Bem-estar

A raiz de alcaçuz é um potente anti-inflamatório natural

Canva

Atualizado em 26.10.23

Desde a antiguidade, as plantas medicinais, incluindo folhas e raízes, são usadas para tratar problemas de saúde. Elas oferecem diversos benefícios, como aliviar dores, acalmar, curar um mal-estar, aumentar a imunidade etc. Nessa matéria, você aprenderá sobre o alcaçuz, uma potente raiz terapêutica. As fitoterapeutas Rita Novais e Elaine Caetano explicam o assunto e ensinam algumas receitas. Acompanhe!

O que é o alcaçuz

De acordo com as fitoterapeutas, o alcaçuz é uma planta medicinal muito antiga. No nível terapêutico, ela “é considerada uma raiz importante e sua utilização é bastante ampla”, comentou Elaine Caetano. A profissional também informou que a raiz é muito usada como adoçante, pois é 50 vezes mais doce do que a sacarose.

Segundo Rita Novais, “a indústria farmacêutica utiliza o alcaçuz para mascarar o sabor desagradável de alguns medicamentos”. Além disso, a raiz está presente em tratamentos para problemas digestivos, bronquite, tosse resultante de gripes e resfriados.

8 benefícios do alcaçuz para a saúde

O alcaçuz traz muito benefícios para a saúde. Por ser um remédio natural, ele é menos agressivo do que os medicamentos convencionais e apresenta poucos efeitos colaterais. Abaixo, confira outras vantagens dessa raiz:

Reduz o refluxo e sintomas de indigestão

Canva

Publicidade

Quem lida frequentemente com dores de estômago, refluxo e indigestão, observará uma grande melhora após tomar o chá de alcaçuz. “A raiz ajuda a aliviar os sintomas, pois diminui a acidez, além de proteger a mucosa do estômago”, citou Elaine Caetano.

Diminui os sintomas da bronquite e asma

“Como a planta ajuda a desinflamar as vias respiratórias e auxilia na expectoração, ela pode ser usada no tratamento de bronquite e asma”, comentaram ambas as fitoterapeutas. Dessa forma, o alcaçuz entra como um tratamento complementar, ou seja, não exclui os medicamentos indicados por um médico especialista.

Alivia a tosse e dores de garganta

Canva

A tosse é um clássico sintoma de gripes e resfriados. Se você está lidando com ela, pode tomar chá de alcaçuz para amenizar o incômodo. Segundo Rita, “é o mesmo caso da bronquite e asma, a ação expectorante vai ajudar a diminuir a tosse. Já as dores de garganta são aliviadas porque uma das substâncias presentes na raiz possui efeito sedativo”.

Ajuda a reduzir o colesterol

Em um estudo, participantes consumiram a raiz de alcaçuz durante um ano e tiveram uma redução significativa no colesterol. Além de reduzir o colesterol ruim, todos tiveram uma boa melhora no funcionamento do sistema cardiovascular.

Age como anti-inflamatório natural

Canva

Ambas as profissionais disseram que o alcaçuz é um anti-inflamatório natural. Elas comentaram que essa característica vem de três componentes encontrados na raiz: os flavonoides, as cumarinas e os estilbenoides. Todos possuem propriedades anti-infamatórias naturais. Assim, o alcaçuz é recomendado para tratar inflamações leves.

Protege o fígado

O uso frequente do alcaçuz ajuda na metabolização das toxinas e das gorduras do corpo, com isso, melhora o funcionamento do fígado. Conforme Elaine Caetano, “já existem estudos que observam o quanto a raiz ajuda no tratamento da hepatite B e C, por exemplo, diminuindo os danos causados ao órgão”.

Alivia os sintomas da TPM e menopausa

Canva

Muitas mulheres sofrem com os sintomas da TPM e da menopausa. A raiz pode ser usada para aliviar cãibras, cólicas, ondas de calor e outros desconfortos comuns em ambos os períodos. Segundo Rita Novais, “os triterpenoides, substâncias esteroidais que participam da regulação hormonal, são os responsáveis por aliviar os sintomas”.

Melhora a aparência da pele e cabelos

Os flavonoides presentes no alcaçuz estão envolvidos na melhora da aparência da pele e dos cabelos. Como possuem propriedades antioxidantes, eles combatem os radicais livres e previnem o envelhecimento precoce, evitando o surgimento das linhas de expressão e dos cabelos brancos antecipadamente.

Como usar o alcaçuz no seu dia a dia

De acordo com Rita Novais, utiliza-se a raiz “em preparações culinárias, chás, cápsulas, xaropes e tinturas”. Além disso, ambas as fitoterapeutas recomendaram ingerir no máximo 100 gramas de alcaçuz por dia. Abaixo, confira 2 receitas práticas:

  • Chá de alcaçuz coloque 30 gramas da raiz em 1 litro de água e ferva por 10 minutos. Desligue o fogo e deixe em infusão por mais 10 minutos. Depois é só coar e beber o chá.
  • Suco de alcaçuz no liquidificador, coloque ¼ de pepino sem casca picado, ¼ de beterraba picada, ½ maçã picada, ¼ de cenoura picada, 1/6 de colher de café de alcaçuz em pó e 1 copo de água. Bata tudo até ficar homogêneo, coe e beba.

Elaine Caetano explicou que é preciso tomar cuidado com o exagero. “Quando ingerido em grandes quantidades ou por mais de três meses seguidos, o alcaçuz pode causar retenção de líquidos, enjoos, dores de cabeça, cãibras e hipertensão arterial”.

Contraindicações do alcaçuz para prestar atenção

Canva

Publicidade

Por mais que se trate de uma raiz natural, o alcaçuz possui algumas contraindicações. Elaine Caetano explicou que “o uso não é recomendado para gestantes, lactantes, pessoas com hipertensão arterial, anemia ou que estejam fazendo tratamento com corticoides”. Rita Novais complementou dizendo que a raiz “deve ser utilizada com cautela quando associada à reposição hormonal, ao anticoncepcional oral, ao uso de anti-histamínico, hipoglicemiantes, anticoagulantes, diuréticos e cardiotônicos”.

Você já conhecia os benefícios do alcaçuz? Agora, já pode compartilhar a informação! Entretanto, lembre-se que todo exagero faz mal. Além disso, antes de fazer uso diário, converse com um médico. Aproveite e confira alguns calmantes naturais cheios de benefícios para a saúde.

Escritora com 8 livros publicados e apresentadora de um programa de rádio sobre literatura nacional, o Capivaras Leitoras. Ama ler, viajar e passar um tempo com a Buffy, sua cachorrinha vira-lata.