Vitamina B6: quais são seus benefícios para a saúde e onde encontrá-la

Encontrada em vários alimentos, ela participa da produção das hemácias e tem papel importante durante a gravidez

Escrito por Tais Romanelli

Foto: iStock

Dentre as vitaminas que compõem o complexo B, está a vitamina B6, também conhecida como Piridoxina. Assim como as outras do grupo, ela tem funções importantíssimas no organismo humano.

Vanessa Caluete, nutricionista clínica da LC Restaurantes (empresa de refeições coletivas) e pós-graduada em Nutrição e Metabolismo Esportivo pelo GANEP – Nutrição Humana, explica que a vitamina B é necessária para o bom funcionamento de mais de 60 enzimas, participa da multiplicação das células (inclusive as do sistema imunológico) e da produção das hemácias.

A vitamina B6 é encontrada em abundância em alimentos de origem animal e vegetal, assim, pode ser suprida ao organismo através da alimentação.

Esta vitamina tem papel importante, por exemplo, na gravidez, mas oferece outros inúmeros benefícios à saúde. Saiba mais sobre ela abaixo.

7 principais benefícios da vitamina B6

Foto: iStock

A vitamina B6 é um dos nutrientes mais importantes no corpo humano, desempenhando papel importante nas reações químicas que ocorrem no organismo. Confira:

Leia também: 10 calmantes naturais que ajudam a tratar a ansiedade, insônia e até depressão

  1. Atua na multiplicação das células: Vanessa ressalta que a vitamina B6 participa da multiplicação das células do sistema imunológico e da produção das hemácias.
  2. Previne a anemia: A nutricionista destaca que a vitamina B6 tem papel importante na prevenção e tratamento desta doença, já que ajuda na produção de hemoglobina que, por sua vez, transporta ferro pelo corpo.
  3. Reduz os sintomas da TPM: Vanessa explica ainda que a vitamina atua na eliminação do excesso de estrogênio, ajudando assim a aliviar os sintomas da tensão pré-menstrual.
  4. Melhora o sono e contribui para o bom humor: a vitamina B6 ajuda na produção de serotonina, entre outros neurotransmissores importantes relacionados ao sono e humor. Pode ainda, assim, ajudar na melhora dos sintomas da depressão.
  5. Mantém a integridade do cérebro: sendo responsável pela síntese de alguns neurotransmissores (dopamina, histamina, serotonina e epinefrina), destaca a nutricionista comportamental Patrícia Cruz, a vitamina B6 ajuda a manter a integridade do cérebro.
  6. Ajuda na absorção e digestão dos nutrientes: Patrícia destaca que a vitamina B6 participa ativamente do metabolismo dos carboidratos, proteínas e lipídios.
  7. É importante na gravidez: a nutricionista comportamental explica que essa vitamina é importante na gravidez por ajudar na prevenção da anemia e também auxiliar na redução das náuseas e vômitos. Vanessa ressalta ainda que a vitamina B6 auxilia no metabolismo da proteína consumida, que será usada na produção de leite materno.

Com tantos papéis, não há dúvidas do quanto o consumo dessa vitamina é importante, e ele é feito por meio da alimentação.

Onde encontrar a vitamina B6

Foto: iStock

A boa notícia é que a vitamina B6 está presente em muitos alimentos, sendo assim, rara sua deficiência. As nutricionistas destacam como principais fontes desta vitamina:

Fontes de origem animal

  • Peixes (salmão, bacalhau, atum, truta, anchova)
  • Carnes de aves
  • Carne suína
  • Carne bovina
  • Leite
  • Vísceras (fígado, coração, rim)
  • Ovos

Fontes de origem vegetal

  • Frutas como banana, abacate, melancia e ameixa
  • Cereais integrais (trigo integral, gérmen de trigo)
  • Feijão branco
  • Soja
  • Ervilha
  • Frutas oleaginosas (avelã, nozes)
  • Batata
  • Aveia
  • Semente de girassol

De acordo com Patrícia, a recomendação diária de vitamina B6 é, em média, 1,3 mg.

Vanessa destaca que as quantidades de consumo de vitamina B6 deverão ser estabelecidas de acordo com as necessidades fisiológicas, levando-se em consideração sexo, idade e período gestacional (para mulheres).

Os sinais da deficiência de vitamina B6

Foto: iStock

A deficiência desta vitamina, que está presente em muitos alimentos, é relativamente rara, mas pode ocorrer, trazendo sinais como os destacados abaixo pelas nutricionistas:

Leia também: 5HTP é um promotor de bem-estar e pode ser aliado no emagrecimento

  • Anemia
  • Fadiga
  • Depressão
  • Fraqueza muscular
  • Língua inchada
  • Insônia
  • Cefaleia
  • Lesões nos lábios e na pele
  • Irritabilidade e/ou alterações de humor
  • Ansiedade
  • Sintomas mais intensos na tensão pré-menstrual
  • Náuseas associadas à gravidez

A suplementação, de acordo com Patrícia, é necessária quando há sinais de deficiência, durante a gestação e em grupos de risco, como etilistas.

Mas, vale destacar que somente um profissional da área da saúde poderá diagnosticar a deficiência desta vitamina e indicar a suplementação.

Excesso de vitamina B6

Foto: iStock

Patrícia explica que o consumo excessivo por meio da alimentação é raro. “Pode acontecer em casos de suplementação, causando insônia e falta de apetite – sintomas que desaparecem após duas semanas de suspensão do suplemento”, diz.

Vanessa ressalta que a hipervitaminose de vitamina B6 pode causar danos nos nervos, nos braços e pernas: formigamentos, câimbras e espasmos musculares. “Os efeitos variam entre dor de cabeça, insônia e náuseas”, acrescenta.

Agora você já conhece os benefícios da vitamina B6 e os principais alimentos que a contêm. Vale destacar que uma alimentação equilibrada, preferencialmente orientada por um nutricionista, provavelmente suprirá as necessidades diárias desta e de outras vitaminas.

Leia também: Anemia: o que significa, sintomas, tratamento e prevenção

Assuntos: Alimentação

Dicas pela Web