Cabelo poroso: aprenda como identificar, tratar e evitar a alta porosidade

Escrito por
Em 27.04.20

iStock

A porosidade é uma característica comum de todos os tipos de cabelo, mas, em excesso, é prejudicial aos fios. Por esta razão, o cabelo poroso precisa de cuidados especiais para evitar a perda de água e de nutrientes, situação frequente devido às suas cutículas abertas. Sendo assim, aprenda a identificar o nível de porosidade dos seus fios e saiba como cuidar!

Continua após o anúncio

O que é cabelo poroso?

iStock

De acordo com a cabeleireira, designer de corte e consultora capilar, Mel Valença, a porosidade é classificada em baixa, média e alta, levando em consideração o estado de nossas cutículas.

“Se a parte mais externa de nosso fio estiver alinhada, a porosidade está baixa. Caso encontre-se levemente espaçada está equilibrada, considera-se média. Já se estiver levantada, a porosidade da haste se classifica como alta”, explica a profissional. Além disso, ela conta que nem todo cabelo poroso é ressecado.

Como identificar e tratar

Ainda segundo Mel Valença, são os aspectos visuais das madeixas que vão determinar a classificação da porosidade. Portanto, é necessário observar a estrutura dos fios ou buscar auxílio profissional, assim você pode identificar o nível do cabelo poroso e aprender como tratá-lo.

Teste de porosidade: verdade ou mito?

Você já ouviu falar sobre o teste do copinho? Segundo as crenças populares, você coloca um fio de cabelo em um copo com água e a maneira como ele se comportar determinará o nível de porosidade. Por exemplo, se o fio boiar o cabelo está com baixa porosidade, se ficar no meio do copo é classificado como normal e se ele afunda é um sinal de alta porosidade.

No entanto, Mel Valença explica que este teste é um mito, pois é mais comum encontrar cabelos mistos do que totalmente compostos por uma só espessura.

Então, a porosidade baixa é classificada quando o cabelo apresenta-se com saúde visual, mas as pontas podem apontar danos. Na porosidade média, “o aspecto é de um fio saudável, sedoso, brilhante e sem frizz”. Já na porosidade alta, “os fios apresentam muito frizz. Dependendo da espessura do fio e da rotina de cuidados, pode apresentar ressecamento e rigidez”, finaliza.

Cronograma de tratamento para cabelo poroso

“Cabelos porosos necessitam de mais nutrição e, dependendo do estado em que se encontram, reconstruções também. Um cronograma focado nestas duas etapas seria o ideal para o combate. No entanto, lembre-se: “de nada adianta se o pH dos produtos utilizados no condicionamento for superior a 4,0 e o dos higienizadores superior a 6,0”, explica a profissional.

Continua após o anúncio

Também vale ressaltar que produtos a base de lipídios, ricos em antioxidantes e de boa procedência são essenciais nesses tratamentos, como óleo de coco, abacate e manteiga de karité. “Outro ativo muito interessante é o mel puro de abelha, por conter ceramidas naturais, aminoácidos e antioxidantes, um combo perfeito para quem sofre com a alta porosidade”, aconselha.

4 tratamentos caseiros para cabelo poroso que dão resultados incríveis

Mel, vinagre e limão são alguns produtos caseiros que podem ser utilizados na luta contra a porosidade alta. Veja a seguir como usar cada um desses ingredientes e escolha o melhor tratamento ácido para seu cabelo!

1. Tratando cabelo poroso com apenas R$ 5

A Débora Joselma ensina o passo a passo para cuidar de um cabelo poroso e o melhor é o valor simbólico gasto neste tratamento. De acordo com a youtuber, a misturinha barata e eficaz leva meio copo de água, três colheres (de sopa) de vinagre de maçã e três colheres (de sopa) de soro fisiológico. O resultado é um cabelo com brilho, maciez e sem ressecamento.

2. Hidratação ácida para dar brilho aos fios

Escolha uma máscara de nutrição rica em vitaminas, acrescente algum óleo vegetal de sua preferência (óleo de coco, azeite etc.), queratina e vinagre. Mexa bem e passe nos fios como um dos processos de tratamento para dar adeus à alta porosidade. Veja no vídeo como a Jana Ramos prepara as madeixas para receber este tratamento e como ela finaliza.

3. Dupla perfeita: abacate e mel para cabelo poroso

Três pedaços de abacate, duas colheres (de sopa) de mel e sua máscara favorita. Pronto, agora é só mexer e colocar esta misturinha nos cabelos. Erika Vasconcelos afirma que este tratamento deixa as madeixas macias, nutritivas e brilhosas. Além disso, para as cacheadas há dois efeitos bônus: os cachos ficam definidos e o volume é garantido.

4. Duas versões de acidificação caseira

O canal Transitete Rapunzel traz duas versões de uma única receita. A primeira versão é constituída pelo sumo de meio limão, duas colheres (de sopa) de uma máscara de nutrição e cinco borrifadas de queratina líquida. Se não quiser o limão, basta seguir a segunda versão que substitui a fruta por uma colher (de sopa) de vinagre.

Continua após o anúncio

Como pode ser visto nas receitas, o objetivo dos tratamentos é equilibrar o pH dos fios através do processo de acidificação. Segundo Mel Valença, os cabelos possuem um pH ácido entre 4,5 a 5,5, estando assim com as cutículas em equilíbrio. Por esta razão, quando ele está alcalino (com alta porosidade), é necessário usar produtos ácidos para tentar normalizar o pH.

Como prevenir a alta porosidade?

iStock

Ainda de acordo com a profissional, a alcalinidade natural é um dos principais fatores para a alta porosidade. Contudo, outras situações podem contribuir com esta característica, são elas: uso de produtos com pH alcalino (shampoos, máscaras, cremes de pentear e químicas transformadoras), água do mar, fontes de calor e água clorada. Veja a seguir dicas de Mel Valença para evitar este aspecto!

  • Procure um profissional: só um especialista vai saber como identificar e testar a porosidade do fio, além de indicar métodos eficazes na luta contra esta condição;
  • Siga as técnicas de low e no poo: “com um foco maior para o cowash, ele ajudará a nutrir e hidratar o couro cabeludo e a equilibrar a porosidade da pele para que o fio venha a nascer com mais saúde e menos alcalinizado”, explica;
  • Não descuidar dos fios na descoloração: infelizmente, a coloração e a descoloração podem desequilibrar a porosidade dos fios e não há como evitar. Porém, é possível minimizar as reações no cabelo apostando em tratamento intensivo antes, proteção durante e em cuidados após o procedimento. Assim, “o fio não permanece ressecado , não quebra e não corremos o risco de sofrer um corte químico”, complementa a profissional;
  • Usar óleos nas finalizações: em pouca quantidade, o óleo ajuda a manter a água nos fios e mantém as cutículas nutridas e pesadas;
  • Usar cosméticos conforme a porosidade dos fios: eles podem “variar de 2,5 a 6,0, consulte seu profissional de confiança para uma análise detalhada”, aconselha Mel Valença;
  • Estar atento ao uso do condicionador: este produto é importante, pois está responsável por ajudar a equilibrar a porosidade dos fios.

Além de todas estas dicas, Mel aconselha que um profissional seja procurado em casos de cabelos extremamente porosos, pois o especialista tem acesso ao tipo de tecnologia capaz de melhorar os aspectos do fio. Aprenda agora como planejar seu cronograma capilar para recuperar seu cabelo poroso e evitar fios danificados. Suas madeixas vão agradecer!

Assuntos: Cabelos