Moxabustão: técnica terapêutica que estimula pontos da acupuntura

Escrito por
Em 15.09.21

iStock

Por                                
Em 15.09.21

Parte da Medicina Tradicional Chinesa, a moxabustão é uma técnica terapêutica, adotada no tratamento de problemas físicos, como dores musculares, e psicológicos, como ansiedade e depressão. Para tirar suas dúvidas sobre o assunto, confira o que disse a biomédica acupunturista Camila Arce Nichelle (CRBM-PR 0425):

Publicidade

O que é a moxabustão

Camila explicou que a moxabustão é uma técnica terapêutica muito relacionada com a acupuntura. É realizada por meio da queima da erva seca Artemísia vulgaris. Ela comentou que a moxa age “estimulando determinadas regiões e/ou pontos de acupuntura através do calor, ao invés da tradicional agulha filiforme.”

Para que serve a moxabustão

iStock

A acupunturista explicou que a técnica pode ser utilizada em diferentes casos. Pode complementar o tratamento de dores musculares, ansiedade, depressão e problemas gastrointestinais. Além disso, fortalece a imunidade e seria uma alternativa para pessoas com aversão às agulhas, que não se sentiriam tão relaxadas em uma sessão de acupuntura. Ela complementou: “a moxabustão promove o livre fluxo de energia (Qi) e sangue (Xue), melhorando a nutrição dos órgãos e tecidos do corpo, desestagnando o que estiver colapsado, removendo excessos e preenchendo deficiências, segundo a indicação do diagnóstico clínico chinês de cada paciente.”

Tipos de moxabustão

Existem dois principais tipos de moxabustão, explicados pela acupunturista:

  • Moxa direta: “é realizada através da queima da erva diretamente sobre a pele do paciente, gerando uma queimadura e, enquanto o processo de cicatrização ocorre, o ponto de acupuntura está sendo estimulado.” Citou Camila.
  • Moxa Indireta: “é realizada através da queima da erva em bastão próximo da pele (suficiente para o paciente sentir o calor) ou da erva em cima de gengibre e alho picados ou sal grosso (materiais que conduzem calor, potencializando o efeito). Nesta versão, existem as moxa bastão, incenso, botão e carvão. Esta última não provoca fumaça, por isso é indicada para pacientes alérgicos e animais de estimação.” Explicou Camila.

Os dois tipos de moxabustão produzem bons resultados. Para decidir o que é melhor, é válido conversar com o acupunturista e tirar suas dúvidas. Continue a leitura para saber como funciona uma sessão e se existem contraindicações.

Como funciona uma sessão de moxabustão

iStock

Camila deixou claro que a sessão de moxabustão é bastante simples, podendo ser acompanhada da acupuntura. “Após avaliação, o paciente fica deitado e o profissional realiza a técnica, sempre com o feedback do paciente para mensurar o calor, pois cada pessoa apresenta um nível de sensibilidade.” explicou.

Quanto as partes do corpo, a acupunturista comentou que podem variar, por isso é importante fazer a avaliação primeiro e procurar um profissional de acupuntura qualificado. Ela citou como exemplo: cabeça, tórax, abdômen, costas, braços, mãos, pernas e pés. Os valores da sessão variam conforme a região, em média de R$ 70 a R$ 200.

Publicidade

Tem alguma contraindicação?

Segundo Camila, “é contraindicada em áreas com feridas expostas, mucosas, no abdômen de gestantes antes de iniciar o tratamento pré-parto e em pacientes com quadro de calor.”

Você já conhecia a moxabustão? Como pode ver, a técnica, oriunda da Medicina Tradicional Chinesa, pode ajudar em diferentes situações. Lembre-se sempre de contar com um profissional qualificado. Agora, aproveite para conferir também a matéria sobre acupuntura.

Assuntos: Bem-Estar