Dicas de Mulher Dicas de Saúde

Whey Protein: o que é, por que tomar e como escolher o ideal

O produto possibilita uma construção de massa muscular mais rápida, promove sensação de saciedade, entre outros benefícios

em 14/06/2017

Foto: Thinkstock

O Whey Protein faz parte da rotina de muitas pessoas que praticam atividades físicas. A maioria delas sabe que ele permite a construção de massa muscular mais rápida. Porém, ainda existem várias dúvidas sobre o consumo do produto.

Afinal, quais são os benefícios de consumir o Whey Protein? Para quem ele é indicado? Há contraindicações? Abaixo você confere a resposta para estas e outras dúvidas sobre o produto.

O que é e diferentes tipos de Whey

A nutricionista esportiva Vanessa Lobato explica que Whey é uma proteína extraída do soro do leite, usada como suplemente alimentar.

“Durante muitos anos esse soro era jogado fora após a produção de queijos, mas foi notado que porcos e peixes de rios – onde esse soro era eliminado – obtiveram uma melhora imunológica e de resistência. Assim, foram estudar esse soro e a partir daí se iniciou a extração da proteína”, explica a profissional.

Vanessa explica que, basicamente, existem três tipos de Whey: Concentrado, Isolado e Hidrolisado. Abaixo ela explica a diferença entre eles:

Concentrado: é o pó extraído do soro do leite, contém proteínas, mas com uma elevada concentração de carboidratos e lactose.

Isolado: leva esse nome pois foi passado por um processo que reduz ou exclui o carboidrato e/ou a lactose totalmente ou parcialmente. É indicado para pessoas com dificuldade na digestibilidade da lactose.

Hidrolisado: é um tipo de Whey que já é pré-digerido. A absorção é mais rápida e é mais indicado para pessoas com intolerâncias na digestibilidade da proteína do leite.

Benefícios que o Whey oferece

Foto: Thinkstock

Vanessa Lobato explica que o Whey Protein é rico nos aminoácidos BCAA’s que fazem parte de 30% da nossa musculatura. Ou seja, no que diz respeito a músculos, essa proteína de alto valor biológico (por conter todos os aminoácidos essenciais para construção muscular) é usada na tentativa de impulsionar os níveis de força, acentuar ganhos no tamanho do músculo e prevenir danos no tecido muscular que ocorrem após a prática de exercícios.

Outro benefício, ainda de acordo com a nutricionista Vanessa, diz respeito à saciedade que oferece. “Por ser proteína, ajuda muito na sensação de saciedade. E, também, no bom funcionamento do nosso sistema imunológico”, acrescenta.

Dessa forma, é possível citar, de forma resumida, como benefícios do consumo de Whey:

  • Possibilita uma construção de massa muscular mais rápida;
  • Contribui para a manutenção de massa muscular;
  • Previne danos no tecido muscular após a prática de exercícios intensos;
  • Promove saciedade;
  • Atua no bom funcionamento do sistema imunológico.

Whey engorda ou emagrece?

Foto: Thinkstock

Esta é uma dúvida bastante comum sobre o produto.

Vanessa Lobato explica que Whey Protein é uma proteína e gera calorias. “O ganho de peso pode ser de músculos ou de gorduras, tudo vai depender da necessidade individual versus quantidade de consumo”, diz.

“Se a pessoa consome Whey porque treina com alta intensidade e precisa de uma quantidade maior de nutrientes para a sua musculatura, muito provavelmente, se houver um consumo adequado, com descanso e alimentação equilibrada, haverá hipertrofia muscular”, explica a nutricionista Vanessa.

Porém, continua a profissional, se a pessoa não treinar com uma intensidade alta e tomar mais Whey do que precisa, haverá, sim, o risco dessa proteína se converter para gordura e ser armazenada.

Mas, para o emagrecimento também há a opção de consumir Whey, conforme destaca Vanessa, já que proteínas dão mais saciedade. “Nos intervalos ou pela manhã, por exemplo, o consumo único de carboidratos pode gerar uma necessidade de sempre estar com fome, por não sentir-se saciada. E o consumo de proteínas pode ajudar nesse sentido, sendo que o Whey Protein entra nesse caso como uma opção de consumo”, explica.

Como tomar Whey?

Algumas pessoas tomam Whey batido com água e outras, com leite. Mas tudo depende das necessidades individuais de cada uma. E a recomendação principalmente é procurar um nutricionista ou nutrólogo antes de iniciar o consumo do produto, exatamente para que o profissional possa passar todas as orientações.

Vanessa Lobato explica que, se a prioridade é o treino, o Whey deverá ser consumido após a atividade física. “Mas, dependendo da intensidade dos treinos e do volume muscular, essa necessidade pode aumentar e o consumo deverá ser distribuído durante um período maior”, diz.

Uma dose diária recomendada geralmente vem descrita na embalagem do produto, mas a verdade é que ela não serve para todo mundo. Ou seja, a dose necessária varia de acordo seus objetivos e tipo de organismo, por isso reforça-se a necessidade de procurar sempre um profissional que possa te orientar sobre o consumo do produto.

Como escolher um bom Whey?

Foto: Thinkstock

O que levar em consideração na hora da compra? Abaixo você confere alguns pontos que devem ser observados e que vão ajudar na escolha de um bom produto:

Tipo. Vanessa Lobato lembra que o tipo de Whey (Concentrado, Isolado, Hidrolisado) deve ser escolhido de acordo com a tolerância da pessoa.

Validade. Vanessa lembra que, na hora da compra, é muito importante observar a data de validade do produto, visto que o consumo pode durar meses.

Composição. A nutricionista Vanessa lembra que na hora da compra é importante analisar ainda se não há corantes artificiais no produto. “Pois o consumo desses por algumas pessoas causam dermatites: pontinhos vermelhos no corpo que às vezes são confundidos com acne”, destaca.

Custo. Não se pode dizer que o produto mais caro é necessariamente o melhor. A nutricionista explica que o preço do Whey é um pouco elevado. “Toda matéria prima é importada, então tanto os nacionais quanto os importados são caros devido às taxas cobradas na importação da matéria prima ou do suplemento pronto”, destaca.

Marcas. Como pelo preço é difícil saber quais são os melhores produtos, um bom caminho é procurar por marcas mais conhecidas, como Gold Standard, EAS, Nutrilatina e Probiótica. Vale a pena também conferir a lista de marcas de Whey que foram proibidas pela Anvisa.

Indicação. A forma mais garantida de comprar um bom produto e usufruir dos benefícios que o Whey pode oferecer é seguir as recomendações de um nutricionista ou nutrólogo. Ele indicará, além de boas marcas, a melhor forma de consumo, levando em conta suas necessidades e objetivos particulares.

Onde comprar Whey?

Vanessa explica que é o Whey pode ser comprado em lojas de suplementos ou farmácias.

É possível encontrar ainda várias opções de Whey à venda pela internet, conforme você confere na galeria a seguir:

100% Whey Protein Optimum por R$165,90 na <a href="http://www.lojaemforma.net/100-whey-protein-optimum-2-lbs-900gr-details.aspx?gclid=COm8trSD3L8CFSpo7AodHFkAkA" target="blank_">Loja em Forma</a>
100% Whey Gold Standard por R$179,90 na <a href="http://www.netshoes.com.br/produto/100-whey-gold-standard-2-lbs--optimum-nutrition-165-0045-963" target="blank_">Netshoes</a>
100% Pure Whey Probiótica por R$249,99 na <a href="http://www.madrugaosuplementos.com.br/100-pure-whey-2268g-probiotica" target="blank_">Madrugão Suplementos</a>
2W Whey Protein Body Action por R$93 na <a href="http://www.madrugaosuplementos.com.br/2w-whey-protein-900g-body-action" target="blank_">Madrugão Suplementos</a>
Syntha-6 Isolate por R$279 na <a href="http://www.netshoes.com.br/produto/syntha6-isolate-864-g--bsn-508-0003-962" target="blank_">Netshoes</a>

6 dicas importantes para quem toma ou pretende tomar Whey

Siga as orientações para fazer um uso seguro e eficaz do suplemento a base de proteína do leite:

  1. O Whey não é indicado para todo mundo, dependendo do tipo de produto e intolerância individual, há contraindicação pela digestibilidade, conforme destaca a nutricionista esportiva Vanessa. Informa-se bem sobre isto antes de iniciar o consumo.
  2. Pessoas com problemas renais, como insuficiência renal aguda, precisam de orientação para controlar a quantidade de proteínas de consumo (inclusive Whey Protein), conforme destaca Vanessa.
  3. Dependendo da intolerância de cada pessoa, o Whey pode causar desconfortos gastrointestinais.
  4. Devido à presença, em algumas marcas de Whey, de corantes, pode ocorrer a formação de pontos vermelhos (confundidos com acne) no corpo da pessoa. Por isso, na hora da compra fique de olho na composição do produto e evite o que contém corantes.
  5. Se a pessoa não treinar com uma intensidade alta e tomar mais Whey do que precisa, a proteína poderá se converter para gordura e ser armazenada.
  6. A quantidade diária recomendada, a frequência de consumo e o tipo de Whey indicado variam de acordo com necessidades e objetivos individuais. Por isso, o mais adequado é procurar um especialista para orientar sobre qual o melhor tipo de produto a ser consumido e, sobretudo, se há a necessidade de consumo do Whey.

Agora você já tem boas informações sobre o Whey, conhece os benefícios que o produto pode oferecer e sabe, sobretudo, que o mais indicado é só iniciar o consumo dele após recomendação de um profissional da área de nutrição.

Comentários
Dicas relacionadas