Fernanda Montenegro, Anitta e Dilma são as mulheres mais admiradas do país

Pesquisa do Instituto Qualibest aponta Fernanda Montenegro como a mulher mais admirada do Brasil pela terceira vez consecutiva

Publicado por                                
Em 08.03.22 às 16:41

Reprodução / Instagram

Por
Em 08.03.22 às 16:41

Segundo pesquisa do Instituto Qualibest, Fernanda Montenegro, Anitta, Taís Araújo, Ana Maria Braga e Dilma Rousseff são mulheres inpiradoras e estão na lista das personalidades femininas mais admiradas na edição de 2022. Foram ouvidas 1.115 pessoas do país inteiro entre 18 e 27 de fevereiro, informações foram confirmadas por Mônica Bergamo, em sua coluna da Folha de São Paulo.

Publicidade

Fernanda Montenegro: a mulher mais admirada do Brasil


A atriz de 92 anos tem um legado excepcional para a cultura brasileira, foi grande estrela não só de novelas, mas principalmente do teatro e cinema nacional. Aos oito anos de idade, Fernanda já estreou em uma peça teatral na igreja do seu bairro.

Pelo terceiro ano consecutivo, mantém-se na primeira posição da pesquisa do Instituto Qualibest como a mulher mais admirada do Brasil. Seu legado reverberou até mesmo na Academia Brasileira de Letras (ABL), sendo considerada, em 2021, como a nova “imortal” da instituição. Veja abaixo o momento no qual a atriz recebeu a notícia:

Anitta foi eleita a segunda mulher mais admirada

O Instituto se jogou na diversidade cultural do nosso país e incluiu Anitta. A cantora se revelou uma artista completa, levando seu trabalho até mesmo para fora do país. De origem humilde, atualmente a cantora conta com mais de 36 milhões de visualizações no YouTube.

Publicidade

Embora tenha sido considerada uma cantora de funk no início da carreira, Anitta explora o pop e tem influências do reggae e R&B. Assim, levou gêneros marginalizados para o mainstream, no Brasil e no mundo.

Dilma Rousseff não foi esquecida

A primeira presidenta da história do Brasil é a maior supresa da lista. Ela é a quarta mulher mais admirada do Brasil. Sua história é conturbada, pois foi eleita democraticamente e sofreu um impeachment durante seu governo. No entanto, sua figura é significante, uma vez que o país ainda tem pouca representatividade feminina na política e tanta desigualdade de gênero.

Anne Moura, secretária nacional de mulheres do PT, afirmou: “Esse é o impacto de mulheres que ocupam espaços na política. Mesmo diante do mais brutal ataque machista e midiático, a presidenta Dilma figura no coração das brasileiras. Ser a primeira presidenta da história, enfrentar o duro golpe contra a nação e a própria honra e permanecer íntegra e de cabeça erguida é realmente admirável. Temos orgulho desse legado que deixamos para o Brasil e para as mulheres”.