5 sintomas da prisão de ventre na gravidez e como tratar

Escrito por
Atualizado em 06.05.22

iStock

A prisão de ventre é uma das queixas mais comuns na gravidez e pode se tornar muito desconfortável neste período. Para falar sobre o assunto, a ginecologista e obstetra Dra. Ana Paula Mondragon (CRM 134071-SP) explicou o que é, citou os principais sintomas, deu dicas de tratamentos e orientou quando é necessário buscar ajuda médica. Acompanhe na matéria!

Publicidade

O que é a prisão de ventre na gravidez?

Segundo a obstetra, “a prisão de ventre tem como termo técnico constipação, sendo um problema digestivo bastante frequente no período gestacional onde a mulher tem dificuldade para evacuar.”

A constipação é caracterizada pela lentidão do trânsito intestinal causada por pouca ingestão de água e fibras. Mas também pode ocorrer em virtude do excesso de hormônio progesterona durante o ciclo gravídico. “Os sintomas tendem a aparecer logo nos primeiros meses e vão piorando progressivamente, à medida que a gestação avança, em função do aumento deste hormônio.”

Sintomas comuns da constipação na gravidez

iStock

Segundo a Dra. Ana Paula, “para fechar o diagnóstico de constipação
o paciente deve apresentar de 2 ou mais sintomas por período mínimo de três meses ao longo do ano.” Sendo eles:

  • Menos de três evacuações por semana;
  • Dificuldade para evacuar;
  • Fezes endurecidas e pequenas;
  • Sensação incompleta ao evacuar;
  • Distensão (inchaço) abdominal.

Além dos sintomas citados a cima, também podem ocorrer “desconforto abdominal, sensação de “empanzinamento” (barriga cheia), dor e sangramento nas evacuações e cólicas”, completou a médica.

O que fazer para tratar a prisão de ventre na gravidez

A seguir, confira as principais orientações da médica para melhorar e tratar este desconforto. Veja só:

  • Alimentação rica em fibras: a Dra. Ana Paula informou que para melhorar a prisão de ventre na gravidez deve-se “aumentar o consumo de alimentos ricos em fibras, como mamão, alface, aveia, gérmen de trigo e arroz negro.”
  • Beba bastante água: a água tem função muito importante para o organismo, pois além de hidratar o corpo, também lubrifica as paredes do intestino auxiliando na movimentação do bolo fecal. Por isso, a obstetra indicou beber ao menos 2 litros de água diariamente para evitar a constipação.
  • Consuma alimentos ricos em água: a Dra. Ana Paula orientou a “consumir alimentos rico em água, como cenoura e a melancia.” Esses alimentos ajudam a eliminar as fezes e aliviar a prisão de ventre na gravidez.
  • Pratique exercícios físicos: além de contribuir para uma vida saudável em vários aspectos, os exercícios físicos também auxiliam no bom funcionamento intestinal. Por isso, a profissional também mencionou a importância de a gestante praticar atividade física regularmente.
  • Crie uma rotina para ir ao banheiro: outra dica citada pela médica é “ir ao banheiro sempre que sentir vontade e criar, se possível uma rotina.”

Seguindo as dicas da obstetra é possível amenizar os sintomas e tratar a prisão de ventre tão incômoda durante a gravidez.

O que fazer para prevenir a prisão de ventre

iStock

Publicidade

Hábitos saudáveis podem ajudar a prevenir a prisão de ventre na gravidez, portanto a gestante deve “praticar atividade física de forma regular, ingerir muita água e ter uma alimentação saudável”, orientou a médica. Entretanto, sempre é importante ter o acompanhamento de um profissional durante o período gestacional.

Quando devo procurar o médico?

A obstetra informou que “a gestante deve procurar o auxílio de um profissional sempre que todos os métodos não farmacológicos citados não sejam suficientes para reverter o quadro.”

O corpo da mulher passa por várias modificações durante a gestação e, para cuidar da saúde é importante realizar o pré-natal seguindo as orientações médicas. Aproveite e saiba tudo sobre hemorroida na gravidez e previna-se!