Descubra o que é, para que serve e como usar o ácido mandélico

Escrito por
Em 09.12.20

iStock

Clarear manchas, tratar espinhas e deixar o rosto com aspecto jovem: esses são apenas alguns dos benefícios promovidos pelo ácido mandélico. Para conhecer mais sobre o atual queridinho de quem ama uma pele bonita, para que serve e quais são suas contraindicações, conversamos com a dermatologista Dra. Gabriela Horn (CRM 42018 RQE 29198). Confira!

Continua após o anúncio

O que é ácido mandélico?

iStock

Conforme a Dra. Gabriela, o ácido mandélico faz parte de um grupo de moléculas conhecidas como alfa-hidroxiácidos (AHA). Esse é um grupo de substâncias naturais ou sintéticas que podem ser encontradas em frutas e outros alimentos e que vem sendo estudadas no tratamento de pele por promover sua renovação, hidratação e firmeza. Ele é utilizado principalmente em tratamentos de fotoenvelhecimento, acne e hiperpigmentação.

Para que serve o ácido mandélico

  1. Atua na renovação celular: o ácido mandélico acelera o processo de renovação celular, agindo como um potente esfoliante e eliminando as células mortas.
  2. Clareia a pele: poderoso despigmentante, o ácido atua na camada epidérmica da pele, bloqueando a síntese de melanina e favorecendo uma tonalidade uniforme.
  3. Promove produção de colágeno: um dos motivos pelos quais o ácido mandélico melhora a aparência da pele é o estímulo na produção de colágeno, que é a principal proteína encontrada na pele e no tecido conectivo.
  4. Tem ação antibacteriana: combate as bactérias Proprionibacterium acnes, que estão envolvidas no processo da acne.
  5. É ideal para peles sensíveis: o ácido mandélico é menos agressivo para a pele quando comparado a outros alfa-hidroxiácidos.

Não é por acaso que o ácido mandélico tem sido cada vez mais utilizado. Em vista de suas propriedades, ele é indicado como um auxiliar no tratamento da acne, no rejuvenescimento e em hiperpigmentações cutâneas, como o melasma.

Como usar

O produto deve ser utilizado durante a noite, na pele limpa e seca. No dia seguinte, ele deve ser removido durante a limpeza do rosto. Após seu uso, utilizar protetor solar é fundamental.

Onde comprar

O ácido mandélico pode ser encontrado em alguns cremes prontos ou manipulados, além de ser um ativo bastante utilizado em peelings químicos realizados em consultório. Ele pode ser comprado sem receita em farmácias, mas o ideal é que seja indicado pelo seu médico dermatologista, que irá avaliar sua pele e prescrever um produto adequado para as suas necessidades.

Cuidados e contraindicações

Esse produto é contraindicado para gestantes, lactantes, pele com lesões e sensibilidade ao ácido mandélico. Deve ser evitado também por pacientes que estejam com a pele bronzeada, apresentando eritema solar, que usem cera depilatória e estejam em tratamento com isotretinoína.

Se você ama saber mais sobre cosméticos e demais produtos voltados para a área da beleza, não deixe de conferir também todas as informações sobre o ácido hialurônico, que é ótimo para o combate às rugas!