5 coisas que podem estar deixando seu cabelo mais oleoso e você nem imagina

Até mesmo o excesso de lavagens pode estar piorando esse problema

Escrito por Raquel Praconi Pinzon

Foto: iStock

Você já aceitou que seu cabelo é oleoso e, justamente por isso, usa shampoos específicos, só passa condicionador no comprimento e evita água muito quente, mas mesmo assim seus fios vivem com aquela aparência como se você não os lavasse há semanas?

Pode ser que a causa desse aumento da oleosidade esteja em um hábito que você nem imagine. Conheça cinco coisas que podem estimular a produção de óleo pelo couro cabelo e piorar esse problema:

1. Acúmulo de resíduos de produtos

Foto: iStock

Por mais que você lave seu cabelo, alguns produtos como finalizadores, leave-ins e shampoos secos podem ser mais difíceis de remover completamente e, com o tempo, eles acabam se acumulando. O problema é que esses resíduos podem causar irritações no couro cabeludo, o que faz com que ele produza mais óleo ou descame.

Se você sentir que esse é o seu caso, procure utilizar um shampoo antirresíduos uma vez por semana se o seu cabelo for muito oleoso ou uma vez a cada 15 dias caso o problema não seja tão grave.

2. Lavar em excesso

Foto: iStock

Pois é, você só queria deixar seu cabelo limpinho e livre de óleo, mas saiba que lavar os fios com muita frequência pode causar o efeito contrário. Isso acontece porque, quando a oleosidade natural é removida, o couro cabeludo pode querer “compensar” essa perda produzindo ainda mais óleo.

Leia também: Quantas vezes por semana você deve lavar os cabelos?

Para evitar esse efeito rebote, você pode substituir algumas lavagens tradicionais pelo shampoo seco, que tem um menor poder de remoção do óleo. Vale lembrar que esse produto também não deve ser usado com tanta frequência, pois ele pode deixar resíduos que irritam o couro cabeludo, aumentando a oleosidade.

3. Ficar passando a mão no cabelo

Foto: iStock

A gente nem percebe e acaba passando a mão no cabelo várias vezes ao dia. O problema é que esse hábito faz com que levemos o óleo, o suor, os microrganismos e todos os outros resíduos que estão em nossas mãos diretamente para os nossos fios.

Se este é o seu caso, você pode tentar se controlar para evitar esse hábito ou, pelo menos, se lembrar de lavar as mãos antes de tentar ajeitar o cabelo.

4. Não limpar a escova corretamente

Foto: iStock

Depois de arrumar o cabelo, é necessário fazer uma boa limpeza na escova ou no pente que utilizamos. Além de ficar cheios de fios que caíram, esses objetos também podem acumular resíduos, poeira e, é claro, óleo.

Caso sua escova ou pente não estejam devidamente limpos, você vai acabar transferindo todas essas sujidades para o seu cabelo – e espalhando-as por todo o comprimento! Por isso, sempre remova os fios que ficaram enroscados e faça limpezas regulares nos seus apetrechos.

Leia também: 11 coisas que só quem tem cabelo oleoso vai entender

5. Usar a mesma fronha por muito tempo

Foto: iStock

Da mesma forma que acontece com as escovas e os pentes, sua fronha também acumula óleo, células mortas, suor e microrganismos. Uma noite de sono não vai ser suficiente para deixar a fronha inutilizável, porém, caso você passe muito tempo sem trocá-la, ela pode acabar transferindo todos esses resíduos para a sua cabeça de volta.

Por isso, o ideal é usar a fronha (e o restante da roupa de cama) por no máximo uma semana. Depois desse período, é necessário lavar todas as peças.

Caso essas dicas não ajudem você a identificar o que está aumentando a oleosidade do seu cabelo, é sempre recomendável que você consulte um dermatologista para saber quais são as melhores opções de tratamento para o seu caso.

Assuntos: Cabelos

Para você