Moda e Beleza

Revitalização facial regenera, hidrata e nutre a pele

Canva

Atualizado em 06.06.23

A revitalização facial está entre os métodos de tratamento mais populares para promover a regeneração celular da pele. A dermatologista, Dra. Luciane Scattone, e a médica especialista em dermatologia clínica, Dra. Fátima Tubini, citaram os benefícios e esclareceram dúvidas comuns sobre a técnica. Acompanhe!

O que é a revitalização facial

Segundo a Dra. Fátima Tubini, a revitalização facial é um procedimento estético que promove a renovação celular. “Nossa pele é constantemente submetida aos efeitos prejudiciais, como exposição solar, poluição e hábitos de vida. Dessa forma, o tratamento é indicado para quem deseja uma pele mais saudável, hidratada e iluminada”. A Dra. Luciane Scattone complementa dizendo que a revitalização retira as células mortas e prepara o rosto para receber a hidratação.

5 benefícios da revitalização facial para a pele

A revitalização facial se destaca, não só pela ação regeneradora e nutritiva, mas também por promover outros benefícios para a pele. Confira os principais citados pelas dermatologistas:

  • Retira células mortas: segundo a Dra. Luciane Scattone, a técnica “retira as células mortas por meio de algum produto químico ou esfoliação”. Dessa forma, os componentes penetram mais facilmente na pele”.
  • Pele bonita e iluminada: a revitalização facial propicia a absorção de vitaminas, proteínas e oligoelementos. Então, o procedimento “deixa a pele mais bonita, hidratada, uniforme e iluminada”, menciona a Dra. Fátima Tubini.
  • Controla a oleosidade: de acordo com a Dra. Luciane Scattone, a técnica “é indicada, principalmente, para quem tem pele oleosa e mais espessa”. Ao remover as células mortas, o procedimento evita a obstrução dos poros e, consequentemente, ajuda a controlar a oleosidade.
  • Combate os radicais livres: segundo a Dra. Fátima Tubini, “a revitalização facial ajuda a combater os radicais livres” – essas moléculas são responsáveis por causar danos à pele, principalmente, o envelhecimento precoce.
  • Limpa profundamente a pele: a Dra. Fátima Tubini comenta que a técnica limpa a pele profundamente. Dessa forma, “evita o acúmulo de células mortas e a obstrução dos poros”.

Segundo a Dra. Luciane Scattone, é importante esclarecer que “a revitalização facial não tira manchas, sardas e melanose, porém o procedimento pode melhorar o aporte do clareador”. Isso porque a absorção do produto ajudar a atenuar as manchas na pele.

Publicidade

Como a revitalização facial é feita

Para realizar o procedimento, é preciso seguir três etapas de tratamento: esfoliação, hidratação e nutrição da pele. A seguir, veja mais detalhes sobre cada processo.

Esfoliação

Canva

A Dra. Luciene Scattone explica que “a primeira etapa da revitalização consiste na esfoliação para remover a camada córnea da pele”. Esse processo pode ser feito por meio de agentes esfoliantes para o rosto, além disso, prepara a região para as próximas etapas de hidratação e nutrição.

Hidratação

A próxima etapa da revitalização facial é aplicar agentes hidratantes para reduzir o desgaste natural do tecido, a fim de “melhorar a textura e devolver a luminosidade natural da pele”, explica a Dra. Fátima. A escolha dos produtos será feita conforme o tipo de pele da pessoa. Por exemplo, “os cremes são indicados para pele seca, o gel creme para as mistas e o sérum para pele oleosa”, esclarece a Dra. Luciene Scattone.

Nutrição

Canva

No último processo do tratamento, são aplicados agentes nutritivos, vitamínicos e oligoelementos. Esses ativos vão penetrar na pele deixando-a mais nutrida, saudável e bonita. Após todas as etapas, é importante aplicar o protetor solar.

Segundo a Dra. Fátima Tubini, a revitalização facial não pode ser feita em casa. Ela recomenda realizar o procedimento com um profissional habilitado, assim, todas as etapas necessárias serão supervisionadas, sem risco de ocorrer o efeito rebote.

Perguntas frequentes sobre revitalização facial

Canva

Agora que você já conhece os benefícios da revitalização facial e como o tratamento é feito, a Dra. Luciane Scattone esclarece outras dúvidas comuns sobre o tratamento estético. Confira:

Dicas de Mulher – Quanto tempo dura a revitalização facial?

Publicidade

Luciane Scattone – Dura o tempo de renovação celular da pele, ou seja, de 21 a 28 dias. Portanto, é recomendado realizar o procedimento uma vez por mês.

Quais os cuidados que devo ter?

Após o procedimento não pode aplicar produtos com componentes que irritam a pele, assim como qualquer ácido não indicado, pois a pele fica permeável. Além disso, é recomendado evitar o sol e, sempre que houver exposição, aplicar protetor solar.

Existe alguma contraindicação?

É contraindicado para pessoas com doenças inflamatórias na pele. Então, o ideal é primeiro tratar essas lesões para depois realizar a revitalização. Além disso, a intensidade do procedimento deve ser proporcional à espessura da pele, pois pode ser agressivo em pele muito fina.

Qual a diferença entre revitalização e limpeza de pele?

A revitalização não fará o tratamento de retirar cravos e espinhas, pois apenas complementa a limpeza de pele, ou seja, elimina células mortas, assim, os ativos que hidratam e nutrem conseguem penetrar melhor na pele.

Outros cuidados faciais são extremamente importantes e podem ser feitos em casa com orientações de um dermatologista. Então, aposte no skincare e mantenha a pele bonita, saudável e protegida!

Publicidade

Formada em Letras e pós-graduada em Jornalismo Digital. Apaixonada por livros, plantas e animais. Ama viajar e pesquisar sobre outras culturas. Escreve sobre diversos assuntos, especialmente sobre saúde, bem-estar, beleza e comportamento.