6 estágios que você vai passar quando decidir mudar hábitos

Mudar alguns hábitos é difícil, mas é possível; entenda as diferentes fases até que as transformações se concretizem

Escrito por Mariana Bueno

Foto: iStock

Mudanças são difíceis. Não há dúvidas quanto a isso. Deixar para trás velhos hábitos, adotar um novo estilo de vida, pode ser uma batalha árdua e demorada.

Há casos em que as mudanças acontecem e permanecem. Já em outros, elas não se mantêm. Muitos ficam presos em determinados pontos e nunca atingem seus objetivos. Por que isso acontece? O Modelo das Etapas da Mudança tenta explicar.

Feito a partir de estudos científicos, ele descreve seis estágios de mudanças pessoais: pré-contemplação, contemplação, determinação, ação, manutenção e finalização. É um modelo simples e poderoso, apoiado por pesquisas extensas, e que pode ser aplicado em muitas situações. Entenda como funciona na prática:

Fase 1: Pré-contemplação

Foto: iStock

Nesta fase a pessoa não planeja fazer mudanças positivas nos próximos seis meses. É um momento de negação sobre o problema ou de muito desencorajamento após múltiplas tentativas frustradas de mudar. Por exemplo, alguém pode estar ciente de que precisa começar a se exercitar, mas não consegue encontrar a motivação. Continuam pensando na última vez que tentaram (e falharam). Somente quando começam a perceber as vantagens de fazer uma mudança é que passam para o próximo estágio.

Fase 2: Contemplação

Foto: iStock

Nesta fase a pessoa começa a considerar as vantagens de mudar, a reconhecer que alterar seus hábitos provavelmente trará benefícios, mas ainda passa muito tempo pensando nas desvantagens. É um estágio que pode durar muito tempo. Só quando a pessoa realmente começa a montar um plano concreto de mudança é que se chega à próxima fase. A chave é a transformação de uma ideia abstrata para uma crença. Por exemplo: de “Exercício é uma coisa boa para fazer” para “Eu pessoalmente valorizo o exercício e preciso fazer isso”.

Leia também: 13 hábitos comuns que parecem inofensivos, mas podem estar te prejudicando

Etapa 3: Preparação

Foto: iStock

Neste ponto, a pessoa começa a colocar um plano em prática. É um estágio breve, dura algumas semanas. Pode ser uma sessão com um personal trainer, no caso da pessoa que pretende começar a fazer atividades físicas. Alguém que bebe em excesso pode fazer uma consulta com um programa contra drogas e álcool; alguém com tendência a se sobrecarregar pode começar a planejar maneiras de ter um cronograma mais realista.

Fase 4: Ação

Foto: iStock

Depois que o planejamento está definido, é hora de colocar em prática. Esta fase geralmente dura vários meses. Seguindo o mesmo exemplo já citado, a pessoa iria começar a frequentar a academia regularmente e revisar sua dieta. É neste estágio que o desejo de mudança da pessoa se torna visível para familiares e amigos. No entanto, na verdade, o processo de mudança começou há muito tempo. Se alguém que você conhece parece ter mudado repentinamente seus hábitos, provavelmente não é tão repentino! As etapas anteriores já foram enfrentadas, você é que não sabia disso.

Fase 5: Manutenção

Foto: iStock

Após alguns meses de ação, a pessoa começa a pensar sobre como pode manter suas mudanças e fazer ajustes de acordo com o seu estilo de vida. Quem adotou o hábito de exercícios regulares e uma dieta melhor, estará vigilante contra gatilhos antigos (como comer comidas não saudáveis durante um período estressante no trabalho) e tomará decisões conscientes em relação a isso. A manutenção pode ser desafiadora porque implica criar um novo conjunto de hábitos. Quem consegue manter esses novos hábitos por muitos meses – talvez um ano ou mais – entra no estágio 6.

Fase 6: Finalização

Foto: iStock

Muitas pessoas não alcançam esse estágio, caracterizado por um compromisso completo com o novo hábito e com a certeza de que nunca voltarão a ser como eram antes. Por exemplo, alguém pode achar difícil imaginar desistir de sua rotina de ginástica ou se sentir mal ou pensar nos alimentos não saudáveis que comia. Mas pode-se levar anos para que realmente alcancem esse estágio.

Leia também: 20 hábitos que você deve eliminar da sua vida antes dos 30

Compreender este modelo ajuda a ser mais paciente ao fazer uma mudança. Quem tenta pular fases acaba ficando frustrado. Mas, ao avaliar onde você está no processo de mudança, fica mais fácil adaptar sua rotina. Comece por identificar um dos seus maus hábitos. Se estiver muito difícil avançar para a próxima etapa, a ajuda profissional pode ser importante.

Para você