Mulheres se destacam ao representar 51% do público gamer no Brasil

Pesquisa Game Brasil aponta que o público feminino é maioria nos games, principalmente em jogos de smartphone

Publicado por
Atualizado em 11.05.22

Canva

Por
Em 09.05.22 às 14:00

O público feminino está conquistando cada vez mais o seu espaço em diversas áreas, inclusive no mundo dos games. As mulheres estão mudando a percepção de que jogar videogame é coisa de homem e que elas não têm habilidades suficiente para isso. Embora esse cenário esteja mudando, ainda há muita resistência do público masculino em reconhecer a capacidade, agilidade e inteligência feminina para os jogos.

Publicidade

O que mostram os dados de Pesquisa Game Brasil?

Os dados falam por si só e mostram que as mulheres estão dominando o mundo dos games. De acordo com a Pesquisa Game Brasil (PGB), as mulheres já são maioria no público gamer no Brasil, representando 51% dos jogadores de jogos eletrônicos do país, enquanto o masculino 49%.

A pesquisa ainda aponta que o smartphone é a plataforma mais usada pelos brasileiros para os jogos e as mulheres também dominam este cenário com 60,4%. Agora em relação aos jogos para console e computador, o público feminino ainda não supera os homens, eles tem preferência com 63,9% e as mulheres com 58,9%.

Em resumo, os dados apontam a relevância desses números e confirmam que o público feminino já ganhou espaço, sobressaindo-se e mostrando suas habilidades em uma área que sempre foi dominada pelos homens.

Embora ainda sofram preconceito e resistência, a tendência é que com o passar do tempo, a força e talento feminino seja mais reconhecido no mundo dos games. Afinal, entretenimento é para todos, independente de gênero.

Gamers que são grandes referências

Mulheres que jogam ou produzem conteúdos sobre o tema ainda sofrem assédio, ofensas e comentários machistas nos chats durante as partidas ou em suas redes sociais. Muitos homens não reconhecem a capacidade feminina para os jogos e até duvidam que, por trás da tela, há de fato uma mulher, com o controle nas mãos dominando uma partida.

Por isso, é de grande importância conhecer grandes exemplos do poder feminino no mundo dos games. Uma grande jogadora profissional é a Amanda Abreu, da Havan Liberty, organização brasileira de e-sports. Ela foi campeã mundial feminino de Counter-Strike, se destacando como as 5 maiores representantes femininas do mercado brasileiro de games.

Outra força feminina com visibilidade é a gamer brasileira, Juliana Maransaldi. A jogadora profissional, contratada pela norte-americana Dignitas Female, foi a primeira gamer brasileira a compor uma equipe para participar de uma competição no exterior.

Que tal conhecer mais mulheres incríveis e suas conquistas em outras áreas? Confira grandes atrizes brasileiras que têm se destacado no cinema internacional e lavado representatividade feminina às telonas.