Conheça o destination wedding e veja seus prós e contras

Conheça as vantagens e desvantagens do casamento que se realiza em um local diferente de onde os noivos são

Escrito por Giselle Coutinho

Foto: Thinkstock

O termo em inglês destination wedding significa que o casamento será realizado no exterior ou em um local diferente do de origem dos noivos. Este tipo de casamento está se tornando cada vez mais comum entre os brasileiros que estão percebendo a maravilha que é a oportunidade de aliar casamento, viagem dos convidados e lua-de-mel em uma cidade que os noivos amem.

A realização de destination weddings rumo à Europa é o desejo mais frequente, pois os países do chamado “Velho Mundo” abrigam castelos de arquitetura antiga rara de ser encontrada no Brasil e serviços diversos de alto padrão.

Um dos desafios de realizar um destination wedding, segundo Fernanda Silva, pioneira na organização deste tipo de evento para brasileiros, é conhecer e conciliar a cultura local e as idiossincrasias que os noivos têm e traduzem como expectativas com relação aos detalhes da celebração, principalmente quando esta se realiza fora do Brasil.

Destination weddings de diversos portes e orçamentos

Quem ouve falar pela primeira vez em destination weddings, principalmente quando se diz que o casamento será realizado fora do Brasil, acha que sua realização é um sonho muito distante de quem não tem recursos financeiros abundantes, porém isto não é verdade, pois basta adequar o porte da cerimônia.

Um destination wedding pode ser um mini-wedding, realizado só para os noivos, uma reunião íntima para poucos convidados ou, para quem tem um orçamento maior, uma festa grandiosa para muitos convidados.

Vantagens e desvantagens dos destination weddings

O lado legal

A maior vantagem de viajar para realizar o casamento é ter a certeza de que este será realizado em um local diferente do que se convive e que no futuro haverá a sensação de nostalgia. Cenário paradisíaco, natureza exuberante, cultura e história ricas: seja qual for a característica marcante do local, será memorável para os noivos e convidados.

Outro ponto positivo são as interações mais genuínas entre os presentes, já que o tempo de convivência dos mesmos será mais do que simplesmente o horário de duração da festa, podendo inclusive haver maior união entre as famílias do noivo e da noiva e os amigos, decorrente das possíveis refeições e atividades de lazer realizadas em conjunto.

Poder se sentir livre de culpa ao convidar somente quem realmente se deseja a presença é mais uma das vantagens, pois livra os noivos de aborrecimentos e cria um clima romântico e íntimo.

O lado chato

Mesmo que tudo seja planejado e avisado com antecedência – com um save the date com três meses de antecedência, nem todas as pessoas poderão abrir mão de suas rotinas para ir ao seu casamento, por isso, fazer do casamento uma viagem pode implicar em não contar com a presença de algumas pessoas muito queridas. Outro caso comum, são o dos idosos que têm limitações ou não se sentem a vontade de viajar.

De toda forma, caso os noivos resolvam entrar nesta aventura, o destination wedding bem planejado e organizado, com contratos firmes com diversos fornecedores locais que supram as necessidades e não deixem inseguranças ou com hotéis ou pousadas que se encarreguem de todo o conjunto de serviços necessários, garantirá a alegria do momento para todos e recordações únicas ao longo do “felizes para sempre” do casal.

Assuntos: Casamento, Planejamento

Dicas pela Web