8 alternativas naturais para substituir o açúcar na sua alimentação

Quer reduzir o consumo de açúcar refinado, mas não resiste a um docinho? Conheça 8 produtos naturais para substituir esse ingrediente

Escrito por Raquel Praconi Pinzon

Foto: iStock

O açúcar refinado é um dos piores ingredientes que consumimos atualmente. Diversas pesquisas já associaram essa substância a uma série de doenças, como obesidade, diabetes, problemas cardíacos e câncer.

Ainda assim, consumimos muito mais açúcar do que deveríamos, pois ele é adicionado a uma imensidade de produtos industrializados, principalmente refrigerantes, doces e biscoitos recheados.

Conforme nos mostram algumas pesquisas, o açúcar interfere no funcionamento dos hormônios que regulam a fome e a saciedade, fazendo com que sejam consumidas mais calorias do que o necessário – e, consequentemente, provoca o ganho de peso.

Além disso, o açúcar prejudica o metabolismo, levando a um aumento nas taxas de insulina no sangue e no acúmulo de gordura.

Como se não bastasse, o açúcar ainda pode causar dependência, pois ele libera dopamina na área de recompensa do cérebro, agindo da mesma forma que drogas ilegais, de acordo com um estudo realizado nos EUA.

Leia também: Açúcar de coco: um adoçante natural rico em vitaminas

Se você busca uma alimentação mais saudável sem abrir mão do sabor doce, confira algumas alternativas naturais ao açúcar refinado:

1. Stevia

Foto: iStock

A stevia é um adoçante natural extraído das folhas de um arbusto nativo da América do Sul, o Stevia rebaudiana. Ela não tem calorias e não está associada a nenhuma doença cardíaca nem à obesidade.

Além disso, algumas pesquisas mostraram que a stevia tem efeitos positivos para a saúde, como reduzir o açúcar do sangue e a pressão arterial.

2. Xilitol

Foto: iStock

O xilitol é um composto extraído do milho ou da casca da bétula. Sua doçura é similar à do açúcar, com a diferença de apresentar apenas 2,4 calorias por grama – enquanto o açúcar apresenta 4 calorias por grama.

Diversos estudos mostram que seu consumo está relacionado a benefícios como a diminuição do risco de cáries dentárias e a proteção contra a osteoporose.

Leia também: Cacau em pó: benefícios que vão além da sensação de bem-estar

3. Eritritol

Foto: iStock

O eritritol é quimicamente semelhante ao xilitol, mas ele contém apenas 0,24 caloria por grama, ou seja, apenas 6% das calorias do açúcar.

Essa alternativa não está relacionada ao aumento do açúcar e da insulina no sangue, nem ao aumento dos níveis de colesterol e triglicerídeos, sendo especialmente indicado para pessoas obesas ou diabéticas.

4. Xarope de batata-yacon

Foto: iStock

O yacon é um tubérculo originário da Cordilheira dos Andes. Parecido com uma batata, ele dá origem ao xarope de yacon, uma substância doce e de consistência viscosa.

O xarope de yacon tem um terço das calorias do açúcar e é rico em fruto-oligossacarídeos, um composto capa de alimentar as bactérias benéficas que habitam nosso intestino, colaborando para a perda de peso.

5. Açúcar de coco

Foto: Getty Images

O açúcar de coco é extraído da seiva do coqueiro. Apesar de ter a mesma quantidade de calorias que o açúcar comum, essa alternativa contém nutrientes como ferro, zinco, cálcio e potássio.

Leia também: Dietas sem glúten, lactose e açúcar: vantagens e desvantagens

Vale destacar que o açúcar de coco é rico em frutose, que é uma das substâncias responsáveis pelo açúcar refinado ser maléfico para a saúde. Por isso, recomenda-se que ele seja consumido com moderação.

6. Mel

Foto: Getty Images

O mel tem propriedades antioxidantes, ajudando a diminuir o risco de doenças cardiovasculares e câncer.

Apesar disso, seu consumo deve ser moderado, pois, assim como o açúcar de coco, ele também é rico em frutose.

7. Maple syrup

Foto: iStock

O maple syrup, ou xarope de bordo, contém 24 tipos de antioxidantes diferentes, o que é benéfico para o nosso organismo, além de conter minerais como cálcio, potássio, zinco, ferro e magnésio.

Porém, o maple syrup é rico em açúcar. Assim, ele é “menos ruim” do que o açúcar refinado, mas deve ser consumido com moderação.

Leia também: Saiba o que é índice glicêmico e por que conhecê-lo é tão importante

8. Melaço

Foto: iStock

O melaço é um líquido escuro e doce com uma consistência pegajosa e similar à de um xarope. Ele pode ser obtido a partir da cana-de-açúcar ou do açúcar de beterraba.

Essa alternativa contém vitaminas, minerais e antioxidantes, sendo uma alternativa mais saudável do que o açúcar refinado, mas ainda é uma forma de açúcar e não deve ser consumida em excesso.

Quando se trata de alternativas para substituir o açúcar refinado, é possível recorrer a opções que possuem menos calorias e menos efeitos prejudiciais.

Porém, é preciso ter em mente que “ser natural” não quer dizer, necessariamente, que o produto é livre de efeitos indesejáveis, como acontece com o açúcar de coco, o mel, o maple syrup e o melaço. No fim das contas, você já sabe: os doces devem sempre ser consumidos com moderação.

Dicas pela Web