Guia de cuidados pré e pós-operatórios

Saiba quais são os cuidados necessários antes e depois de uma cirurgia plástica

Escrito por Andre Colaneri

O sucesso de uma cirurgia plástica não se faz apenas durante a operação. Há muitos cuidados que podem ajudar a aumentar as chances de êxito do procedimento e evitar complicações posteriores. Saiba tudo sobre os cuidados necessários antes e depois de uma cirurgia. Apesar de básicos, eles valem para quase toda cirurgia plástica.

Pré-operatório

No pré-operatório é importante evitarmos fatores que aumentem risco da cirurgia:

Boa alimentação

É fundamental o paciente estar bem nutrido, pois a anemia e a falta de vitaminas e oligoelementos, como vitaminas A, B, C, zinco, cobre, ferro, vitamina K podem atrapalhar a cicatrização e até facilitar sangramentos.

Comer carne, verduras verde escuras ajudam como fonte de ferro. Porém, uma alimentação balanceada e rica em vegetais é o ideal para uma boa nutrição. Isso só adianta se realizado meses antes.

Parar de fumar 30 dias antes

O cigarro atrapalha em quase tudo. A nicotina é vasoconstritora e piora a circulação. Ao irritar o pulmão, as mais de 4 mil toxinas prejudicam a oxigenação do sangue. Somadas, má oxigenação e circulação aumentam sobremaneira o risco de necrose (morte de tecido por falta de oxigênio) e pioram a cicatrização. Outro fator agravante é o aumento do risco de trombose e embolia pulmonar.

Não usar anticoagulantes

Medicamentos derivados do acido acetil salicílico, como aspirina e todos os contraindicados em casos de suspeita de dengue, prejudicam a coagulação, o que aumentam o risco de hematomas. Outros medicamentos a base de vasodilatadores, como ginco biloba, também devem ser evitados por aumentarem o sangramento.

Parar o uso e anticoncepcionais hormonais

Em cirurgias com anestesia peridural, ráqui ou geral. O anticoncepcional hormonal (pílula, injeção, adesivo) aumenta o risco de trombose, que é a coagulação do sangue dentro das veias e embolia pulmonar, quando o coagulo vai para o pulmão.

Hidratar bem a pele

A pele precisa ser muito bem hidratada duas vezes por dia, principalmente na área a ser operada, para ficar mais elástica e minimizar risco e estrias (vale principalmente para próteses).

Pós-operatório

No pós-operatório, é importante evitar fatores que propiciem uma complicação. Portanto, é preciso:

Evitar fumar até pelo menos 30 dias

O risco de necrose e trombose são maiores nos primeiros 14 dias, mas a cicatrização precisa de oxigênio principalmente nas fases iniciais.

Evitar anticoagulantes até pelo menos 21 dias

O risco de sangramento existe até os pequenos vasos cicatrizarem.

Não retomar o uso do anticoncepcional

O ideal é não voltar a usar o anticoncepcional até 14 dias depois da cirurgia, pelo risco de trombose.

Evitar ambientes quentes

Como visto, até pelo menos 21 dias há risco de voltar a ter algum sangramento e o calor por ser vasodilatador, aumenta o risco de sangramento. Por isso, os banhos devem ser mornos e rápidos.

Evitar a exposição ao sol

O sol pode aumentar o inchaço, facilitar sangramento e manchar a pele, nos casos em que houver alguma mancha roxa ou amarelada. O melhor é evitar o sol por ao menos 45 dias

Fazer drenagem linfática e ultrassom

Muitas cirurgias, como lipoaspiração, abdominoplastia, lifting facial, onde há um grande descolamento da pele, geram inchaço maior. O inchaço deve ser combatido, pois a manutenção dele por levar à fibrose, nodulações e irregularidades. Fazer sessões de drenagem linfática pode amenizar.

Usar malhas compressivas

Nas cirurgias com descolamentos, a malha compressiva alem de minimizar o inchaço, ajuda a pele a “grudar” mais rapidamente.

Evitar exercícios e movimentações que forcem a cicatriz

Uma cicatriz leva tempo para ficar forte. Toda cicatriz recente pode alargar se submetida à tensão. A cicatriz leva pelo menos 45 dias para ter uma força razoável.

Cumprir todas as orientações do cirurgião

Parece ser óbvio, mas infelizmente nem sempre isso é seguido. A certeza de estar bem, o pensamento de “minha cicatrização é boa” pode ser uma armadilha. A cicatriz demora para ganhar força, os vasos demoram para cicatrizar e uma bobeada pode prejudicar a cirurgia.

Sempre brinco que “paciente que está muito bem é paciente perigoso”. Perde o receio e fica valente. A sensação de estar muito bem deve se um alerta.

Para você