Dicas de Mulher Dicas de Comportamento

Guia para terminar o relacionamento com elegância

Manter preservadas sua integridade física e emocional faz com que o término não seja tão traumático

em 29/09/2014

Foto: Thinkstock

É claro que ninguém quer falar nisso, mas os relacionamentos são, por natureza, difíceis de manter por um longo tempo. Sendo assim, as chances do seu namorado se tornar seu ex-namorado são muito altas. Portanto, se você está enfrentando uma fase ruim no relacionamento e pensando em romper com seu parceiro, preparamos um guia para te ajudar a entender as fases da separação e aprender a lidar com elas sem perder o rebolado.

Fase 1 – período de “luto”

Ao terminar um relacionamento, é absolutamente normal sentir-se triste e decepcionada: o que importa é como enfrentamos essas sensações. Procure estar cercada de pessoas queridas, principalmente suas amigas. Isolar-se pode parecer uma ideia tentadora, mas será a maneira mais fácil de ficar recordando o relacionamento.

Esse é o momento certo para acalmar sua tristeza fazendo coisas para si mesma. Ir ao shopping, ao cinema ou ao salão de beleza, além de adquirir mimos há muito desejados são formas de manter a autoestima em alta e não se deixar abalar.

O ideal é concentrar suas energias em si mesma agora. Faça coisas que te agradem, compre coisas que te agradem, esteja com pessoas que te agradem. Não importa o tamanho da sua dor, se você cuidar de si mesma ela passará mais rápido.

Fase 2 – tomando as rédeas da situação

A maior dificuldade após o término é superar o sentimento de posse. Imaginar seu ex com outras pessoas normalmente causa tanto ciúme que fica difícil separar o sentimento de propriedade do amor, de fato.

Com as redes sociais a todo vapor, é ainda mais complicado manter-se ignorante em relação ao que o rapaz está fazendo da vida. Por esse motivo, talvez seja melhor excluí-lo da sua rede de amigos no Facebook, por exemplo, e evitar entrar em contato ou perguntar sobre a vida dele, ainda que a vontade seja grande.

O ideal é não se humilhar pela outra pessoa. Incomodá-lo com telefonemas e mensagens não é apenas chato, é falta de educação. Perdoe-o de coração pelos erros que possa haver cometido e tente não pensar nele como seu inimigo. Ainda que você tenha esperanças de voltar ao relacionamento, siga sua vida sem depender disso.

Fase 3 – resolvendo detalhes práticos

Não adianta tentar devolver as coisas do seu ex que ficaram com você, ou mesmo pegar as suas coisas que ficaram com ele, enquanto você estiver triste e com raiva do que aconteceu. No entanto, assim que perceber que se sente melhor com relação ao rompimento, coloque um ponto final definitivo na relação, tomando essas atitudes. Caso esteja terminando um casamento, este é o momento para vocês discutirem de forma civilizada os termos do divórcio.

O ideal é evitar, a todo custo, cenas dramáticas ou os famosos “barracos”. Vocês não estão mais juntos, mas não precisam se odiar – e esse tipo de situação favorece a raiva. Se possível, combine com ele uma maneira de não encontrá-lo quando for buscar suas coisas ou devolver as dele. Se a questão for mesmo um divórcio, procure compreender o lado dele e não discutir por cada centavo. Se perceber que vocês não conseguem se entender, contratar um bom advogado pode ser a melhor saída.

Fase 4 – encontrando um novo amor

Não é preciso – e nem é bonito – que você saia com o primeiro bonitão que aparecer, apenas para demonstrar que superou o fim do relacionamento anterior. Contudo, com o passar do tempo, buscar um novo companheiro pode ser ótimo. Se não estiver interessada, no momento, tudo bem. Curta sua fase solteira e prepare seu coração para uma futura nova relação.

Lembre-se que é extremamente elegante saber lidar com as fases de uma separação. Preservando sua integridade física e emocional, você superará esse momento tão delicado sem se deixar abater – e sairá dele mais poderosa do que nunca.

Comentários
Dicas relacionadas