Turbante: tudo que você precisa saber para amar ainda mais o acessório

Escrito por Nicole Broetto

Fanm Djanm

A cada dia o mundo fashion se expande, incorporando itens das mais diversas culturas e criando visuais incríveis em cima disso. Esse foi o caso do turbantes, que não só carregam uma história de luta como também uma beleza sem comparações.

O acessório consiste em um tecido que pode ter metros e metros, como os povos africanos e orientais costumavam usar, ou apenas alguns centímetros como é mais comum atualmente. Esse pano é então amarrado sobre a cabeça de dezenas de modos diferentes.

Turbante: como fazer (passo a passo)

Se sua grande dúvida está em como fazer o turbante de modo correto, fiquem com esses 10 tutoriais com diferentes tecidos, modelos e técnicas de como fazer turbantes.

Modo fácil de amarração, por Preta Pariu

Leia também: Cabelo crespo: veja os tipos, cortes, penteados e aprenda como cuidar

Sá Ollebar, do canal Preta Pariu ensina como se jogar nas estampas sem medo e ousar com dois modelos de turbantes diferenciados e superestilosos.

Turbante com box braids, por Magá Moura

Ah mas eu tenho tranças, o que eu faço? Calma lá, Magá Moura mostra como utilizar as tranças ao seu favor e deixar o turbante cheio de volume e beleza. Primeiro ela faz uma amarração em que as tranças ficam aparentes e depois ela apresenta como montar o turbante por cima do cabelo. Fica lindo demais!

Como dar volume ao turbante, por Preta Araujo

Caso o seu cabelo seja liso ou não possua muito volume e você deseja um turbante bem grandão e todo poderoso, Preta Araujo mostra seus truques para conseguir isso. Ela utiliza dois turbantes, um por baixo do outro, para criar uma aparência natural e aumentar a altura do visual.

Leia também: Brinco de argola: 50 provas de que esse é o acessório mais versátil da moda

Três turbantes estilo faixa, por Bianca Lemos

Em um vídeo curtinho, Bianca Lemos faz um passo a passo de como fazer turbantes. Suas técnicas são simples e ideais para meninas mais tímidas, já que o resultado fica bem discreto nas três maneiras apresentadas.

Turbante para cabelo curto, por Rosajorosa

Rosajorosa joga as limitações para lá ao ensinar como fazer o turbante para ser usado com o cabelo curto. De maneira prática, a youtuber utiliza um cachecol para demonstração da amarração de maneira despojada e prática.

Como combinar as amarrações com o look, por Rayza Nicácio

Leia também: Tatuagem em pele negra: tire suas dúvidas e confira 30 inspirações

Rayza Nicácio inicia seu vídeo com o tutorial para um turbante bem ousado que cobre todo o cabelo e termina com uma espécie de coque com o tecido. Em seguida ela mostra como fazer uma amarração mais aberta, que exibe o cabelo amarrado. E por fim, a youtuber ensina a última amarração, com o cabelo todo soltinho por cima. Os três looks são de arrasar.

Turbante tipo flor, por Eva Lima

Já ouviu falar do turbante tipo flor? Eva Lima ensina dois modos de fazer esse modelo. Ele funciona como faixa, prendendo a parte frontal do cabelo e é finalizado com um trançado no topo da cabeça que depois é retorcido para se transformar em uma flor.

Dois modos de amarração, por Yuli Balzak

Seja para os dias que o seu cabelo não está dos melhores ou apenas para dar um toque de estilo ao visual, Yuli Balzak ensina como prender o cabelo para em seguida fazer duas lindas amarrações de turbante.

Turbante de cabelo todo, por Michele Passa

Michele Passa oferece as melhores dicas para ganhar volume usando dois turbantes ao mesmo tempo. Ela usa quase a mesma técnica com os dois ao amarrar de trás para cima, entretanto, o que se diferencia é na hora de cobrir o segundo tecido. Para isso a youtuber faz um rolinho com o tecido excessivo do último turbante para então colocá-lo sobre o espaço no topo, escondendo o tecido embaixo.

Três modos diferentes de usar turbante, por Luany Cristina

Mais uma vez, três modos de arrumar o turbante são exibidos. O primeiro é feito com uma espécie de trança feita na faixa, que dá um toque à mais na lateral do cabelo. O segundo utiliza-se do afro puff e da técnica de amarração com nozinho frontal para completar o visual. E por fim, Luany Cristina faz um turbante de cabelo todo, com a ponta enrolada na frente.

É possível agora se inspirar nesses tutoriais para sair testando amarrações por aí ou então testar a criatividade e misturar diferentes técnicas e dicas para ver o que dá certo para você, o que acha?

Significado e história do turbante

iStock

Seu uso inicial se deu principalmente nas regiões da África, Ásia e Oriente Médio, mas não se sabe sua origem exata. Por muito tempo ele fez parte do vestuário tradicional de muitos povos e os tecidos e estampas foram utilizados como modo de identificação de grupos específicos.

No Brasil, eles foram trazidos por meio dos escravos africanos, que os mantinham como símbolo de sua cultura. Já hoje em dia, apesar de ser utilizado como um adorno ou item de beleza, o turbante carrega simbolismos importantes da cultura negra, representando valores como resistência e empoderamento.

Dessa forma, grande parte da comunidade negra utiliza-o de modo a exibir seu orgulho por ser parte de um grupo tão resiliente. Entretanto, ao longo dos anos as tradições de diferentes povos foram se misturando e o uso do turbante foi também sendo adotado, podendo atualmente ser visto por diferentes indivíduos, mesmo que fora do contexto de afirmação cultural.

Tipos de turbante

São tantos modos de trançar e amarrar o turbante que até chega a dar um nó na cabeça. Mas não se preocupe, veja aqui alguns dos principais tipos.

Ponta enrolada

Sua principal característica, como o próprio nome sugere, é a finalização com a ponta enrolada e amarrada de modo visível. O “nó” fica bem legal quando no topo da cabeça, mas também pode ficar posicionado nas laterais ou atrás. É feito com o pano segurando todo o cabelo ou a maioria dele para então criar uma ponta mais avantajada se destacando, enrolando-se sobre si própria. O resultado fica bem despojado, ideal para ocasiões mais informais.

Retrô

Talvez o mais diferente seja o turbante retrô. Ele remete mais aos glamourosos filmes dos anos 20 e seus trajes clássicos, marcados pela elegância. Ele pode ser comprado já pronto, assemelhando-se à uma touca fechada ou com uma abertura, ou também é possível usar um tecido e amarrá-lo sobre a cabeça de maneira bem polida, sem grandes volumes ou pontas aparentes. Coco Chanel é uma figura conhecida pelo uso desse modelo.

Faixa

Muito visto por aí, o turbante em faixa talvez seja o mais comum de todos. Basicamente ele é feito começando pela parte de trás da cabeça, para então trazer as duas metades do tecido para frente, entrelaçando uma metade na outra e depois é jogado para trás novamente. Esse processo é feito até o comprimento acabar e então coloca-se as duas pontas em uma das curvas do tecido, prendendo-o bem. Serve para momentos descontraídos como uma saída à praia, por exemplo, ele mantém o estilo sem perder a praticidade.

Cabelo todo

Bem descontraído, mas ainda assim elegante, esse modelo consiste em prender o cabelo inteiro, deixando apenas o turbante à mostra. Apesar desse tipo estar em uma única categoria, as variações são infinitas, podendo adaptar diferentes tecidos, estampas e até mesmo amarrações, contanto que todo o cabelo fique “escondido”. Também funciona bem para situações que requerem mais praticidade, já que o cabelo não interfere na ação. Porém, nada impede seu uso em ocasiões formais, já que o turbante pode trazer todo um charme.

Volumoso

A regra é simples: volume para cima, volume para os lados, volume para tudo que é lugar. O turbante volumoso é mais chamativo que os outros modelos, mas não deixa de ser lindo. Ele também pode usar as mais variadas amarrações, contanto que se preserve sua proporção. Portanto nós e laços podem contribuir para isso. Esse turbante é o que mais se aproxima dos modelos tradicionais, descendentes da cultura africana, como os Ojás. Por ser mais exagerado, combina com roupas mais neutras ou lisas, que não roubem a atenção do belo turbante.

Cada um com suas características únicas, essa variedade de turbantes só prova a versatilidade da peça, que pode ser adaptada aos diferentes gostos.

Como usar turbante

Agora você já se tornou fã dos turbantes mas ainda não sabe como usá-los ou tem medo de carregar no visual? Veja lindas inspirações abaixo.

1. Os turbantes são incrivelmente inspiradores

2. Além de seus significados, eles ainda possuem uma beleza sem fim

3. A mistura de amarrações

4. Estampas

5. E até tecidos e estilos diferentes

6. Geram combinações inquestionavelmente lindas

7. Eles podem ser incorporados em todo tipo de situação

8. Desde eventos formais

9. Até um simples dia na piscina

10. É possível fazer um mix de cores total

11. Mas combinar as cores das peças também funciona

12. Mas o fato é que: o turbante muda totalmente o look

13. Ele deixa qualquer visual mais interessante

14. Deixando a roupa ainda mais divertida

15. Ou complementando uma roupa mais básica

16. Não há quem duvide da sua elegância

17. Mas também fica legal incluir o turbante no dia a dia

18. O bacana do item é que ele combina com tudo

19. E ajuda a expressar a criatividade de toda mulher

20. Desde as mais ousadas

21. Às mais neutras

22. O que não falta é estilo

23. É legal lembrar que o turbante funciona com todo tipo de penteado

24. Contanto que você não tenha medo de se atrever

25. Então não se esqueça de tirar aquele seu tecido favorito do armário

26. E testar as mais diversas amarrações

27. Para sair arrasando pelas ruas

28. Com os seus turbantes favoritos

29. Porque quando se fala em se expressar pela moda

30. Não existem restrições para sua criatividade

Então não pense duas vezes antes de se jogar no mundo dos turbantes. Teste seus tecidos favoritos, as combinações que mais agradam e o mais importante: que ele faça você se sentir bem.

Assuntos: Acessórios, Como usar

Para você