10 receitas de chás digestivos para incluir na sua alimentação

Escrito por
Em 11.11.21

iStock

Por                                
Em 11.11.21

A ingestão de chás pode ajudar a tratar problemas digestivos como gastrite, indigestão, intolerâncias e estômago inchado. É o que contam a nutricionista Fernanda Sardella (CRN 4: 21102381) e a Presidente da Associação Brasileira de Fitoterapia (Abifit) Maria Angélica Fiut (CRN 4: 05101043). A seguir, confira os chás digestivos indicados pelas profissionais, aprenda a fazê-los sem perder suas propriedades e ainda conheça alguns erros comuns no preparo.

Publicidade

Índice do conteúdo:

1. Chá de Espinheira Santa

iStock

Feito da folha da Maytenus ilicifolia, um dos chás digestivos é o de Espinheira Santa, indicado para úlceras gástricas e duodenais, e gastrites. Segundo as nutricionistas, a dose mínima de folhas no preparo deve ser de 1g, enquanto a dose máxima são 2g. Ele pode ser tomado de 3 a 4 vezes por dia, inclusive à noite.

Como preparar

Ingredientes

  • 1 ou 2 gramas da folha de espinheira-santa
  • 250 mL de água

Modo de preparo caseiro

  1. Aqueça a água. Após desligar o fogo, adicione as folhas de Espinheira Santa;
  2. Deixe a infusão agir por 5 minutos;
  3. Sirva-se de 1 xícara de chá.

2. Chá de Carqueja

iStock

As partes aéreas da Bacharis trimera são ideais para chás digestivos. É indicado para úlceras, constipação e tem ação hepatoprotetora. Ambas as nutricionistas alertam para o uso cuidadoso da bebida entre os diabéticos e para a quantidade usada da planta: dose mínima de 1g e máxima de 5g.

Como preparar

Ingredientes

  • 1 a 5 gramas de craqueja
  • 150 mL de água

Modo de preparo caseiro

Publicidade

  1. Despeje a craqueja na água fervida;
  2. Deixe infusionar por 5 minutos;
  3. Sirva-se de 1 xícara, 2 a 3 vezes por dia.

3. Chá de Falso Boldo

iStock

Fernanda Sardella explica que a folha de Plectranthus barbatus ajuda em problemas de secreção gástrica reduzida além de diminui o volume e a acidez da secreção. Tem efeito bactericida, antifúngica, antisséptica, antiviral e aumenta da motilidade intestinal. O chá também é indicado para ajudar no tratamento de desconfortos, úlceras e dores de cabeça.

Como preparar

Ingredientes

  • 1 a 3 gramas de folhas de falso boldo
  • 150 mL de água

Modo de preparo caseiro

  1. Despeje o falso boldo na água aquecida previamente;
  2. Deixe infusionar por 5 minutos;
  3. Sirva-se de 1 xícara de 2 a 3 vezes por dia.

4. Chá de Boldo do Chile

iStock

O chá digestivo feito de folhas de Peumus boldus é indicado para hepatite, indigestão, náusea e vômitos e constipação intestinal. Entre suas atividades estão o alívio de espasmos no intestino delgado e efeito laxativo. Este chá pode ser tomado várias vezes ao dia.

Como preparar

Ingredientes

  • 2 a 5 gramas de boldo do Chile
  • 150 mL de água

Modo de preparo caseiro

  1. Aqueça a água. Após desligar o fogo, adicione as folhas;
  2. Deixe infusionar por 5 minutos;

5. Chá de Hortelã

iStock

1g de hortelã é capaz de trazer benefícios como inibir contrações da musculatura lisa das vísceras induzidas por serotonina, histamina e acetilcolina. Também é capaz de eliminar os gases e o vômito. É indicado para desconfortos em geral como cólicas abdominais e diarreia e pode ser tomado à noite.

Publicidade

Como preparar

Ingredientes

  • 1 grama de hortelã
  • 150 mL de água

Modo de preparo caseiro

  1. Adicione a folha de hortelã na água fervida;
  2. Deixe infusionar por 5 minutos;
  3. Sirva-se de 1 xícara de 2 a 3 vezes ao dia, durante ou após as refeições.

6. Chá de Gengibre

iStock

Anti-inflamatório, estimulante da imunidade e hipoglicêmico são só alguns dos benefícios dos chás digestivos. É indicado pelas profissionais para digestão lenta, refluxo, náuseas, vômitos pós-cirúrgicos ou durante a gestação e enjoos causados por automóveis.

Ademais, ambas especialistas indicam a quantidade máxima de 1g de gengibre para o preparo do chá para grávidas. O pó de gengibre também pode ser usado em cima da refeição: 1 colher de café, 1 vez por dia.

Como preparar

Ingredientes

  • 500 mg a 1g de gengibre cortado ou ralado;
  • 150 mL de água

Modo de preparo caseiro

  1. Adicione o gengibre na água e ponha para ferver;
  2. Deixe ferver por 5 minutos;
  3. Coe o gengibre e sirva-se de 1 xícara, de 2 a 4 vezes ao dia (inclusive à noite).

7. Chá de Canela

iStock

Feito com a casca da canela (canela em pau), esse chá digestivo é recomendado por Maria Angélica para tratar gases, diarreia e parasitoses intestinais. Além disso, também inibe algumas bactérias intestinais. Segundo a presidente da Abifit, o chá de canela pode ser consumido de 2 a 6 vezes ao dia.

Como preparar

Ingredientes

Publicidade

  • 500 mg a 2 g de canela em pau
  • 150 mL de água

Modo de preparo caseiro

  1. Ponha a água e a canela para ferver;
  2. Deixe ao fogo por 5 minutos;
  3. Sirva-se de 1 xícara.

8. Chá de Alcachofra

iStock

Feito com as folhas da alcachofra, esse chá digestivo tem um efeito suave de laxante. É indicado para desintoxicação e tratar distúrbios de movimentos biliares e aumento de colesterol no sangue.

Como preparar

Ingredientes

  • 2 gramas da folha de alcachofra
  • 150 mL de água

Modo de preparo caseiro

  1. Ferva a água reservada. Adicione as folhas após desligar o fogo;
  2. Deixe infusionar por 5 minutos;
  3. Sirva-se de 1 xícara, 3 vezes ao dia.

9. Chá de Alecrim

iStock

As especialistas recomendam o chá de alecrim para auxiliar o tratamento da bactéria H.pylori, úlceras e também distúrbios de movimentos biliares, por isso é um dos melhores chás digestivos. Tem ação anti-inflamatória, é feito das partes aéreas do alecrim e pode ser consumido até 2 vezes ao dia.

Como preparar

Ingredientes

  • 3 a 6 gramas de alecrim
  • 150 mL de água

Modo de preparo caseiro

  1. Despeje o alecrim na água fervente;
  2. Deixe infusionar por 5 minutos;
  3. Sirva-se de 1 xícara.

10. Chá de Funcho

iStock

O fruto da planta medicinal ajudam com desconfortos como digestão lenta, distensão abdominal, gases e diarreias pastosas e crônicas. Este é mais um chá digestivo que pode ser tomado à noite sem nenhum problema. A quantidade indicada é de 2 gramas.

Como preparar

Ingredientes

  • 500 mg a 2 g de funcho
  • 150 mL de água

Modo de preparo caseiro

  1. Despeje a funcho na água fervente;
  2. Deixe infusionar por 5 minutos;
  3. Sirva-se.

A importância do preparo correto

Tanto Fernanda quanto Maria Angélica apontam o correto preparo do chá digestivo e a quantidade da bebida como as formas mais eficazes de aproveitar todos os benefícios. “Tempo correto, parte da planta utilizada, são determinantes para que o chá tenha seu efeito desejado e isto vai depender da planta. Em sua maioria, podem ser tomados 2 vezes ao dia”, explicam.

E se você tem o costume de colocar açúcares ou especiarias, pare! Conforme as especialistas em fitoterapia, essa prática reduz o efeito digestivo das plantas medicinais. “O uso de açúcares, além de influenciar no aumento calórico na preparação, pode reduzir a resposta clínica, já que, principalmente chás que vão atuar no sistema digestório, fazem isto também pelos princípios amargos das plantas. O ideal é que o chá seja feito de maneira correta e tomado sem acrescentar outros ingredientes”, explicam as nutricionistas.

Complementos como o alho, cravo da índia e linhaça devem ser usados na alimentação. Além deles, o psyllium é um ótimo aliado. “(Ele) atrai água para o intestino, aumentando o volume, a motilidade e a propulsão das fezes no intestino”, diz a presidente da Abifit. Maria Angélica o indica para consumo nas refeições: 1 a 10g por dia sobre frutas ou sucos.

É amante desse tipo de bebida? Veja algumas receitas de chá gelado ou que te ajudem a dormir!

As informações contidas nesta página têm caráter meramente informativo. Elas não substituem o aconselhamento e acompanhamentos de médicos, nutricionistas, psicólogos, profissionais de educação física e outros especialistas.

Assuntos: Alimentação