5 frases que você não deve dizer em uma “DR”

Saber direcionar a conversa para obter resultados positivos é fundamental na hora de discutir o que está errado no relacionamento

Escrito por Carolina Werneck

Foto: Thinkstock

Discutir a relação é uma das partes chatas de um relacionamento. Pouca gente gosta de falar sobre os problemas que incomodam no dia a dia do casal – e, entre os homens, essa é uma reclamação frequente: eles, simplesmente, não querem ter que dissecar o relacionamento em um diálogo que pode durar horas e não levar a lugar algum.

Saber conduzir a famosa “DR” de uma forma produtiva é, portanto, fundamental para quem pretende tirar dela alguma conclusão realmente válida para aqueles detalhes da vida a dois que não estão funcionando. Para isso, mais que exigir bom senso do seu parceiro, aprenda a controlar as coisas que você diz.

1 – “Acabou!”

Pode parecer complicado manter o autocontrole quando se está com um problema no relacionamento, mas você não pode deixar que o nervosismo assuma o controle sobre suas decisões. Colocar um ponto final na relação no momento da raiva não resolve a questão e ainda cria um problema novo: se, quando estiver mais calma, você se arrepender, terá que voltar atrás e pedir perdão. O ideal é evitar finalizar qualquer coisa antes de ter certeza absoluta do que está fazendo.

2 – “Está tudo bem”

Se vocês estão tendo que conversar a respeito de algum problema é porque, provavelmente, algo está incomodando a ambos. Fugir do tema ou querer demonstrar que você está melhor do que realmente está são atitudes que têm mais chances de atrapalhar do que de ajudar. Quando você diz que está bem com alguma situação, está esperando que o outro perceba sozinho o que está errado – e esse tipo de comportamento é nocivo, porque pode gerar mal entendidos. Seja clara e explique como se sente de verdade.

3 – “Você é igual ao fulano”

Por “fulano”, entenda-se todo e qualquer ex-namorado seu ou namorado de alguma amiga sua. Não compare seu parceiro a pessoas que, claramente, fizeram mal a você ou a pessoas que você ama. Lembre-se que a DR serve para esclarecer o que não está bem na relação, e não para vocês trocarem ataques gratuitos, que não levarão a lugar algum.

4 – “Eu odeio você”

Algumas variações dessa frase são: “você é ridículo”, “você é um idiota” e “não quero mais olhar na sua cara”. Se você está sentindo vontade de usar uma dessas expressões, talvez seja melhor reavaliar o relacionamento no qual está envolvida. Esse tipo de desabafo pode significar que os problemas são ainda maiores do que você imaginava e não poderão ser solucionados com uma conversa. Caso perceba que está apenas se excedendo no que diz, aprenda a controlar-se melhor e direcionar a DR para um resultado positivo.

5 – “É tudo culpa sua”

Por mais errado que seu parceiro esteja em uma determinada situação, evite usar essa frase. Normalmente, quando um dos dois comete um erro, é porque algo já o estava incomodando antes. Procure pensar no que você fez para que ele agisse de determinada forma e, caso perceba que realmente – realmente, você precisa ser muito sincera – não fez nada, vale a pena repensar a relação e ponderar se vale mesmo a pena continuar junto dele.

Assuntos: Namoro, Relacionamentos

Dicas pela Web