesionados durante o sexo.

Leia também: Sintomas de gravidez: conheça os primeiros sinais e descubra se você está grávida

Embora os pólipos não sejam malignos, pode ser necessário removê-los para evitar futuros problemas.

Como você pôde ver, um sangramento vaginal depois do sexo pode ter diversas origens diferentes e você não deve entrar em pânico antes de se consultar com um ginecologista. Geralmente, a causa pode ser tratada facilmente, mas isso não dispensa uma avaliação médica, ok?

Dicas pela Web