Como usar a música para entrar no clima com o seu amor

Escolher a trilha correta é uma forma diferente de dar o tom da noite

Escrito por Carolina Werneck

Foto: Thinkstock

A música pode ser pano de fundo para as mais diversas situações da vida. Um jantar, um encontro, a formatura, enfim: quase tudo na vida tem uma trilha sonora. Ela também ajuda a manter a saúde mental e emocional, equilibrando nossas energias e nos deixando novinhas em folha. Basta pensar nas inúmeras vezes que você recorreu a canções conhecidas para ficar mais calma.

Se a música traz todos esses benefícios para o ser humano, por que não apostar nela para dar o tom daquela noite especial com o seu amor? Atenção, aí vão algumas dicas para usar o som a seu favor e não errar na hora de entrar no clima.

Saiba escolher sua trilha sonora

Não opte por músicas ou ritmos que te toquem muito profundamente. O objetivo não é te deixar emotiva ou melosa demais, mas preparar você e seu parceiro para outro tipo de fortes emoções. Tudo depende do clima que você deseja criar. Se quer um ar romântico para esse encontro, as músicas escolhidas precisam estar de acordo com a ideia: tente baladas com uma pegada mais sexy; se quer mais ação e menos romantismo, rocks melódicos podem ajudar e daí por diante.

Saiba escolher, também, de modo a não desagradar o rapaz. Para isso, tenha o cuidado de pesquisar os gostos musicais dele, porque cada pessoa se sente à vontade com um tipo de música diferente. Não adianta você adorar a trilha escolhida se seu parceiro não te acompanhar no gosto.

Fique de olho no volume do som

Vocês precisam, no mínimo, ouvir um ao outro, então não deixe o volume do som alto demais. Baixo demais, por sua vez, pode não ter o efeito desejado. Faça testes no ambiente antes do gato chegar, assim você poderá chegar à altura correta para obter uma trilha sonora perfeita.

Separe mais de uma música

Você provavelmente tem uma canção preferida. Se não tem, no mínimo tem alguma que considere sexy. Tudo bem, é compreensível. O que não pode acontecer é colocar apenas essa música para tocar, porque ela vai acabar e o clima será cortado pela metade.

Separe, portanto, várias faixas, formando uma sequência. Assim você não vai ficar preocupada com o final da música – e do encanto.

Siga uma lógica

Importante: sua sequência precisa seguir uma lógica. Em outros termos, ela precisa ser coerente. Não adianta colocar um rock seguido de uma música de axé, porque não vai colar. É mais provável que o gato comece a rir dessa disparidade. Ser eclética é bacana mas, nesse momento, tenha em mente que manter o clima inicial é fundamental para que a sequência funcione da maneira desejada.

Use o “repeat”

Por fim, se já tiver queimado muitos neurônios e, ainda assim, não conseguir se lembrar de mais que umas poucas músicas, não hesite em colocar a seleção para ser repetida. Desde que ela seja razoavelmente longa, ouvi-la repetidamente não será tarefa enjoativa. Além disso, repetir a sequência garante que você terá o mesmo clima mantido do começo ao fim da noite.

Assuntos: Relacionamentos

Dicas pela Web