7 benefícios da cúrcuma ou açafrão-da-terra e como utilizá-la no dia a dia

Principal componente do curry, a cúrcuma oferece muitas vantagens para o nosso organismo

Escrito por Raquel Praconi Pinzon

Foto: iStock

A cúrcuma é uma planta da mesma família do gengibre, originária da Índia e da Indonésia. Depois de secas, as raízes da cúrcuma são transformadas em um pó, também chamado de cúrcuma, utilizado como tempero.

O pó das raízes da cúrcuma é o principal ingrediente do curry, a famosa mistura de especiarias indiana utilizada em diversos pratos com origem nessa culinária. Além de ser muito utilizado na cozinha, esse pó também é conhecido por suas propriedades medicinais, principalmente por ter ação antioxidante e anti-inflamatória.

Um cuidado que devemos ter ao comprar a cúrcuma é que ela também pode ser chamada de açafrão-da-terra, mas não devemos confundi-la com o açafrão.

A cúrcuma (ou açafrão-da-terra) é um pó laranja vendido em saquinhos ou a granel nos supermercados e feiras, com preço geralmente acessível. O açafrão, por sua vez, é um pó vermelho, vendido em empórios especializados e com preço bem mais elevado.

Conheça alguns dos principais benefícios da cúrcuma já comprovados pela ciência e saiba como utilizar esse tempero no seu dia a dia:

Leia também: 7 benefícios incríveis da pimenta e receitas práticas para incluí-la na sua alimentação

1. Efeitos anti-inflamatórios

Foto: iStock

Embora a inflamação seja um processo que ajuda nosso organismo a combater micro-organismos maléficos e partículas estranhas, ela pode trazer problemas graves ao se tornar crônica.

A cúrcuma contém curcumina, uma substância com um forte poder anti-inflamatório. Esse componente atua nos mecanismos celulares e consegue bloquear processos relacionados a doenças associadas à inflamação crônica, como diversos tipos de câncer, síndrome metabólica e o mal de Alzheimer (1).

2. Propriedades antioxidantes

Foto: iStock

Os radicais livres são componentes que reagem com ácidos graxos, proteínas e o próprio DNA, causando a oxidação. Esse processo leva a danos que estão relacionados ao envelhecimento e ao surgimento de muitas doenças, incluindo o câncer.

A curcumina presente no açafrão-da-terra ajuda a combater a ação dos radicais livres de duas formas: sua estrutura química consegue neutralizar essas moléculas prejudiciais e ela ainda estimula o bom funcionamento dos mecanismos antioxidantes do nosso organismo (2, 3).

3. Proteção das funções cerebrais

Foto: iStock

Alguns estudos demonstraram que a curcumina pode aumentar os níveis cerebrais do hormônio BDNF, um dos responsáveis pela formação de novas conexões entre os neurônios e também pelo desenvolvimento de novas células desse tipo (4).

Leia também: Benefícios do consumo de gengibre

A deficiência de BDNF parece estar envolvida com uma tendência maior ao desenvolvimento de depressão e mal de Alzheimer (5, 6). Dessa forma, o açafrão-da-terra pode ajuda a combater essas doenças, além de outras condições relacionadas ao envelhecimento.

4. Redução do risco de doenças cardíacas

Foto: iStock

A curcumina exerce um efeito positivo no endotélio, a camada celular que reveste internamente as câmaras do coração, artérias, veias e vasos linfáticos, contribuindo para a regulação da pressão sanguínea e da coagulação (7).

Além disso, as propriedades anti-inflamatórias e antioxidantes dessa substância também são fatores importantes na prevenção de doenças cardíacas.

5. Prevenção e combate ao câncer

Foto: iStock

No caso dos diferentes tipos de câncer, as pesquisas indicam que a curcumina pode prevenir e até mesmo tratar alguns tumores por meio de vários mecanismos de ação. Para o tratamento, existem estudos que sugerem que essa substância pode reduzir o crescimento de um tumor e a sua disseminação molecular (8).

Além disso, foram encontrados indícios de que esse componente seria capaz de reduzir a metástase (quando o câncer se espalha) e impedir o desenvolvimento de vasos sanguíneos no tumor, de forma a contribuir para a destruição dessa massa de células malignas (9).

Leia também: Conheça temperos diferentes e saiba como utilizá-los nas suas receitas

No campo da prevenção, os pesquisadores observaram que o consumo diário de 4 gramas de curcumina está relacionado a uma redução de 40% no número de lesões benignas localizadas no intestino grosso, as quais poderiam se tornar um câncer de cólon (10).

6. Alívio dos sintomas da artrite

Foto: iStock

O efeito benéfico da cúrcuma nos processos inflamatórios também contribui para o alívio dos sintomas da artrite, que consiste na inflamação das articulações.

Em pacientes com artrite reumatoide, o uso da curcumina se mostrou ainda mais eficiente do que o anti-inflamatório tradicional, aliviando a rigidez e o inchaço (11).

7. Combate à depressão

Foto: iStock

Entre outros fatores, a depressão está relacionada a uma redução nos níveis do hormônio BNDF e ao encolhimento do hipocampo, uma área do cérebro envolvida na aprendizagem e na memória.

Alguns estudos mostram que a curcumina pode elevar os níveis do BNDF, o que ajudaria a reverter essas alterações ligadas à doença (12). Além disso, essa substância também pode melhorar a ação da serotonina e da dopamina, neurotransmissores ligados à sensação de bem-estar e relaxamento (13).

Leia também: Mostarda previne o câncer e oferece outros benefícios surpreendentes

Como utilizar o açafrão-da-terra ou cúrcuma

Foto: iStock

Como a cúrcuma é um dos ingredientes mais importantes do curry, uma das formas mais fáceis de utilizá-la no seu dia a dia é adicionar esse tempero aos seus pratos. Ele combina com carne vermelha, frango, molhos, sopas, arroz e verduras e legumes cozidos.

Se preferir utilizar a cúrcuma pura, feita a partir da raiz, você deve apenas regular a quantidade, pois ela é bastante picante e seu sabor vai se sobressair aos demais. Esse tempero só não combina muito bem com os doces e receitas de sabor muito leve.

É possível também utilizar esse pó para fazer uma infusão: adicione 1 colher de café de cúrcuma a 150 ml de água fervente e deixe repousar por 10 minutos antes de tomar. Recomenda-se beber 3 xícaras por dia entre as refeições.

Além disso, a cúrcuma também pode ser utilizada para fazer um gel com propriedades anti-inflamatórias. Para isso, misture 1 colher de sopa de babosa com meia colher de chá do pó e aplique sobre as inflamações na pele, como a psoríase.

Apesar de todos os seus benefícios, a cúrcuma não é recomendada para pacientes que tenham pedras na vesícula ou que estejam tomando medicamentos anticoagulantes. Caso você esteja grávida ou amamentando, sempre consulte seu médico antes de iniciar o uso de qualquer substância com finalidades terapêuticas.

Assuntos: Alimentação

Dicas pela Web
Comentários