Como devo lidar com cada tipo de choro da criança?

De acordo com pesquisadores, é preciso saber reagir a cada tipo de choro da criança

Escrito por Carolina Werneck

Foto: Thinkstock

Quando um bebê chora, pais, babás, avós e quem mais estiver por perto começa uma missão para tentar entender o que está havendo e como faze-lo parar. Quanto mais novo o bebê, mais difícil será identificar o motivo do choro – e deter as lágrimas do pequeno.

Bebês choram por motivos variados, e a ciência ainda não conseguiu explicar todos eles. No entanto, alguns especialistas têm desenvolvido estudos nesse sentido e já conseguem alguns avanços. De acordo com o neurocientista comportamental Michael Potegal, da University of Minnesota Medical School, há três motivos básicos que podem desencadear o choro de um bebê: tentar chamar a atenção, conseguir um objeto ou um tipo de ação ou tentar escapar de uma ordem proveniente de um adulto. Como lidar com cada uma dessas situações?

Chamar a atenção

Muitas vezes, quando a criança começa a chorar sem motivo algum, especialmente se ela já não é um bebê tão novinho, pode ser que ela queira apenas chamar a atenção de quem está em volta, possivelmente os pais ou pessoas próximas. Esse tipo de comportamento se dá principalmente em bebês que já não são tão novinhos e já têm alguma noção do espaço à sua volta.

Para Potegal, o melhor a fazer em uma situação como essa é certificar-se de que realmente não há nada errado com o bebê e, em seguida, ignorá-lo deliberadamente. Ele diz que os pais não devem dar a atenção que a criança está reivindicando, para que ela não entenda esse tipo de comportamento como eficaz, nas próximas vezes.

Solicitar um objeto ou uma ação

Outra situação comum é que a criança chore para conseguir que você dê a ela um objeto – como um brinquedo – ou a permissão para realizar uma atividade específica – como subir em uma mesa, dirigir o carro do pai ou mudar o canal da televisão, por exemplo. Potegal afirma que a reação dos pais deve ser a mesma, nesse caso, que a utilizada para a situação em que o bebê chora para ganhar a atenção.

”Ceder ao choro da criança ensina a ela que a maneira correta de conseguir sua permissão é fazer escândalo”, explica o especialista. Essa é a famosa “manha”, que leva muitos pais àquela vergonha épica de ver os filhos se jogando no chão do supermercado para ganharem um chocolate, por exemplo.

Escapar a uma ordem direta dada por um adulto

Diferentemente dos demais comportamentos de choro, quando a criança chora para não obedecer a uma ordem recebida de um adulto – como para ir tomar banho, dormir ou comer – ela não deve ser ignorada. Para Potegal, esse tipo de choro é uma forma de adiar a execução da ordem recebida, ainda que de forma inconsciente.

Quando a criança age dessa forma, os pais precisam encontrar uma forma de fazê-la obedecer imediatamente à ordem dada. Potegal sugere que o adulto explique à criança, antes que o choro comece, que caso haja manha ele vai contar até três, pegar na mão da criança e realizar a tarefa junto com ela. O neurocientista explica que “as crianças detestam isso, porque interfere na autonomia delas”. No entanto, tudo deve ser feito sem usar de violência ou mesmo agressividade no tom de voz. Além disso, muito importante, caso a birra já tenha começado a explicação não adiantará nada.

Assuntos: Bebês

Dicas pela Web