Conheça as melhores posições para amamentar com dicas de profissional

Escrito por
Atualizado em 24.05.21

iStock

Por
Atualizado em 24.05.21

Um dos desafios da maternidade é a amamentação. Pensando nisso, conversamos com a pediatra neonatal Erica Riccomi (CRM-SP 138671) que nos indicou as melhores posições para amamentar e ainda deu dicas para que o aleitamento seja mais tranquilo e saudável para mãe e bebê!

Publicidade

Índice do conteúdo:

As melhores posições para amamentar

Erica indica que a postura correta deve iniciar-se pela mãe! Como as mamães passam muitas horas do dia amamentando, a postura deve ser observada e corrigida: coluna alinhada, sentar-se ou deitar-se confortavelmente e ombros relaxados. Então, o bebê é trazido para encontro do seio materno, não ao contrário. Confira agora as melhores posições para uma amamentação tranquila:

  1. Posição tradicional: aqui, a mãe apoia o bebê em seu antebraço do mesmo lado da mama a ser ofertada, lembrando que o pescoço do bebê é apoiado na dobra do cotovelo.
  2. Posição Transversa: a mão contralateral segura a cabeça do bebê em direção a mama a ser ofertada.
  3. Posição Invertida: a mão ao lado da mama segura a cabeça do bebê. Essa posição pode ser facilitadora quando as mães possuem mamas muito grandes ou os bebês são muito pequenos.
  4. Posição deitada: mantenha o posicionamento da barriga do bebê em direção a barriga materna. A pediatra neonatal afirma que essa opção causa transtornos aos ouvidos do bebê.
  5. Posição para gemelares: ambos podem ser amamentados ao mesmo tempo pela posição invertida.
  6. Posição cavalinho: com a mãe sentada e bebê sentados um de frente para o outro, com a mão da mamãe segurando as costas do bebê. Essa é uma posição muito indicada para mães com mamas grandes.
    1. Vale testar e observar qual posição é mais confortável para você e seu bebê! Uma dica importante da pediatra é lembrar-se que, independente da posição, a barriga do bebê deve ficar voltada para o corpo da mãe.

      Dicas sobre posições para amamentar

      iStock

      Falar sobre amamentação abre um leque de possibilidades. A seguir, você acompanha dicas da pediatra Erica Riccomi que sanam as principais dúvidas no que diz respeito às posições para amamentar!

      • Para o bebê arrotar: após as mamadas, a fim de auxiliar no início do esvaziamento do estômago do bebê, devemos segurá-los em postura mais ereta. Neste momento, eles podem ou não arrotar, uma vez que esse gás no estômago causa desconforto. Alguns bebês podem solicitar a mama novamente depois de arrotarem.
      • Cuide do ambiente: Erica assinala a importância de um local calmo e tranquilo para as mamadas. Ele deve ser aconchegante para mãe e bebê, por isso vale apostar em um assento confortável e um lugar silencioso.
      • Não espere o bebê apresentar sinais severos de fome: posicionar em seio materno sempre que seu bebê solicitar abrindo a boquinha ou buscando algo para sugar. Isso é importante pois bebês que vão muitos famintos ao seio, normalmente iniciam a sucção pelo mamilo, ocasionando dor e ferimento na mãe.
      • Estimular o reflexo de busca do bebê é essencial: passe o mamilo ao redor da boquinha para sua abertura. Sempre aguarde uma abertura maior da boca”.
      • Atente para a posição facial do bebê: o lábio inferior deve ficar voltado para fora, o queixo encostado na mama e nariz livre. Grande parte da região de aréola deverá estar dentro da boca do bebê, especialmente na parte inferior. Erica diz: “ao amamentar, o estímulo da boca do bebê na aréola induz a liberação de ocitocina, hormônio responsável pela produção e ejeção de leite”.
      • Para fazer a pinça: faça uma “pinça” com o dedo indicador e polegar (região de transição de coloração) de modo a formar uma prega na pele da aréola, com o objetivo de introduzir maior quantidade de pele corretamente na boca do bebê. Respeite sempre o limite da região ao redor do mamilo, onde o bebê irá abocanhar. Para isso, você pode massagear as mamas e, se necessário, extrair o excesso de leite antes de posicionar o bebê, de modo a torná-las mais flexíveis para a pega.
      • Use e abuse da sua rede de apoio: dores e desconfortos nas mamadas decorrentes de pega e posicionamento incorretos podem levar ao insucesso da amamentação e suas frustrações. Por isso, conte com a ajuda dos seus familiares e amigos nesse momento e busque um profissional capacitado para auxiliá-la.
        • Aproveite as dicas da profissional para que o aleitamento seja mais tranquilo para vocês! Além disso, conte sempre com o auxílio de um ginecologista e um pediatra neonatal de sua confiança.

          Saiba mais sobre posições para amamentar

          A sequência de vídeos vai te ajudar a colocar em prática as dicas! Solte o play e confira!

          Pega correta para a amamentação

          Esse é um tutorial disponibilizado pelo Ministério da Saúde, mostrando como posicionar-se corretamente para o aleitamento materno. Além disso, sugere uma forma de auxiliar o bebê a abrir a boca. Dê uma olhada!

          Publicidade

          Passos para uma pega correta

          Saiba o que fazer para que o bebê consiga abocanhar corretamente a aréola, fazendo com que a amamentação seja melhor para ele e mais confortável para a mamãe. Seguindo o passo a passo é sucesso!

          Opções de posições para amamentar

          O vídeo conta com algumas posições e as dicas para que ela aconteça perfeitamente. Vale a pena conferir e atrelar às dicas que você já leu por aqui!

          Agora que você conferiu dicas e opções de posições para amamentar, está pronta para testar todas com o seu bebê! Aproveite e saiba mais sobre a poltrona de amamentação para um momento mais confortável!

          Este conteúdo foi útil para você?
          SimNão

Assuntos: Bem-Estar, Gravidez