Rússia ataca Ucrânia: mulheres podem ser convocadas para guerra?

Em caso de grandes conflitos, mulheres poderiam ser convocadas para guerra em situações específicas

Publicado por                                
Em 24.02.22 às 16:43

iStock

Por
Em 24.02.22 às 16:43

Todo o mundo está acompanhando o conflito entre Rússia e Ucrânia. Desde a Segunda Guerra, este é o maior ataque de um país europeu contra outro, localizado no mesmo continente.

Publicidade

O exército ucraniano enfrenta invasores russos que estão atacando via terra, mar e ar, conforme ordem de Vladimir Putin. O líder russo justifica que ação militar visa proteger separatistas no leste e ameaça quem tenha qualquer intenção de interferir.

Quando um grande confronto desse porte ocorre, dúvidas sobre o que aconteceria em uma guerra de nível mundial podem surgir. Dentre elas: quem poderia ser convocado em caso de guerra? Mulheres podem ser convocadas? A resposta dessas perguntas, você confere a seguir:

Homens podem ser convocados e mulheres também, mas em casos específicos

Em nosso país, há militares na ativa e também os reservistas, mas em caso de um conflito de nível mundial, todo brasileiro com mais de 18 anos até uma idade específica, fixada pelo governo atual, pode ser convocado para defender o Brasil. Conforme estabelecido pelo Decreto-Lei 1.187/1939:

3º Em caso de guerra externa, ou para manter a integridade nacional, todo brasileiro maior de 18 anos e até uma idade que o Governo fixará em consequência das circunstâncias da ocasião, poderá, ser chamado a prestar serviço em defesa da Pátria.

Vale ressaltar que há uma ordem para que cidadãos possam ser convocados. Em um primeiro momento, convoca-se militares na ativa para, somente depois, militares da reserva, ou seja, aqueles que, nos últimos cinco anos, fizeram parte das Forças Armadas. Além disso, ainda há uma outra sequência de convocação: reservistas com instrução militar completa, com instrução militar insuficiente e sem instrução militar.

Quanto às mulheres, a lei estabelece também que sejam convocadas caso haja uma guerra. Mulheres seriam convocadas somente em cargos compatíveis com a situação e natureza, podendo ser em hospitais dando assistência noscomial ou mesmo fora dessa operação. Leia um trecho do Decreto-Lei:

Art. 1º Todo brasileiro é obrigado ao serviço militar para a defesa nacional, na forma das leis federais e respectivos regulamentos e o prestará de acordo com a sua situação, capacidade e aptidão.
Parágrafo único. As mulheres só em caso de mobilização serão aproveitadas em encargos compatíveis com a sua situação e natureza, seja nos hospitais no serviço de assistência noscomial, fora das zonas das operações, seja nas indústrias e misteres correlatos com as necessidades da guerra.

Você estaria pronta para enfrentar uma guerra, caso fosse convocada?