Dieta da banana: como funciona, vantagens, cuidados e contraindicações

Escrito por
Em 28.08.19

iStock

Ao longo dos últimos anos, várias dietas foram ganhando “fama”, muitas delas prometendo um emagrecimento mais rápido e/ou métodos diferentes para chegar à perda de peso. Entre elas, está a dieta da banana, criada no Japão, por Sumiko Watanabe, e que depois se popularizou especialmente nos Estados Unidos, chegando também ao Brasil (mesmo que não de forma tão intensa, visto que a proposta ainda é desconhecida para muitos brasileiros).

Continua após o anúncio

A dieta propõe, basicamente, substituir o café da manhã pelo consumo de bananas acompanhadas de água, o que promete causar mais saciedade e, assim, promover o emagrecimento. Confira como funciona, quais são os riscos e se há benefícios neste tipo de dieta.

Como funciona a dieta da banana?

iStock

O principal lema dessa dieta é “começar o dia comendo banana”, mas, com sua popularização, ao que tudo indica, a dieta original foi sofrendo algumas adaptações: por exemplo, há quem diga que a pessoa deva comer quantas bananas desejar no café da manhã, enquanto outras alegam que o consumo deva ser de quatro unidades.

Há divergências também no que diz respeito à necessidade de se tomar líquido juntamente com as bananas no café da manhã. Tem quem diga que a água precisa ser consumida em temperatura ambiente; há quem defenda que devam ser tomados dois copos de água e não só um, entre outras variações.

Leia também: Conheça a nova dieta da proteína, com resultados motivadores e seguros

Fora a exigência de se comer apenas bananas no café da manhã, a pessoa está liberada para comer quase todos os alimentos nas outras refeições, claro que com moderação, com exceção de frituras, açúcar, álcool e leite – que não devem ser consumidos na dieta.

Uma orientação importante é que o jantar (que será a última refeição do dia) aconteça, no máximo, até as 20h, pois a pessoa deverá dormir até meia-noite (quanto mais cedo, melhor). E recomenda-se comer sempre conscientemente, mastigando bem os alimentos.

Vantagens da dieta

iStock

Continua após o anúncio

Proporcionar saciedade já no café da manhã, contribuindo para que a pessoa coma menos nas próximas refeições, pode ser visto como principal objetivo e vantagem da dieta da banana.

A banana é, sem dúvidas, uma fruta benéfica para a saúde. Cíntia Ferreira Chagas (CRM-SP 107.997), nutricionista parceira do Fácil Consulta, comenta que a banana é uma fruta que pode ser encontrada em todas as épocas do ano e possui aproximadamente de 90 a 120 Kcal em cada 100 g.

“É rica em potássio, fundamental ao organismo para manutenção do líquido intracelular e na prevenção de câimbras. Também é composta de vitaminas do complexo B, magnésio, fibras e triptofano (um aminoácido que influencia no humor e no controle pela compulsão por doces)”, diz.

Leia também: Exercício ou alimentação: o que é mais importante para perder peso?

Cíntia explica que a dieta da banana recomenda o consumo da fruta com água, isso forma um gel que estimula a saciedade, pois demora mais tempo para ser digerido. “Porém, na verdade, esse mecanismo ocorre com qualquer outra fruta rica em fibra. E, consumir apenas a fruta na refeição café da manhã trará um déficit calórico e nutricional, pois não terá outros nutrientes importantes para iniciar o dia”, comenta.

A orientação de se dormir cedo (no máximo até meia noite) é válida e, de fato, contribui para o processo de emagrecimento. “Um sono de qualidade é muito importante para a saúde. Dormir bem reduz os processos inflamatórios do organismo, melhora o metabolismo, melhora a disposição ao longo do dia por ajuda controlar os níveis de glicose sanguínea… Tudo isso contribui para um equilíbrio do organismo, que auxilia no processo de emagrecimento”, explica Camila Pedrosa (CRN 15858), nutricionista da clínica Viver Nutrição e Gastronomia.

Cintia acrescenta que, mais importante que dormir cedo, é a qualidade e a quantidade horas de sono. “A restrição do sono influencia na alimentação, fazendo com que se aumente a ingestão calórica, pois aumenta a produção de grelina (hormônio que é responsável pela geração de fome) e diminui a produção de leptina (o hormônio da saciedade)”, diz.

Levando em conta as principais orientações, Camila conclui que as principais vantagens da dieta da banana são: o fato de não ser uma dieta extremamente restritiva, pois ao longo do dia a pessoa pode consumir outros alimentos, e o fato desse alimento do café da manhã ser uma fruta que é rica em vitaminas, minerais e nutrientes.

Cuidados e contraindicações da dieta da banana

iStock

A dieta da banana também tem suas desvantagens. Camila explica que esta é uma dieta com pouca variedade de nutrientes em uma das principais refeições do dia. “Em um primeiro momento a pessoa não percebe essa falta, mas ao longo do tempo, essa pouca variedade de nutrientes pode ocasionar problemas de saúde e falta de disposição e energia para realizar as tarefas do dia a dia. O corpo humano precisa de todas as principais refeições bem equilibradas e isso requer a combinação dos macronutrientes como carboidrato, proteína e lipídeos.”, destaca.

Continua após o anúncio

Leia também: Reeducação alimentar: fuja dos regimes e adote um novo estilo de vida

Cíntia reforça que consumir apenas a fruta na refeição (café da manhã) trará um déficit calórico e nutricional, pois a pessoa não terá outros nutrientes importantes para iniciar o dia.

Além disso, ressalta Cintia, nem todas as pessoas podem consumir a fruta. “Pacientes renais crônicos não podem consumir devido à quantidade de potássio que a banana possui. Diabéticos também não devem comer, já que a banana é uma fruta rica em açúcar”, diz.

Outro cuidado importante diz respeito aos possíveis exageros. As pessoas que levarem “ao pé da letra” a ideia de que, no café da manhã, pode-se consumir quantas bananas desejar, tendem a cometer exageros, o que certamente dificultará o emagrecimento.

“Por ser rica em carboidratos, a banana é uma grande aliada para dar energia, além de aumentar a sensação de saciedade. Porém, o consumo em excesso aumenta muito o valor calórico das refeições, podendo causar um aumento de peso”, destaca Camila.

Cardápio da dieta da banana

iStock

É possível encontrar “diferentes versões” da dieta da banana, com poucas diferenças entre elas, mas a versão mais popularizada aqui no Brasil inclui:

Leia também: Por que eu não consigo emagrecer? Nutricionista aponta os 5 maiores erros

  • Café da manhã: deve-se consumir até quatro bananas acompanhadas de um ou dois copos de água em temperatura ambiente.
  • Almoço: pode-se comer basicamente tudo, diminuindo as quantidades e dando preferência a cereais integrais, peixes, legumes e verduras. São proibidas as frituras.
  • Lanche da tarde: três horas após o almoço, pode-se comer algo saudável, como uma fruta. Se houver vontade, vez ou outra, a pessoa pode até comer um doce, por exemplo, mas isso não deve ser um hábito.
  • Jantar: precisa ser feito no máximo até as 20h e deve-se dar preferência a cereais integrais, peixe, legumes e verduras, como no almoço.

Na dieta da banana, não há ceia. O jantar é a última refeição, inclusive para que a pessoa vá dormir o mais cedo possível.

Agora você já sabe como funciona a dieta da banana, quais são suas vantagens e, também, desvantagens. Vale lembrar que esta e nenhuma outra dieta “faz milagres”. O melhor caminho para o emagrecimento é a reeducação alimentar, preferencialmente acompanhada por um(a) nutricionista.

Continua após o anúncio

Além disso, dietas com propostas radicais e/ou restritas a poucos alimentos geralmente não oferecem resultados satisfatórios, pois a pessoa tende a enjoar do processo antes de alcançar seu objetivo.

“Para ter uma dieta equilibrada e que auxilie na perda de peso, é necessário a ingestão de alimentos variados, ricos em fibras, de preferência integrais, e que as principais refeições sejam compostas por todos os grupos alimentares. Portanto, consumir no café da manhã uma porção de banana é recomendado, porém deve-se estimular a diversificação de frutas ao longo do dia”, conclui a nutricionista Cíntia.

As informações contidas nesta página têm caráter meramente informativo. Elas não substituem o aconselhamento e acompanhamentos de médicos, nutricionistas, psicólogos, profissionais de educação física e outros especialistas.

Assuntos: Alimentação

Para você