Dicas de Mulher Dicas de Saúde

Antibiótico: de mocinho a vilão

Entenda por que o uso indiscriminado de antibióticos pode ser prejudicial à saúde

em 27/11/2014

Foto: Thinkstock

“Antibiótico”, de acordo com o dicionário, é como é chamado um corpo que impede o desenvolvimento ou a multiplicação de certos micróbios. Esse corpo pode ser de diversas proveniências (desde extratos de culturas bacterianas ou fúngicas a substâncias sintéticas, desenvolvidas em laboratório).

Na medicina, os medicamentos antibióticos são usados para combater a maior parte das bactérias nocivas à saúde. Eles agem através do combate e destruição de eventuais organismos parasitas – bactérias estranhas – sem, contudo, destruírem as células do corpo humano.

Diferentes tipos de antibiótico agem de diferentes maneiras sobre as bactérias; os antibióticos bactericidas matam-nas diretamente, enquanto os antibióticos bacteriostáticos bloqueiam ou inibem sua capacidade de crescimento e reprodução.

O sistema imunológico humano é composto por células naturais do organismo, que são responsáveis por combater corpos estranhos que nele possam vir a penetrar.

É possível que, em infecções bacterianas muito fortes, esse sistema venha a ser vencido pelos parasitas.

O medicamento antibiótico potencializa as defesas do organismo, diminuindo a ação das bactérias e permitindo, dessa forma, que o sistema imunológico de recupere e possa voltar a combater a doença sozinho.

O que é a resistência aos antibióticos e por que ela ocorre?

A resistência ao antibiótico é a capacidade que uma determinada bactéria desenvolve para não sofrer os efeitos causados pelo medicamento. Isso acontece porque algumas bactérias podem passar por um processo de mutação. Quando tomamos um antibiótico, ele mata as bactérias sensíveis à sua ação, mas as bactérias mutantes resistentes a ele podem sobreviver e se multiplicar, tornando o antibiótico ineficaz no tratamento do problema a que se destina. Por isso o uso de antibióticos deve ser feito com parcimônia, sempre através de recomendação e acompanhamento médico.

Por que devo me preocupar com a resistência a antibióticos?

Os antibióticos são a principal forma de tratamento da maioria das doenças causadas por bactérias. Dentre as diversas enfermidades tratadas através de antibióticos estão a cólera, a tuberculose, a meningite menigocócita e a pneumonia. Se as bactérias se tornam resistentes a esses medicamentos em um indivíduo, esse pode transmiti-las aos membros mais próximos da família, por exemplo, tornando-os vulneráveis à ação da doença e sem possibilidade de tratamento eficaz.

Como evitar as infecções de bactérias resistentes?

Devemos evitar o consumo de qualquer tipo de medicamento sem orientação de especialista. Com os antibióticos não é diferente e qualquer tipo de automedicação é contra-indicado. Seguindo os conselhos dos profissionais de saúde e submetendo o paciente ao tratamento recomendado (não interrompendo antes do tempo estipulado e não tomando doses desnecessárias), é possível evitar que os agentes causadores da doença desenvolvam resistência ao medicamento.

Comentários
Dicas relacionadas