Menstruação atrasada: causas além da gravidez

Nem sempre um atraso na menstruação é sinal de gravidez, descubra o que mais pode haver por trás disso

Escrito por Daniela Azevedo

Foto: Thinkstock

Para algumas mulheres que possuem o ciclo menstrual regulado, qualquer pequeno atraso pode ser no mínimo preocupante a ponto de deixá-la em sinal de alerta.

Quando isso acontece e a mulher tem uma vida sexual ativa ou teve uma relação eventual recente sem proteção, a primeira hipótese que vem à tona é a gravidez.

Menstruação atrasada é sinal de gravidez?

Se desconfiar que a causa do atraso está ligada à gravidez, devido à falha no método contraceptivo ou relações sexuais sem proteção em semanas anteriores ao atraso, o primeiro passo é recorrer à um exame de gravidez. Os testes de gravidez de farmácia podem ser suficientes para sanar a dúvida, mas como eles podem dar um resultado negativo nos primeiros dias de gestação, o exame de laboratório é o mais aconselhável, pois consegue detectar a gravidez logo em seus primeiros dias. Se o teste tiver resultado positivo, então é hora de se programar para uma grande revira-volta na vida, principalmente se a gestação não estiver nos planos do casal.

Mas, e se o teste der negativo e a menstruação continuar atrasada? Neste caso, não se desespere. Um atraso de até 10 dias pode ser considerado normal, mesmo em mulheres que possuem um ciclo extremamente regulado e isso pode estar ligado a uma série de outros fatores sem ser a gravidez. Veja abaixo quais são eles.

Estresse, ansiedade e nervosismo

O ritmo acelerado imposto pela rotina, sobretudo dos grandes centros urbanos, dita regras de convivência e necessidades que alteram e muito o cotidiano de qualquer pessoa. A mulher tem que se desdobrar em suas funções de profissional, mulher, mãe e dona de casa e toda essa sobrecarga pode se refletir no corpo causando alterações. Se isso ocorrer com você em um momento conturbado, assim que conseguir relaxar um pouco, os hormônios que estão aflorados tendem a se regularizar, assim como o ciclo menstrual.

Alimentação inadequada

Quando por algum motivo alteramos a rotina alimentar, como por exemplo quando iniciamos alguma dieta, sobretudo as restritivas, todo o corpo nota e até que ele entenda o que está acontecendo, algumas funções básicas podem ser comprometidas. Ao identificar a ausência de alguma vitamina ou mineral, pode haver um colapso hormonal que resulte no atraso da menstruação.

Pílula do dia seguinte

Uma das causadoras das alterações hormonais é a pílula do dia seguinte. De acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS) 57% das mulheres que fazem o uso do medicamento não tem sua menstruação atrasada ou adiantada. Em 15% a menstruação poderá atrasar em sete dias, já em 13% atrasará mais de 7 dias. A organização também afirma que não há efeitos danosos ao ciclo menstrual.

Excesso de atividade física

Mudar drasticamente o ritmo de vida passando a praticar atividades físicas ou até mesmo a intensificação dos treinos pode causar um atraso no ciclo menstrual. Com o aumento brusco do gasto calórico, o corpo deixa de entrar no período fértil, o que resulta na falta da menstruação.

Problemas na tireóide

A glândula tireóide é responsável por controlar o metabolismo do corpo. Caso ela não funcione corretamente, pode interferir na regularidade da menstruação e também da ovulação. Além dessas alterações, os problemas na tireóide podem ser identificados por cansaço extremo, queda de cabelo, ganho repentino de peso, entre outros.

Doenças do aparelho reprodutor

Doenças como ovários policísticos, endometriose, mioma, excesso de prolactina, entre outras, também podem estar relacionadas às alterações no ciclo menstrual, nesses casos é fundamental procurar um médico e fazer um tratamento específico.

Como visto, vários fatores podem interferir no ciclo menstrual feminino causando alterações de fluxo, umas mais e outras menos comuns. Por isso, caso a sua menstruação atrase por mais de 10 dias, não deixe de procurar um médico, mesmo que o caso seja de gravidez, o acompanhamento médico é indispensável. Cuide-se!

Dicas pela Web