Dicas de Mulher Dicas de Saúde

Florais de Bach: alternativa natural para tratar vários problemas

Os florais não possuem contraindicações e podem ser formulados de acordo com o perfil da pessoa

em 14/06/2017

Foto: Getty Images

Foto: Getty Images

A maioria das pessoas já ouviu falar dos florais de Bach, mas nem todo mundo sabe como e quando eles podem ser usados, quais benefícios oferecem e quais são as diferentes essências.

De acordo com Maria Cristina Cury, terapeuta floral, os Florais de Bach são uma terapia alternativa, holística, desenvolvida por Edward Bach, para tratar diversos problemas. “Envolve 38 tipos de flores constituídas por essências. São remédios líquidos naturais, destinados principalmente à cura de problemas emocionais”, diz.

Edward Bach (1886-1936) era respeitado como médico em toda Europa. Mas, ao viver um importante problema pessoal, abandonou as suas atividades e foi para o campo, em busca de uma forma terapêutica original. Foi entre 1930 e 1934 que descobriu os 38 remédios florais e escreveu os fundamentos de sua nova medicina.

Bach perdeu sua esposa precocemente e desenvolveu logo em seguida uma doença que foi diagnosticada como câncer. Foram dados a ele apenas três meses de vida. Mas ele não se conformou com o diagnóstico e foi procurar na natureza uma alternativa. “Ele acreditava que as doenças aconteciam devido a uma desarmonia entre o corpo, a alma e o espírito, devido à presença de energia negativa. Passou, assim, a trabalhar com o desenvolvimento de um método que retirava energia positiva da natureza, utilizando as flores”, diz Maria Cristina.

Quem pode tomar florais de Bach?

Foto: Getty Images

Foto: Getty Images

“Todos podemos e devemos tomar os florais em algum momento das nossas vidas. Passamos a carregar vestes, vestimentas que não nos pertencem, e vamos acumulando toda essa energia negativa por muito tempo e, assim, as doenças se fazem notar. A natureza sabiamente nos deu um presente maravilhoso se apresentando com o potencial energético perfeito”, diz Maria Cristina.

De acordo com a terapeuta, não existe contraindicação para o uso dos florais. “Pois são fórmulas que estão aptas a conviver mesmo com outros tipos de medicações, não trazendo nenhum desconforto às pessoas”, diz.

Maria Cristina explica que os florais agem complementando os tratamentos tradicionais. “Podem ser tomados com qualquer tipo de medicamento, porém, não substituem os prescritos pelo médico, nem os tratamentos convencionais necessários”, acrescenta.

Como utilizar os florais de Bach

Foto: Getty Images

Foto: Getty Images

“Os florais, preferencialmente, devem ser indicados por um terapeuta floral, que vai ajudar a pessoa a descobrir o que nesse momento atual se faz mais necessário, após uma minuciosa entrevista. E, assim, formulará o floral para ser pedido a uma farmácia de manipulação de confiança… Ou o próprio terapeuta poderá preparar o floral”, explica Maria Cristina.

Na terapia do Dr. Bach, podem ser usadas até sete essências juntas. “A orientação, de forma geral, é tomar quatro gotas de sua fórmula quatro vezes ao dia”, diz.

“As gotas podem ser administradas puras, diretamente na língua, ou, se a pessoa preferir, pode passar nos lábios, por detrás das orelhas, nas têmporas ou pulsos. Para bebês e animais, recomenda- se o conservante na glicerina”, acrescenta a terapeuta.

Uma dúvida comum é: existe um tempo de duração determinado para o tratamento com florais?

“Em absoluto, os florais podem ser tomados por vários meses, dependendo da resposta ao tratamento. Não há um tempo de terapia, pois cada pessoa tem um resposta diferente aos florais”, esclarece Maria Cristina.

“O floral deve durar em média 28 dias e assim vamos podendo ter os retornos, para saber se deve ser mantido o mesmo floral ou se estamos entrando em novas áreas a serem tratadas”, acrescenta.

Os grupos emocionais e os florais adequados

De acordo com a terapia do Dr. Bach, existem sete grupos emocionais, nos quais ele se baseou para classificar 38 essências (cada uma relacionada com um estado emocional específico).

Na tabela abaixo você confere quais são esses grupos e quais são, geralmente, os florais indicados.

Imagem: Dicas de Mulher

Imagem: Dicas de Mulher

Os 38 florais de Bach

Maria Cristina explica que, para Bach, o importante era tratar a personalidade da pessoa e não a doença. “A doença é deste ponto de vista o resultado do conflito da alma e da personalidade (o que nós somos, no nosso dia a dia). Ele dizia: ‘o sofrimento é mensageiro de uma lição, a alma envia a doença para nos corrigir e nos colocar no nosso caminho novamente. O mal nada mais é do que o bem fora do lugar’”, diz.

Foto: Getty Images

Foto: Getty Images

Abaixo você conhece os 38 florais e para que casos eles são indicados, de acordo com a terapeuta Maria Cristina:

  1. Agrimony (Agrimonia eupatoria): para pessoas que sofrem interiormente, mas que procuram não demonstrar. Pessoas angustiadas, ansiosas, aflitas, e que, apesar disso, estão sempre com um sorriso no rosto.
  2. Aspen (Populus Tremula): indicado para pessoas que sentem medos indefinidos, como, por exemplo, de fantasmas, espíritos e maus presságios. Para medo do desconhecido e de fenômenos paranormais.
  3. Beech (Fagus sylvatica): para pessoas que são demasiadamente críticas, arrogantes, intolerantes… Que costumam julgar os outros. Irritam-se facilmente com hábitos, manias e jeitos alheios.
  4. Centaury (Centaurium erythraea): para aqueles que não sabem dizer “não”, são incapazes de colocar limites. Pessoas boas que querem agradar e acabam muitas vezes sendo exploradas. Negligenciam suas necessidades a favor das necessidades do outro.
  5. Cerato (Ceratostigma willmottianna): para pessoas que não confiam em suas próprias opiniões, procuram sempre a opinião do outro. Quando falta autoconfiança para decidir.
  6. Cherry Plum (Prunus cerasifera): para pessoas que sentem estar perto de um colapso nervoso. Têm medo de perder o controle e agredir a elas mesmas ou aos entes queridos.
  7. Chestnut Bud (Aesculus hippocastanum): para aqueles que estão sempre repetindo os mesmos erros. Têm dificuldade de aprendizado.
  8. Chicory (Chicorium intybus): para pessoas que querem controlar os outros. Possessivas, egoístas e manipuladoras. Facilmente magoáveis, cobram constantemente atenção, têm amor interessado e carência afetiva.
  9. Clematis (Clematis vitalba): indicado para os distraídos, desatentos. Também para a perda dos sentidos. Sonolentos, indiferentes.
  10. Crab Apple (Malus pumila): para pessoas muito preocupadas com limpeza, perfeição. Sentem vergonha delas mesmas, não se aceitam, têm repugnância e receio de se sujarem ou contaminarem.
  11. Elm (Ulmus procera): para pessoas fortes, altruístas, seguras e confiantes, mas que, num determinado momento, sentem-se inseguras, incapazes. Para aquelas que, sobrecarregadas pelas responsabilidades, sentem-se temporariamente sem forças e esgotadas.
  12. Gentian (Gentianella amarella): para pessoas que sofrem de depressão por um motivo identificável. Para os desanimados, pessimistas e céticos.
  13. Gorse (Ulex europaeus): para aqueles que perderam a fé e a esperança e acham que não vale a pena continuar lutando.
  14. Heather (Calluna vulgaris): para pessoas carentes que querem atrair a atenção dos outros. São egoístas e egocêntricas. Falam o tempo todo delas mesmas e estão totalmente envolvidas com seus problemas.
  15. Holly (Ilex aquifolium): para inveja, raiva, desejo de vingança, ciúmes, desconfiança e ódio.
  16. Honeysuckle (Lonicera caprifolium): para pessoas que vivem lembrando do passado com pesar e saudade. Para aquelas que ficam presas nos erros que cometeram, nas oportunidades que perderam e na vida que passou. Desinteressadas pelo presente.
  17. Hornbeam (Carpinus betulus): para aqueles que sentem cansaço físico e mental, fadiga, sobrecarga, preguiça matinal. Ajuda nos momentos de readaptações de vidas (casamentos, luto, mudança de cidade etc.). Desinteressados pelas tarefas cotidianas.
  18. Impatiens (Impatiens glandulifera): para pessoas impacientes, irritadas, intolerantes, tensas. Para a insônia, hipertensão, tensão física e estresse. Para aqueles que falam, comem, andam e se movimentam rapidamente.
  19. Larch (Larix decidua): para pessoas com sentimentos de inferioridade, falta de autoconfiança. Estão sempre na expectativa de fracassar. Autocensura.
  20. Mimulus (Mimulus guttatus): para aqueles que sentem medos cuja origem é conhecida: medo de viajar, de morrer, de ser assaltado, de se ferir, de dirigir etc. Tímidos.
  21. Mustard (Sinapsis arvensis): para pessoas que padecem de profunda melancolia e depressão sem uma causa definida. Tristeza, desesperança.
  22. Oak (Quercus robur): para aquela pessoa que é uma grande batalhadora, que assume muitas atividades e responsabilidades. Ela acaba por se sentir exausta, mas nem pensa em desistir.
  23. Olive (Olea europaea): para pessoas que se sentem exauridas física e psiquicamente. Esgotamento total, cansaço. A essência ajuda a pessoa a se fortalecer e a recuperar o equilíbrio vital.
  24. Pine (Pinus sylvestris): para aqueles que nutrem sentimentos de culpa. Autocondenação e recriminação, até quando o erro é dos outros. São incapazes de se perdoar.
  25. Red Chestnut (Aesculus carnea): para pessoas ansiosas, apreensivas e temerosas com o que de ruim possa acontecer com seus entes queridos. Superproteção, preocupação excessiva. Vínculo interior excessivo e patológico com outra pessoa.
  26. Rock Rose (Helianthemum nummularium): para pessoas que sentem pânico, terror. Perda de controle devido a um medo extremo.
  27. Rock Water: para aqueles que são extremamente exigentes com eles mesmos, desejam ser um exemplo. Rigidez moral e negação de suas necessidades. Autorrepressão e automartírio.
  28. Scleranthus (Scleranthus annuus): para pessoas que oscilam entre duas opções. Indecisos, instáveis, mudam abruptamente de opiniões e de estado de ânimo.
  29. Star of Bethlehem (Ornithogalum umbellatum): para pessoas que viveram (ou vivem) alguma situação traumática de natureza física, mental ou emocional. Para aqueles que necessitam de conforto após algum infortúnio. Para choques e traumas.
  30. Sweet Chestnut (Castanea sativa): para casos extremos de angústia e desespero, em que a pessoa sente que está no limite da resistência. Para depressão, tristeza.
  31. Vervain (Verbena officinalis): para indivíduos que dedicam de modo extremo a uma causa ou ideia. Fanáticos, não toleram as injustiças. Tensos, muito ansiosos e estressados.
  32. Vine (Vitis vinifera): para pessoas autoritárias, ambiciosas, inflexíveis, insensíveis. Buscam excessivamente o poder. Às vezes são cruéis. Para aqueles que procuram impor suas vontades sobre os outros.
  33. Walnut (Juglans regia): para pessoas que estão passando por grandes mudanças: adolescência, menopausa, início ou término de uma relação afetiva etc. Recomeço de vida, rompimento com velhos hábitos ou vínculos.
  34. Water Violet (Hottonia palustris): para pessoas reservadas, solitárias, orgulhosas, com sentimentos de superioridade. Desprezam os outros. Possuem frieza emocional e grande autovalorização.
  35. White Chestnut (Aesculus hippocastanum): para quem sofre com pensamentos repetitivos. Para o diálogo interno constante e incontrolável que atrapalha a concentração e desgasta. Pensamentos indesejados e obsessivos.
  36. Wild Oat (Bromus ramosus): para aqueles que não descobriram a vocação, estão insatisfeitos com a vida. Aborrecidos e entediados com o dia a dia, profissionalmente frustrados, incapazes de planejar a vida.
  37. Wild Rose (Rosa canina): para apáticos, sem ambição. Insensibilidade emocional. Desvitalizados, fadigas constantes. Entregam-se sem lutar.
  38. Willow (Salix vitellina): para pessoas muito negativas, que se sentem injustiçadas. Colocam a culpa nos outros pelos próprios infortúnios. São ressentidas, amargas, invejosas e rancorosas. Sentem-se vítimas do destino.

Fórmula de emergência: o que é?

Foto: Getty Images

Foto: Getty Images

Quem já ouviu falar dos florais de Bach talvez já tenha escutado falar, também, da “fórmula de emergência”. É uma mistura de essências criada pelo Dr. Bach para lidar com emergências e/ou situações de crise, ou seja, quando não há tempo para fazer uma seleção individual de florais.

A fórmula pode ser utilizada para ajudar, por exemplo, a ultrapassar um nervosismo inesperado devido a um exame etc. A marca mais famosa da fórmula é conhecida como Rescue Remedy.

Maria Cristina explica que o Rescue Remedy é composto de cinco essências: Impatiens, Star of Bethlehem, Cherry Plum, Rock Rose e Clematis. “Existe também um Creme Rescue Remedy, com Crab Apple adicionada, que pode ser usado externamente como pomada para queimaduras, picadas de insetos”, diz.

“As indicações básicas dessa fórmula são casos agudos e de emergência; casos de sofrimento antes de exames, entrevistas, dentista, cirurgia etc. Pode ser também usado no pós-acontecimento agudo, como, por exemplo, num pós-operatório etc.”, explica a terapeuta.

Onde encontrar os florais de Bach

De acordo com Maria Cristina, a maioria das farmácias de manipulação possui os florais concentrados do sistema Bach. “E tem condições de preparar composições florais (frasco com vários florais juntos) conforme o pedido do terapeuta (similar a uma receita). Tem também terapeutas que possuem o kit das essências mãe e podem preparar os seus frascos de florais”, diz.

Na galeria abaixo você confere alguns exemplos dos florais:

Floral Oak  por R$75 na <a href="https://www.monas.com.br/loja/produto/oak-20ml-2/?gclid=CMHM9vf-lMYCFdWPHwodmAcAwA" target="blank_">Mona’s</a>
Bach Mimulus  por R$53,50 na <a href="http://biovea.net/br/product_detail.aspx?PID=4996&TI=GGLBR&C=N&gclid=CJ2ymY-AlcYCFcmQHwodYCIA8g" target="blank_">Biovea</a>
Bach Rescue por R$75 na <a href="https://www.monas.com.br/loja/produto/rescue-20/?gclid=CMDg49yAlcYCFYIWHwodeJwAFg" target="blank_">Mona’s</a>
Bach Star of Bethlehem por R$50,05 na <a href="http://biovea.net/br/product_detail.aspx?PID=4999&OS=204&KW=bach&cp=4&NAME=BACH-STAR-OF-BETHLEHEM-20ml" target="blank_">Biovea</a>
Bach White Chestnut por R$50,05 na <a href="http://biovea.net/br/product_detail.aspx?PID=5000&OS=204&KW=bach&cp=4&NAME=BACH-WHITE-CHESTNUT-20ml" target="blank_">Biovea</a>
Bach Olive por R$53,50 na <a href="http://biovea.net/br/product_detail.aspx?PID=4998&OS=204&KW=bach&cp=4&NAME=BACH-OLIVE-20ml" target="blank_">Biovea</a>
Bach Impatiens por R$46,35 na <a href="http://biovea.net/br/product_detail.aspx?PID=4994&OS=204&KW=bach&cp=4&NAME=BACH-IMPATIENS-20ml" target="blank_">Biovea</a>
Bach Elm por R$50,05 na <a href="http://biovea.net/br/product_detail.aspx?PID=4991&OS=204&KW=bach&cp=4&NAME=BACH-ELM-20ml" target="blank_">Biovea</a>
Rescue Remedy (Floral de Bach) por R$35 na <a href="http://www.dalissa.com.br/homeopatia/florais-de-bach/rescue-remedy--floral-de-bach-" target="blank_">Dalissa</a>

Depoimentos de quem já usou

Talita Moraes, 32 anos, funcionária pública, conta que já tomou florais em diferentes momentos da sua vida, sempre com sucesso. “Ao meu ver vai muito também do que a gente acredita. Não adianta eu tomar um floral achando que ele não vai fazer efeito, a gente tem que acreditar naquilo em que está investindo”, comenta.

Natália Aparecida Fernandes, 28 anos, fisioterapeuta, relata que usou florais após o término de um relacionamento que a deixou muito abalada. “Eu não me conformava com o fim do namoro, acordava todo dia remoendo as histórias do passado, pensando no que eu poderia ter feito de diferente para a relação ter dado certo. Minha própria psicóloga indicou um floral como uma terapia complementar e eu achei muito bacana”, diz.

Bianca Peixoto, 31 anos, comerciante, lembra de ter tomado um floral quando ia fazer seu exame para tirar carta. “Como sou muito ansiosa, já estava sofrendo nas aulas práticas (risos). Quando comentaram comigo que existia um floral específico para isso, achei o máximo! Hoje não lembro se me senti muito mais calma no dia do exame, mas sei que passei de primeira e isso para mim foi um grande alívio!”, relata.

Outros tipos de florais

Foto: Getty Images

Foto: Getty Images

Maria Cristina comenta que o uso de flores e plantas no tratamento humano é muito antigo. Pesquisas indicam, inclusive, que as flores já eram utilizadas com este objetivo antes de Cristo.

Ao longo das últimas décadas, diversos sistemas florais foram sendo desenvolvidos em várias partes do mundo – cada um com suas particularidades determinadas pelas flores de cada região.

“Hoje, dentro de um país, existem vários sistemas, cada um utilizando um grupo de flores regionais, embora não seja incomum encontrar flores semelhantes entre eles”, diz a terapeuta.

Abaixo você conhece outros exemplos de sistemas florais:

1. Florais de Minas: soluções preparadas com as energias sutis das flores, trazendo cada uma as vibrações adequadas para a harmonização e o equilíbrio dos estados mentais, emocionais e espirituais. São 133 essências florais.

2. Florais de Saint Germain: criados por Neide Margonari, artista plástica e manipuladora de essências florais, trabalham com a retirada dos bloqueios energéticos quando a personalidade da pessoa se encontra de forma negativa. São 81 essências que são obtidas de flores brasileiras.

3. Sistema Agnes: os florais são compostos, de forma geral, por essências florais e fito essências de plantas nativas encontradas no cerrado dos estados de Mato Grosso e São Paulo. Trabalham temas ligados à vida em sociedade, comunicação, segurança, afetividade, relacionamentos, sexualidade, medos etc.

4. Florais do Alaska: o Alaska é um dos poucos pontos do planeta onde ainda existem áreas não ocupadas por humanos, portanto, totalmente preservadas. E é nesses ambientes naturais, longe da poluição, que as essências do Alaska são preparadas. Alguns exemplos de combinações florais já prontas para o consumo, compostas de essências florais preparadas originalmente na natureza selvagem do Alaska e engarrafadas no Brasil, são: Fórmula Floral Sem Stress (para pessoas estressadas); Fórmula Floral Decisão (para pessoas que estão indecisas); Fórmula Floral Diálogo (para pessoas com dificuldade na comunicação) etc.

5. Florais Angels: são essências vibracionais extraídas de flores (em sua maioria silvestres), que crescem na Mata Atlântica. Alguns dos florais e suas indicações são: Amarelus para auxílio nas emergências do dia-a-dia; Batuá para força física e mental; Biruí para autovalorização; Éden para transformação do orgulho e da arrogância; Guaruá para medo e fobias, entre outras opções.

6. Florais de Bush Australiano: ajudam as pessoas a resolverem os problemas, por exemplo, com sexualidade, comunicação, espiritualidade e outros. As respostas a essas necessidades vêm das plantas australianas e o sistema foi desenvolvido e pesquisado pelo homeopata, naturopata e terapeuta floral Ian White, que analisou flores nativas do interior da Austrália, abrangendo as flores do cerrado, do deserto e também das montanhas. São cerca de 69 essências florais.

Vale destacar que esses são apenas exemplos, pois existem diversos sistemas florais disponíveis hoje no Brasil e no mundo, além dos florais de Bach – que já são bastante conhecidos e utilizados por várias pessoas pelos mais diferentes motivos.

Comentários
Dicas relacionadas