Digital influencers: o que é, como se tornar uma e as principais do Brasil

Escrito por
Em 15.06.19

Camila Coelho

Relevantes na internet e nas redes sociais, as digital influencers ditam as tendências da moda, da beleza e de diversos segmentos a partir da produção e divulgação de conteúdos. Você segue algumas delas?

Continua após o anúncio

Veja o que é uma digital influencer, as principais profissionais do Brasil, tire suas dúvidas a respeito de como ganhar dinheiro nessa área e confira as dicas de algumas influenciadoras digitais.

O que é um digital influencer?

Um(a) digital influencer é aquela pessoa que produz conteúdos, compartilha seu estilo de vida nas redes sociais e possui um número considerável de seguidores fiéis, além de engajamento com seus vídeos e postagens.

Por terem acesso a um público específico e interessado em seus conteúdos, além de credibilidade no meio de certos nichos sociais, esses(as) profissionais influenciam os usuários e têm ditado as últimas tendências, seja no campo da moda, da beleza e dos mais diversos segmentos.

Leia também: Legenda para foto de perfil: 60 frases cheias de amor-próprio

10 influenciadoras digitais brasileiras para você conhecer

O Brasil conta com diversas influenciadoras digitais de sucesso que produzem conteúdos sobre os mais variados assuntos, como moda, beleza, estilo de vida e comportamento. Veja algumas das mais conhecidas e não deixe de segui-las!

1. Camila Coelho

A mineira de 31 anos é considerada uma das primeiras influenciadoras digitais do Brasil. Camila Coelho, que já trabalhava com maquiagem, começou seu canal de beleza e seu blog, o Super Vaidosa, em 2010, e hoje conta com quase 8 milhões de seguidores no Instagram.

A influenciadora posta conteúdos superproduzidos sobre moda, beleza e viagem. Camila é patrocinada por grandes marcas nacionais e internacionais, além de ser convidada de diversos designers da alta costura.

Continua após o anúncio

2. Thássia Naves

Com mais de 3 milhões de seguidores no Instagram, a mineira Thássia Naves é referência quando o assunto é estilo. Ela começou seu blog em 2008 e hoje produz conteúdos sobre moda, viagens e beleza.

Seu estilo é autêntico e ela compartilha diversos looks, desde os cotidianos até os para eventos especiais. Thássia tem parceria com diversas marcas da alta costura e sempre posta fotos e dicas de lugares incríveis.

Leia também: Poses para selfie: 37 ideias para arrasar nos cliques

3. Camila Coutinho

E é claro que a pernambucana Camila Coutinho não poderia ficar de fora da lista das principais influencers nacionais. Ela começou a postar seus trabalhos em 2006 e é considerada a primeira blogueira de moda do Brasil.

Hoje ela conta com 2,4 milhões de seguidores no Instagram e seu blog, o Garotas Estúpidas, é referência do mundo da moda. Camila adora postar sobre looks, beleza e estilo de vida. Em 2018, ela publicou o livro “Estúpida, eu?” que fala sobre sua carreira e dá dicas para se tornar uma digital influencer.

4. Lu Ferreira

Conhecida como Chata de Galocha, Lu Ferreira é uma influenciadora que fala sobre moda, beleza, viagens, gastronomia e estilo de vida, tudo isso de maneira muito sincera e responsável.

Além de postar no seu Instagram, que conta com mais de 700 mil seguidores, ela também produz conteúdos para o Youtube, como receitas e resenhas, e lançou sua própria marca de produtos para a pele.

Continua após o anúncio

5. Ju Romano

Ju Romano criou seu blog “Entre Topetes e Vinis” em 2009, um site para mulheres que não se encaixam nos padrões. A influencer fala principalmente sobre moda, beleza e comportamento, e posta diversas dicas de looks plus size.

Leia também: 100 legendas para fotos sozinha que vão fazer você brilhar nas redes sociais

Ju conta com mais de 350 mil seguidores no Instagram, além das pessoas que a conhecem pelo seu blog. Ela faz parte do body positive, movimento que inspira as mulheres a aceitarem seus corpos como eles são ❤️.

6. Mari Maria

E se você gosta de maquiagem, já deve ter ouvido falar na Mari Maria. Com mais de 10 milhões de seguidores no Instagram, ela ficou conhecida por seus tutoriais de maquiagem compartilhados em suas redes.

Além dos passo a passo de beleza, Mari posta fotos de visuais originais e tem sua própria linha de maquiagem. Segundo ela, a maquiagem a ajudou a se sentir mais autoconfiante.

7. Nina Secrets

Bruna Martins, mais conhecida como Niina, é uma paulista de 25 anos que conta com mais de 3 milhões de seguidores no Instagram e outros 3,5 milhões de inscritos em seu canal no Youtube.

Continua após o anúncio

Niina fala principalmente sobre maquiagem em seus vídeos e usa o Instagram para falar sobre moda, beleza, viagens, música, decoração e tudo sobre a sua vida.

8. Rayza Nicácio

E se você gosta de um estilo autêntico, não pode deixar de seguir a Rayza. Com mais de 1 milhão de seguidores no Instagram, ela posta looks estilosos tanto para o dia a dia como para grandes eventos.

Além da moda, Rayza dá dicas para o cabelo cacheado além de falar sobre decoração, viagens e seu próprio cotidiano em seu canal no Youtube.

9. Alexandra Gurgel

Alexandra Gurgel, do canal Alexandrismos, fala sobre diversas questões em suas redes sociais, desde a moda plus size até o feminismo e a aceitação do próprio corpo.

Seus conteúdos são indispensáveis para discutir os ideais de beleza e a autoaceitação. Ela conta com aproximadamente 700 mil seguidores em suas redes sociais e é autora do livro “Pare de se Odiar”, que fala sobre o movimento body positive, a autoestima e a luta contra a gordofobia.

10. Nah Cardoso

Sucesso entre as adolescentes, Nah Cardoso possui 7,8 milhões de seguidores em seu Instagram e mais de 3 milhões de inscritos no Youtube. Ela produz conteúdos diversos, como dicas de looks e maquiagem, viagens e estilo de vida.

Essas são as influencers já conhecidas e consolidadas do Brasil e, como você viu, elas falam sobre diversos assuntos, desde dicas de looks até discussões sobre o feminismo e a autoaceitação.

Vantagens de ser uma influencer

  • Agenda flexível: ser uma influenciadora permite que você mesma escolha os horários para o trabalho, sem ter horas definidas para cumprir;
  • Escolha da própria linha editorial: como é você mesma a responsável por seus conteúdos, é você quem decide o que vai abordar em suas postagens, o que vai defender e o que divulgará;
  • Oportunidades financeiras: ser uma influenciadora digital traz diversas oportunidades financeiras por meio da monetização do seu trabalho, contato com marcas parceiras e publicidade de produtos em seus posts. Algumas pessoas começam a produzir conteúdos para complementar a renda e, se o negócio apresenta resultados, mudam de carreira para se dedicar exclusivamente a ser influencer.
  • Acesso a diversos eventos: essa profissão abre diversas oportunidades de acesso a eventos exclusivos de lançamento de produtos, de feiras destinadas a produtores de conteúdos e ocasiões que permitem que você amplie o seu público e seja conhecida em outros nichos sociais.
  • Marcas patrocinadoras: as empresas de patrocínio, além de presentearem seus produtos para as influencers usarem, pagam também experiências incríveis para a divulgação da marca. Diversas influencers viajam e têm o estilo de vida integralmente patrocinados por uma organização.

Além dessas vantagens, você irá contribuir para a formação de opinião de certos grupos sociais e terá acesso a experiências exclusivas, como eventos e viagens incríveis.

Desvantagens de ser uma influencer

  • Superexposição: divulgar o seu estilo de vida é parte do seu trabalho, então tudo o que você faz é postado nas redes sociais e está sujeito aos olhares de milhões de pessoas.
  • Alta produção de conteúdo: ser uma influenciadora digital relevante requer que você esteja disponível e se dedique totalmente para a produção de conteúdo. É necessário que você planeje as pautas com antecedência, filme, tire fotos, edite e poste novos materiais com frequência.
  • Grande investimento no início: para começar um Instagram profissional ou um novo canal no Youtube, é preciso que você faça investimentos iniciais para comprar equipamentos de qualidade. No início é possível que você tenha que produzir conteúdos sem receber nada em troca pois seu número de alcance ainda é irrelevante.
  • Atualizações constantes: para manter seu conteúdo relevante, é preciso se manter atualizada em todos os aspectos, desde as tendências do mercado como também as novas ferramentas dos aplicativos. As atualizações são constantes e nessa área não há espaço para comodismos nem procrastinação.
  • Haters: com maiores visualizações, você também ficará exposta a comentários negativos sobre o seu trabalho.

Antes de decidir ser influenciadora digital, é preciso colocar na balança o que é importante para você. Se você não abre mão da privacidade e não se compromete em produzir conteúdos constantes e atualizados, pode ser que essa não seja a profissão ideal.

Quanto ganha uma digital influencer?

iStock

Os valores que uma influencer recebe variam muito de acordo com o número de seguidores, com o engajamento que recebem, e a partir do conteúdo que produzem.

Em média, uma influencer ganha de 3 mil a 5 mil reais por mês por meio de postagens pagas, parcerias com marcas e visualizações em vídeos no Youtube. A variação dos valores é grande de acordo com o engajamento e a credibilidade da influenciadora. Profissionais que estão há muito tempo no mercado e produzem conteúdos consistentes tendem a ganhar muito mais que essa média. Já blogs e canais que estão no começo podem não atingir esse valor nos primeiros meses por conta dos investimentos iniciais necessários.

Como ganhar dinheiro sendo digital influencer?

iStock

Se você se interessou em ser uma digital influencer, mas ainda tem dúvidas de como ganhar dinheiro com isso, veja alguns meios rentáveis dessa profissão:

1. Visualizações no Youtube

É possível ganhar dinheiro se você produz vídeos com frequência e que conseguem atingir um número significativo de visualizações. O Youtube monetiza os vídeos de acordo com o engajamento no seu canal e então há um retorno financeiro pelo seu conteúdo.

2. Marcas patrocinadoras

A maioria das grandes marcas procuram grandes influenciadores(as) para serem patrocinados. Com isso, as influencers ganham os produtos da marca para divulgação, além de terem experiências pagas por essa empresa.

3. Postagem de conteúdos pagos

Você pode começar a fazer publicidade para marcas nos seus vídeos ou posts. Geralmente, a influenciadora cobra um valor por postagem para divulgar o produto, variando de acordo com o tanto de pessoas que serão atingidas.

4. Permuta

A permuta é a troca de favores e, apesar de não ganhar o dinheiro diretamente, você receberá produtos de grandes marcas em troca de divulgações. É uma ótima oportunidade para quem está começando.

5. Eventos

Você pode oferecer seus serviços para participar de eventos promovidos pelos setores de viagem, beleza e estilo. É possível cobrar por workshops e oficinas com dicas de produção de conteúdo.

Dependendo do número de seguidores que você atingir, também é possível participar de comerciais de grandes marcas, além de ter viagens e produtos totalmente pagos por organizações.

Como se tornar uma?

E se você pensa em se tornar uma influenciadora digital, confira 5 dicas do que fazer no começo:

1. Perder a timidez

Como essa profissão envolve muito a imagem pessoal e a divulgação de suas fotos e vídeos, é preciso perder a timidez para ser uma influenciadora. Isso vale para postar conteúdos com confiança e que passem credibilidade, e também para enfrentar as pessoas que desacreditarem no seu trabalho no início.

2. Defina seu conteúdo

Definir a temática do seu conteúdo é importante para que você tenha um norte do que produzir e saber qual público você procura atingir. Assim fica mais fácil definir suas pautas e fazer conteúdos direcionados para o seu nicho.

3. Busque referências

Se você não tem ideia de como tirar uma foto bem produzida ou não sabe como fazer um vídeo bacana, busque referências. Pode ser das suas digital influencers preferidas ou então de livros e tutoriais que nos ajudam a produzir um conteúdo de qualidade.

4. Materiais e equipamentos

Ao produzir seu conteúdo, invista em bons materiais e equipamentos, como câmeras, tripés, microfones e iluminação. A produção faz toda a diferença no resultado e os vídeos e as fotos passam maior credibilidade e profissionalismo quando são de qualidade.

5. Aplicativos de fotos

Antes de publicar suas fotos, você pode usar alguns aplicativos para corrigir a iluminação e dar alguns retoques na imagem. Basta baixar no seu celular e escolher um filtro específico como a estética do seu feed no Instagram.

Essas dicas completas podem ser acompanhadas no vídeo:

As dicas das digital influencers

Conversamos com três digital influencers que nos contaram sobre suas carreiras, falaram a respeito de seus conteúdos e deram algumas dicas para quem está começando. Confira!

Lai Bertodo, de São Paulo

Lai Bertodo, que veio do litoral para São Paulo, tem um perfil no Instagram com mais de 14 mil seguidores. Ela conta que começou combinando imagens e se inspirava nos feeds que mais gostava para produzir o próprio conteúdo. Ela passou a postar mais fotos e entrou no mundo da maquiagem depois que algumas pessoas passaram a comentar para ela aparecer mais no Instagram.

Lai, que sempre foi apaixonada por fotografia, comenta que não começou o feed com a intenção de ser uma influencer, mas algumas marcas a procuraram para divulgação e as coisas foram fluindo. Como pode ser visto em seu feed, as fotos são megaproduzidas, então ela usa os stories para compartilhar o que é real.

“Eu sempre busquei ser o mais autêntica possível, ainda mais quando saiu a atualização dos stories… A grande maioria das grandes influencers mostram a vida perfeita, nenhum defeito, tudo cor de rosa… E eu assistia e ficava triste, porque via que a minha realidade jamais seria igual a dela” – Lai Bertodo

Luma Jady de São Paulo

Luma Jady, que é modelo e influencer, gosta de falar de tudo através de suas redes sociais: política, looks de brechó, cabelo, saúde mental, religião, circo, teatro e tudo isso sem ser algo chato ou forçado.

Ela tem o Instagram há bastante tempo e hoje conta com mais de 6 mil seguidores. Luma afirma que ser ela mesma e mostrar o cotidiano de uma pessoa normal têm chamado a atenção das pessoas que a seguem. Sua paixão por modelar aliada às suas fotos já lhe renderam diversas oportunidades e propostas de trabalho.

“A dica que eu dou é “seja você”, essa é a dica mais importante. Seja real, não tente mostrar o que não é, as pessoas gostam disso. E poste muitos stories, o público gosta muito de quando a gente se comunica nos stories, conversa, faz enquete, perguntas, isso faz com que eles te conheçam mais e você conheça o seu público.” – Luma Jady

Karol Miranda, de Maringá

Bacharel em direito, Karol começou postando fotos de looks de provador em meados de 2017, conciliando a moda com o trabalho em outra área. Em 2018 ela decidiu tentar o contato com marcas locais para parcerias. Apesar de algumas recusas iniciais, diversas lojas aceitaram seu trabalho de divulgação e são suas parceiras até hoje.

Hoje Karol trabalha exclusivamente com produção de conteúdo, sempre busca se atualizar, diversificando suas postagens. Ela quer consolidar o seu público em uma cidade média antes de expandir para outros lugares.

“Seja autêntica, siga seus instintos e planeje o conteúdo que você vai produzir. Como qualquer outro trabalho, a produção de conteúdo exige organização, periodicidade e uma dose de criatividade para se destacar.” – Karol Miranda

As três produzem conteúdos diversos, de qualidade e estão sempre atualizadas utilizando as novas ferramentas do Instagram para conversar com o público. E tudo isso sem perder a autenticidade e o estilo!

Agora que você já sabe tudo sobre as digital influencers, pode procurar algumas para seguir ou, ainda, que tal começar a divulgar o seu próprio conteúdo?

Para você