7 problemas de saúde que o consumo do refrigerante pode causar

Conheça as possíveis doenças que podem ser adquiridas por conta do consumo excessivo de refrigerantes

Escrito por

Foto: Thinkstock

Publicidade

Os refrigerantes, independente das suas marcas ou características como ser de fruta, “diet”, “light” ou “zero” são conhecidos por ser, tanto uma bebida apreciada e que está presentes em diversas situações sociais, quanto uma bebida perigosa para a saúde humana, já que contém inúmeras substâncias que causam danos ao organismo.

Michelle Schoffro, cozinheira, mestre em ciências, PhD, consultora nutricional e médica ortomolecular, em seu livro The Vitality Diet, ainda sem versão em português, categorizou os refrigerantes diet e os não diet respectivamente no primeiro e segundo lugar da lista dos piores alimentos que deveriam ter o consumo reduzido ou abolido pelo ser humano.

Confira a seguir as sete formas que o consumo de refrigerantes age prejudicialmente com relação à saúde e conscientize-se para evitar problemas futuros:

1 – Asma

O benzoato de sódio encontrado em grande parte dos refrigerantes é associado por muitos profissionais da área médica e da comunidade científica à causa de asma e eczema. Assim sendo, quem já tem asma ou eczema, deve evitar este produto para não ter crises intensificadas e quem não quer arriscar desenvolver estas doenças, deve fugir do consumo regular de refrigerantes.

2 – Cárie dentária

O ácido e o açúcar encontrados em refrigerantes podem respectivamente dissolver o esmalte do dente e ser fonte de alimento para bactérias bucais causadores da cárie. Apesar de a cárie dentária parecer ser um problema simples de ser resolvido, caso se desenvolva de forma drástica pode afetar o nervo e a raiz do dente, o que além de causar dor pode levar à perda do dente. Assim sendo, quem quer ter dentes bonitos e saudáveis deve evitar beber refrigerantes ou, no mínimo, escovar os dentes imediatamente após seu consumo.

3 – Doença cardíaca

A presença do o xarope de milho com seu alto teor de frutose é um agravante com relação à composição da bebida, pois esta substância é produzida através da combinação do milho com enzimas artificialmente combinadas que fazem o corpo viciar-se.

O consumo excessivo desta substância super doce, por descontrole induzido no organismo, provoca diabetes e consequentemente, problemas cardiovasculares.

4 – Problemas renais

O ácido fosfórico presente em refrigerantes é causador de pedras nos rins e problemas renais, pois para manter o equilíbrio do corpo este ácido obriga os rins a aguentarem a sobrecarga de atividade.

5 – Obesidade

Há uma estreita relação entre o consumo de refrigerantes e obesidade. Estima-se que para cada refrigerante bebido, o indivíduo tem 1,6 vezes mais probabilidade de ser obeso.

Publicidade

A composição do xarope de milho com alto teor de frutose, presente nos refrigerantes, é considerado um dos principais causadores da obesidade, pois inibe a leptina, hormônio responsável por informar a saciedade alimentar ao corpo.

6 – Questões reprodutivas

Muitos refrigerantes são envasados em embalagens que contém ABP ou bisfenil-A, uma resina que é associada ao desenvolvimento de puberdade precoce e outros problemas reprodutivos.

7 – Osteoporose

O ácido fosfórico encontrado em refrigerantes, já mencionado por afetar os rins, também prejudica os ossos, pois para o equilíbrio químico a substância retira cálcio do corpo, que ao longo do tempo pode causar degenerações severas.

Este conteúdo foi útil para você?
SimNão

As informações contidas nesta página têm caráter meramente informativo. Elas não substituem o aconselhamento e acompanhamentos de médicos, nutricionistas, psicólogos, profissionais de educação física e outros especialistas.

Assuntos: Alimentação