Por que o magnésio é tão importante e como detectar sua deficiência

A recomendação diária pode ser facilmente alcançada com a alimentação, mas em alguns casos pode ser indicada suplementação

Escrito por Tais Romanelli
Foto: Getty Images

Foto: Getty Images

Magnésio é um mineral encontrado nos alimentos e que possui diversas funções importantes no organismo, como, por exemplo: o combate de lesões musculares e cãibras, a prevenção de doenças cardiovasculares, a promoção de um bom funcionamento cerebral, a produção de energia e muito mais.

Sementes de abóbora e girassol, amêndoas, avelã, amendoim, espinafre, beterraba, quiabo são exemplos de alimentos ricos em magnésio.

De forma geral, é recomendada a ingestão de 320 a 420 mg de magnésio diariamente, o que pode ser facilmente alcançado com uma alimentação saudável.

Porém, em alguns casos, pode ser indicada pelo médico ou nutricionista a suplementação através do cloreto de magnésio.

As principais funções do magnésio

Paula Crook, nutricionista da Patrícia Bertolucci Consultoria em Nutrição, explica que o magnésio é um mineral importante em várias reações celulares. Por exemplo, na geração de energia aeróbia e anaeróbia e nos processos de relaxamento e contração muscular.

Leia também: 10 benefícios de consumir aveia

A nutricionista explica que foi associada a deficiência de magnésio na redução da integridade e da função das membranas celulares, bem como na patogênese de diversas doenças, “tais como as cardiovasculares, derrame, hipertensão, diabetes, asma brônquica, além de possível envolvimento na enxaqueca, na osteoporose, no alcoolismo, nos distúrbios do sistema imunológico e distúrbios do sono”.

De forma resumida, podem ser destacadas como principais funções do magnésio no organismo:

  • Melhora do desempenho físico, já que tem papel importante na contração muscular. Ajuda a prevenir e combater lesões musculares, cãibras e fadiga.
  • Equilíbrio do pH do sangue, ajudando a prevenir muitas doenças.
  • Ajuda no bom funcionamento e saúde dos rins.
  • Estímulo às funções cerebrais, contribuindo para o bom funcionamento cerebral.
  • Estímulo ao bom funcionamento do sistema cardiovascular, prevenindo as doenças do coração.
  • Auxílio na diminuição dos níveis de colesterol ruim (o que estimula a boa circulação do sangue e previne doenças).
  • Regulação da temperatura do corpo.
  • Prevenção de problemas intestinais.
  • Fortalecimento do sistema imunológico, ajudando a evitar infecções, resfriados etc.
  • Combate ao envelhecimento precoce, já que ajuda a promover a regeneração celular.
  • Prevenção da osteoporose, já que atua no fortalecimento dos ossos.
  • Regulação hormonal na mulher e diminuição dos sintomas da TPM.
  • Ajuda na prevenção de tumores cancerígenos.

Sintomas da deficiência de magnésio no organismo

Foto: Getty Images

Foto: Getty Images

Paula destaca que uma deficiência grave de magnésio está associada a doenças ou fatores condicionantes, tais como:

  • Distúrbios na absorção intestinal;
  • Distúrbios na homeostase (condição de estabilidade que o organismo precisa para realizar suas funções adequadamente para o equilíbrio do corpo);
  • Casos de perdas excessivas de tecidos corporais, fluídos ou eletrólitos;
  • Hiperexcitabilidade muscular;
  • Convulsões.

Paula explica que uma deficiência mais leve de magnésio não manifesta os sinais clássicos de sua deficiência grave, mas sim alguns sintomas, como:

  • Irritabilidade e mudanças emocionais anormais;
  • Danos cardíacos e vasculares;
  • Tremores principalmente nos músculos das pálpebras;
  • Câimbras noturnas;
  • Dificuldade para dormir;
  • Mau funcionamento do organismo em geral;
  • Hipermenorreia (aumento do fluxo menstrual) e cólicas, no caso das mulheres.

Suplementação com cloreto de magnésio

Paula explica que a suplementação de magnésio é indicada nos seguintes casos:

  • Quando o indivíduo não consome os alimentos fontes deste mineral, ou não consome alimentos crus, pois o magnésio é facilmente perdido durante cozimento.
  • Quando o indivíduo se encontra em um estado de estresse, seja físico ou mental. “Isso porque estamos sempre esgotando o magnésio do nosso corpo, principalmente em períodos de estresse”, comenta a nutricionista.
  • Quando o exame laboratorial aponta uma deficiência nutricional. “A aferição do magnésio sérico, plasmático ou eritrocitário é o indicador do estado nutricional mais utilizado”, diz Paula.

Ainda que o cloreto de magnésio ofereça vários benefícios à saúde, não é indicado utilizá-lo sem consultar previamente um médico ou nutricionista.

“Não existe problemas na utilização desde que seja respeitada a UL (quantidade máxima) estabelecida para o magnésio, que é de 350mg/dia, e que seja considerada a quantidade de magnésio consumida através da dieta”, destaca Paula.

Cloreto de magnésio Gauer do Brasil por R$41,00 na <a href="https://www.tudosaudavel.com/produto/cloreto-de-magnesio-pa-60x139mg-gauer-brasil/" target="blank_">Tudo Saudável</a>

Cloreto à base de magnésio por R$28,29 na <a href="http://ad.zanox.com/ppc/?28925531C37452720&ULP=[[http://www.natue.com.br/suplemento-a-base-de-magnesio-650mg-60-capsulas-schraiber-7691.html?utm_source=zanox&ty=deeplink&lb=1&fonte=Afiliado|zanox|deeplink|deeplink|deeplink|0|0|0&canal=zanox&origem=deeplink&utm_source=zanox&utm_medium=deeplink&utm_campaign=deeplink&utm_content=produto&utm_term=deeplink&track=Afiliado-zanox-deeplink]]" rel="nofollow" target="blank_">Natue</a>

Cloreto de magnésio sachês Meissen por R$52,53 na <a href="http://www.ultrafitness.com.br/produto/detalhes-1550/cloreto-de-magnesio-10-saches-meissen.html" target="blank_">Ultrafitness</a>

Cloreto de magnésio em pó Ifal por R$4,28 na <a href="http://www.dietacrua.com.br/cloreto-de-magnesio-pa-em-po-33g-ifal-p128/" target="blank_">Dieta Crua</a>

Magnésio em cápsulas Nutraway por R$30,54 na <a href="http://ad.zanox.com/ppc/?28925531C37452720&ULP=[[http://www.natue.com.br/magnesio-500mg-120-capsulas-nutraway-35801.html?utm_source=zanox&ty=deeplink&lb=1&fonte=Afiliado|zanox|deeplink|deeplink|deeplink|0|0|0&canal=zanox&origem=deeplink&utm_source=zanox&utm_medium=deeplink&utm_campaign=deeplink&utm_content=produto&utm_term=deeplink&track=Afiliado-zanox-deeplink]]" rel="nofollow" target="blank_">Natue</a>

Magnesium 250mg por R$41,40 na <a href="http://ad.zanox.com/ppc/?28925531C37452720&ULP=[[http://www.natue.com.br/magnesio-250mg-100-capsulas-nature-s-bounty-27491.html?utm_source=zanox&ty=deeplink&lb=1&fonte=Afiliado|zanox|deeplink|deeplink|deeplink|0|0|0&canal=zanox&origem=deeplink&utm_source=zanox&utm_medium=deeplink&utm_campaign=deeplink&utm_content=produto&utm_term=deeplink&track=Afiliado-zanox-deeplink]]" rel="nofollow" target="blank_">Natue</a>

Cloreto de Magnésio Vitalab por R$25,80 na <a href="http://ad.zanox.com/ppc/?28925531C37452720&ULP=[[http://www.natue.com.br/cloreto-de-magnesio-500mg-60-capsulas-vitalab-21961.html?utm_source=zanox&ty=deeplink&lb=1&fonte=Afiliado|zanox|deeplink|deeplink|deeplink|0|0|0&canal=zanox&origem=deeplink&utm_source=zanox&utm_medium=deeplink&utm_campaign=deeplink&utm_content=produto&utm_term=deeplink&track=Afiliado-zanox-deeplink]]" rel="nofollow" target="blank_">Natue</a>

Cloreto de Magnésio Meissen por R$32,80 na <a href="http://www.uninatural.com.br/prod,idloja,28284,idproduto,5014316,cloreto-de-magnesio-p-a--500mg-120-capsulas--meissen" target="blank_">Uninatural</a>

O cloreto de magnésio geralmente é contraindicado para pessoas que sofrem de diarreia, para pessoas com doenças renais e pode ser contraindicado para quem está tomando antibióticos (pois pode diminuir a eficiência de alguns deles).

Vale ressaltar, enfim, que apesar da facilidade de acesso, o cloreto de magnésio não deve ser usado por qualquer pessoa. É muito importante a orientação médica.

Riscos da superdosagem e efeitos colaterais

Paula explica que casos de toxicidade podem ocorrer principalmente se existir o consumo de suplementos farmacológicos. “A quantidade máxima estabelecida para o magnésio é de 350mg/d, considerando exclusivamente o consumo de suplementação farmacológica”, diz.

A nutricionista acrescenta que a forma de manifestação inicial do consumo excessivo de magnésio (por meio de fontes não alimentares) é a diarreia.

Outros possíveis efeitos colaterais, mais graves, no caso de uso inadequado do cloreto de magnésio, incluem: náusea, dor abdominal, hipotensão (quando a pressão arterial abaixa muito), letargia (estado de inconsciência semelhante ao sono profundo), confusão, alterações do ritmo cardíaco, fraqueza muscular, dificuldade respiratória e parada cardíaca.

Vale ressaltar que, se utilizado corretamente, sob prescrição médica ou nutricional, o cloreto de magnésio não oferecerá riscos à saúde, e, sim, benefícios.

O que leva à deficiência de magnésio e como prevenir?

Foto: Getty Images

Foto: Getty Images

Paula reforça que a deficiência de magnésio pode surgir quando a pessoa não consome em quantidades suficientes os alimentos fontes deste mineral. Ou ainda, quando se encontra em estado de estresse.

“O magnésio é um mineral presente na maioria dos alimentos, em concentrações muito variadas; apresentando-se em altas concentrações nos vegetais escuros folhosos, bem como nas oleaginosas, nos cereais integrais e nas frutas secas. O consumo de uma dieta monótona, baixa em alimentos nutritivos e a falta de alimentos crus na dieta levam a uma deficiência deste mineral”, destaca a nutricionista.

Dessa forma, podem ser destacadas como principais dicas para evitar a deficiência de magnésio:

  1. Contar uma alimentação saudável, balanceada e diversificada, preferencialmente, com a orientação de um nutricionista;
  2. Incluir no cardápio especialmente os vegetais escuros folhosos, as oleaginosas, os cereais integrais e as frutas secas, e comer alimentos crus no geral;
  3. Tentar evitar ao máximo o estresse;
  4. Fazer sempre que necessário os exames recomendados pelo médico, mantendo sua saúde em dia.

Agora você já tem ideia da importância do magnésio no organismo humano e sabe que, mais uma vez, uma alimentação saudável e equilibrada é o melhor caminho para evitar sua deficiência e problemas de saúde em geral.

Assuntos: Alimentação

Para você