Dicas infalíveis para combater de vez a flacidez nos braços

Associar uma boa alimentação à prática de exercícios específicos e a tratamentos modernos é o melhor caminho

Escrito por Tais Romanelli
Foto: Thinkstock

Foto: Thinkstock

Ela incomoda muitas mulheres e parece extremamente difícil de ser eliminada… Às vezes, chega até a limitar alguns movimentos do dia a dia como, por exemplo, o simples ato de “dar tchau” a alguém.

A flacidez dos braços é uma queixa bastante comum nos consultórios dermatológicos, de acordo com a médica dermatologista Eidi Motta Cardoso, do Dermacentro.

A tendência à flacidez de pele é determinada geneticamente. “Enquanto algumas mulheres nascem com uma pele firme e consistente; outras têm extrema facilidade de desenvolver flacidez em diversas partes do corpo. Certamente, estas últimas apresentarão flacidez na área dos braços com menos idade e de forma mais intensa. Isso pode ocorrer devido à perda de colágeno e da densidade da pele da região – o que chamamos de flacidez de pele; e devido à perda do tônus da musculatura da região, o que gera um quadro de flacidez muscular”, destaca a médica dermatologista.

Eidi explica que a flacidez de pele acontece em decorrência do processo de envelhecimento normal, muitas vezes agravado pelo excesso de exposição ao sol ou devido ao uso de cigarro, ao estresse, a erros nos hábitos alimentares, à flutuação de peso, entre outras causas. “Já a flacidez muscular ocorre unicamente devido à falta de exercícios físicos”, diz.

A médica destaca que, frequentemente, em uma mesma paciente é possível encontrar associados estes dois tipos de flacidez, o que dá à mulher o aspecto de “braços envelhecidos”. “Isso acaba a deixando tímida até para acenar, com medo de exibir o ‘músculo do tchau’, e para vestir roupas de mangas curtas, o que limita sua qualidade de vida”, explica.

Leia também: Como diminuir a flacidez depois de emagrecer

Em que idade a flacidez dos braços é mais comum?

Eidi explica que não existe uma idade exata, mas, frequentemente mulheres após os quarenta anos de idade são mais suscetíveis a este tipo de problema. “Pois, nesta fase, com a diminuição dos hormônios, há uma aceleração no processo de enfraquecimento do colágeno, o que resulta no agravamento do quadro de flacidez da pele”, diz.

Além disso, acrescenta a médica, algumas mulheres diminuem ou deixam suas atividades esportivas nesta fase, o que também contribui com a piora geral do quadro.

6 hábitos que contribuem para um corpo jovem e saudável

A dermatologista Eidi cita medidas úteis para manter o corpo jovem e saudável,de forma geral:

Leia também: Como acabar com a flacidez da barriga

  1. Alimentar-se adequadamente, observando diariamente a ingestão de proteínas;
  2. Praticar regularmente atividades físicas;
  3. Evitar o excesso de exposição ao sol;
  4. Controlar o peso;
  5. Evitar o tabagismo;
  6. Evitar o estresse excessivo.

Dentro deste contexto, pode-se dizer ainda que aliar uma alimentação saudável à prática de atividades físicas e contar com a ajuda de tratamentos modernos é a fórmula ideal para combater a flacidez nos braços.

Alimentação para combater a flacidez nos braços

Foto: Thinkstock

Foto: Thinkstock

Daniela de Almeida, nutricionista funcional e esportiva, ressalta que não existem alimentos “específicos para braços”, mas, sim, para evitar a flacidez de forma geral.

A nutricionista destaca que, para melhorar a flacidez e ter uma pele mais bonita, a pessoa deve incluir em sua alimentação:

  • Frutas (principalmente as ricas em vitamina C, que ajudam a regular a produção de colágeno no organismo);
  • Verduras;
  • Carnes vermelhas magras;
  • Filé de frango;
  • Peito de peru (sem ser o defumado);
  • Peixes;
  • Ovos;
  • Queijos magros;
  • Iogurtes;
  • Batata doce;
  • Aveia (que é rica em silício, um mineral construtor fundamental para a síntese de colágeno e para a firmeza da pele);
  • Leguminosas (como grão-de-bico, feijão, lentilha e ervilha, pois as leguminosas são ricas em minerais, como o magnésio, que ajudam a síntese de colágeno, essencial para a elasticidade da pele);
  • Oleaginosas (são importantes pois contém gorduras monoinsaturadas, que ajudam a manter a pele elástica);
  • Frutos do mar (que são ricos em cobre, excelente aliado na constituição de colágeno).

Daniela destaca ainda que a pessoa não pode se esquecer de beber bastante água e evitar o consumo de refrigerantes, álcool, tabaco, fast foods, sal e doces.

“Existem também vários tratamentos estéticos que ajudam na flacidez, que tratam especificamente a flacidez dos braços, além de exercícios físicos. Mas é preciso aliá-los sempre a uma alimentação balanceada, e contar com a ajuda de profissionais adequados”, acrescenta a nutricionista funcional e esportiva.

Leia também: Acabe com a flacidez nos seios

Exercícios para combater a flacidez dos braços

Foto: Thinkstock

Foto: Thinkstock

O preparador físico Felipe Roberto Zumpichiatti comenta que a flacidez nos braços pode estar relacionada ao acúmulo de gordura que, na mulher, tende a se acumular em diferentes locais do que no homem.

“Se falarmos de academia, temos que dar um enfoque maior nos exercícios que sejam com cargas mais baixas e com um número maior de repetições (entre 12-15 repetições)”, destaca Felipe Zumpichiatti.

Ainda de acordo com o preparador físico, os exercícios que podem ajudar neste sentido são os direcionados para tríceps (parte posterior do braço) e para bíceps. “Mas com um direcionamento melhor para o primeiro”, comenta.

“É importante enfatizar que flacidez está diretamente ligada com o acúmulo de gordura, então a medida principal é o aumento de exercícios aeróbicos! A musculação ou exercícios contrarresistentes servem apenas para o aumento do tônus muscular. Nada disso vai adiantar se o músculo estiver coberto por uma ‘capa’ de gordura”, destaca Felipe Zumpichiatti.

Abaixo, o preparador físico cita dois exemplos de exercícios:

Leia também: Heccus: redução da gordura localizada, celulite e flacidez

Primeiro exercício: em pé, estenda um braço acima da cabeça; com o outro, segure seu cotovelo para o braço estendido não se mover. Utilize alguma sobrecarga (pesos, sacos de açúcar, latas de refrigerante), estenda e flexione os seus cotovelos, fazendo de 12-15 repetições.

Segundo exercício: deitada de barriga para cima, estenda os dois braços juntos e esticados a frente do rosto; separe suas mão na linha dos seus ombros. Coerentemente, utilize alguma sobrecarga igual em cada mão ou uma mesma com as duas mãos. Flexione e estique os seus cotovelos trazendo suas mãos próximas a sua testa. Repita isso de 12-15 vezes.

Tratamentos para combater a flacidez dos braços

Foto: Thinkstock

Foto: Thinkstock

Atualmente, existe um imenso arsenal de procedimentos para ajudar a combater a flacidez nos braços. “Esses métodos, especialmente quando associados, têm resultados excelentes nos diferentes casos de flacidez nos braços”, diz a médica dermatologista Eidi.

“A combinação ideal de tratamentos varia para cada paciente e deve ser determinada pelo médico responsável pelo tratamento”, acrescenta a profissional.

A esteticista e cosmetóloga Liandra Mezzomo, do Salão Esmell Leblon, destaca que, em sua opinião, o aparelho de radiofrequência é o melhor para combater a flacidez dos braços. “As fibras aquecidas contraem retraindo a pele, dando uma aparência mais firmadora”, diz.

Ainda de acordo com a esteticista, a radiofrequência age bastante em quem teve filho, fez dieta e/ou cirurgia plástica, onde ficou com fibroses. “É contraindicada para gestantes, portadoras de próteses metálicas, marca-passo, câncer, artrite e menores de 18 anos”, destaca.

Abaixo, a médica dermatologista Eidi fala sobre os tratamentos que considera os mais eficazes para tratar a flacidez nos braços:

1. Radiofrequência não ablativa: Accent Ultra®

De acordo com a médica Eidi, este é um dos métodos mais eficazes para a flacidez cutânea. “Promove o aquecimento volumétrico controlado da pele, elevando a temperatura da superfície a 40ºC, enquanto na profundidade a temperatura chega a 60ºC. Este aquecimento transforma a energia eletromagnética em calor, promovendo a reorganização do colágeno, melhorando a circulação da pele, estimulando o sistema linfático, estimulando a neoformação de colágeno, melhorando o tônus da pele”, explica.

Os resultados, de acordo com Eidi, ocorrem entre duas e quatro semanas – época em que ocorre o pico da produção do novo colágeno na pele.

As sessões são semanais e podem ser realizadas em todas as épocas do ano. “O número de sessões varia de acordo com cada caso, mas, geralmente, necessita-se de 8 a 12 sessões, repetidas quinzenalmente, para se obter um resultado ideal”, explica a dermatologista.

2. Ultrassom Micro Focado: DOUBLO®

De acordo com Eidi, este é o método mais moderno usado para a flacidez cutânea. “Trata-se de um Ultrassom Micro Focado com tecnologia HIFU Fracionado (High-Intensity-Focused-Ultrasound) que aquece, com precisão, as camadas mais profundas da pele, proporcionando a formação de colágeno, contração muscular e, finalmente, excelentes resultados no tratamento da flacidez”, diz.

Os resultados surgem em apenas uma sessão, ressalta a médica.

3. Laser Infravermelho: Harmony XL, Laser NIR®

Eidi destaca que este é um excelente método para melhora imediata da flacidez cutânea. “Usa uma fonte de luz infravermelha para aquecer a pele e causa a imediata contração do colágeno, reduzindo a aparência da flacidez já na primeira sessão, o que se chama ‘efeito cinderela’. Mas, são necessárias 6 a 10 sessões com intervalos mensais para que haja a diminuição definitiva da flacidez dos braços”, explica.

4. Resurfacing com Laser Fracionado: Pixel CO2®

“Excelente método para promover a melhora de toda a superfície da pele, o que promove o surgimento de uma pele revitalizada, com diminuição da flacidez”, diz Eidi.

A nova pele, de acordo com a médica, terá aspecto mais firme e elástico, mais claro, com textura mais suave e com expressiva diminuição da celulite e flacidez.

“O número de sessões varia de acordo com cada caso, e quanto mais suave for a aplicação, menos efetivo será o resultado, mas, geralmente, necessita-se de 1 a 3 sessões mensais para se obter um resultado ideal”, acrescenta a dermatologista.

5. Intradermoterapia para flacidez

Este é um método para tratamento da flacidez da pele através da aplicação de microinjeções na região da flacidez, com o objetivo de promover o estímulo de colágeno, melhorando a circulação da pele, revitalizando-a.

“O número de sessões varia de acordo com cada caso, mas, geralmente, necessita-se de 10 a 20 sessões”, explica a dermatologista.

Eidi acrescenta que como o tratamento envolve picadas pode haver formação de equimoses (infiltrações de sangue na malha de tecidos do organismo), e pode ser necessário afastar-se do sol durante o tratamento.

6. Carboxiterapia

De acordo com Eidi, é um método tradicional para tratamento da flacidez da pele através da aplicação do gás de dióxido de carbono (CO2). “Tal aplicação nos braços tem o objetivo de promover o estímulo do metabolismo e da circulação da pele, melhorando a produção de colágeno, diminuindo a flacidez”, diz.

Pode haver formação de equimoses, ressalta a médica, e pode ser necessário afastar-se do sol durante o tratamento.

“O número de sessões varia de acordo com cada caso, mas, geralmente, necessita-se de 10 a 20 sessões, que devem ser semanais”, acrescenta a dermatologista.

7. Eletroestimulação por Corrente Russa: Phydias®

Este é um método para o tratamento da flacidez muscular, de acordo com Eidi. “Utiliza correntes elétricas para estimular grupos musculares da região dos braços, favorecendo o aumento do seu tônus – ganho que pode ser mantido após o tratamento às custas da atividade física orientada”, diz.

“São necessárias sessões 2 vezes por semana, totalizando, geralmente, mais de 15 sessões”, explica a médica.

Cirurgia plástica x tratamentos clínicos

Foto: Thinkstock

Foto: Thinkstock

Eidi explica que, antigamente, a cirurgia plástica era a única opção para solucionar a flacidez nos braços. “Hoje, ela é usada para retirar grandes excessos de pele que podem advir, por exemplo, após um processo de emagrecimento muito intenso, como após cirurgias de redução do estômago”, diz.

A dermatologista destaca que a grande vantagem dos tratamentos clínicos é que, ao contrário da cirurgia plástica, além de não deixarem cicatrizes, eles não exigem nenhum tipo de cuidado após o tratamento, nem qualquer afastamento das atividades de rotina.

Agora você já tem boas dicas para acabar com a flacidez dos braços. Lembre-se que, sozinha, nenhuma medida pode fazer “milagres”. O ideal é unir uma alimentação equilibrada à prática de atividades físicas e a tratamentos clínicos para alcançar resultados realmente eficazes.

Assuntos: Pele

Dicas pela Web
Comentários