Filho tira nota baixa e mãe deixa bilhete emocionante e comovente

Essa mãe escolheu um caminho diferente das broncas e dos castigos. Será que você faria a mesma coisa?

Escrito por Raquel Praconi Pinzon

Foto: iStock

Você se lembra de como você era na escola? Você era daquelas alunas que sentavam na primeira fila e só tiravam 10, era daquelas que já ficavam felizes em tirar a média para passar de ano ou fazia parte da turma do fundão?

A não ser que você fosse a melhor aluna da sala, é bem provável que você se lembre de ter ouvido alguns sermões ou de ter ficado de castigo por ter tirado alguma nota baixa.

Coisas da vida, não é mesmo? Mas o fato é que ninguém fica feliz com uma nota vermelha. Por mais bagunça que um aluno faça na escola, tirar notas baixas não deixa ninguém feliz.

E, mesmo que a criança finja não se importar, lá no fundo ela fica triste por não ter conseguido um bom resultado.

A história não foi diferente com João Pedro, um menino de 10 anos, morador de Araruama, no estado do Rio de Janeiro, que chegou em casa chorando depois de tirar duas notas vermelhas na escola.

Leia também: Como ajudar seu filho a driblar o bullying

A reação da mãe

Foto: Reprodução/ Duda Fogaça

Se uma criança tirar notas ruins na escola é absolutamente comum, a reação de Adriana Fogaça, mãe do menino de 10 anos, foi bastante diferente do que costuma acontecer.

Em vez de dar uma bronca ou proibir João Pedro de jogar videogame, Adriana optou por se solidarizar com a criança e incentivá-la a se esforçar ainda mais para melhorar seu desempenho.

Assim, no lugar do castigo, Adriana deixou um bilhetinho carinhoso acompanhado por alguns chocolates em cima da cama de seu filho. A atitude da mãe rodou a internet depois que sua filha, de 16 anos, compartilhou a história no Twitter.

“Você é um filho maravilhoso e muito inteligente. Vamos nos esforçar juntos para você melhorar a letrinha e estudar mais um pouquinho para as próximas provas. Mamãe acredita em você! Te amo”, dizia o bilhete de Adriana.

Segundo a mãe, a família já tem por hábito deixar bilhetes de incentivo para os filhos. Nesse dia em especial, o marido de Adriana havia lhe dado uma caixa de bombons, então ela aproveitou alguns chocolates para fazer a surpresa para João Pedro.

Leia também: Mudança de escola: ajude seu filho a se adaptar

“Eu nunca fui mesmo ligada em nota, né? Não que eu não goste de ‘nota azul’, mas eu acho que empenho é muito mais importante do que isso“, contou ela. Essa forma de ver o mundo foi uma herança que Adriana recebeu de seu pai, que, segundo ela, sempre colocava o amor em primeiro lugar.

“Eu tento agir sempre com eles assim: com leveza, porque a vida já é muito dura, né?”, declarou a mãe de João Pedro.

E você, como reage quando seu filho não tira uma nota tão boa assim na escola? Você tem a mesma reação de Adriana, prefere ter uma conversa séria com a criança ou deixa logo de castigo? Conte para a gente a sua opinião.

Para você