Dicas de Mulher Dicas de Comportamento

10 perguntas que todo casal deve se fazer antes do “sim”

O casamento pressupõe uma série de fatores, dos quais o casal precisa estar ciente

em 23/08/2013

Foto: Thinkstock

Quando um relacionamento amoroso funciona em seu período de “teste” – que conhecemos por namoro -, nada mais natural que pensar em levar o compromisso a níveis mais profundos. O casamento, ou a simples decisão de dividir o mesmo teto, parece ser a celebração de uma união que deu certo e, por isso, seria uma consequência lógica para um casal que se ama. Mas é necessário considerar diversos fatores antes de marcar a data e subir ao altar.

1 – Nossos objetivos, em longo prazo, são parecidos ou caminham em direções opostas?

Para que um casamento dê certo, o casal precisa ter objetivos de vida afinados. Isso porque decisões como morar em uma ou outra cidade, investir em um negócio X ou mesmo ter ou não ter filhos precisam ser tomadas em conjunto e serão motivo de constantes desentendimentos, se cada um quiser uma coisa.

2 – Como nos relacionamos quando estamos sozinhos?

Algumas relações tendem a ser mais dinâmicas quando o casal está inserido em um contexto social, com os amigos ou a família, e deixam de funcionar quando os parceiros estão a sós. Observem se vocês continuam se dando bem quando não há mais ninguém por perto; se a resposta for negativa, talvez seja melhor repensar a ideia de casamento, porque ele pressupõe que vocês passarão bastante tempo a sós.

3 – Costumamos trabalhar em equipe?

Além de objetivos em comum e de uma relação bacana, os parceiros precisam cultivar o hábito de trabalhar juntos no dia a dia. Isso significa que um precisa ajudar o outro nas diversas tarefas, sejam elas de ordem doméstica ou financeira, ao invés de esperar que o outro faça tudo sozinho. Em outras palavras, é fundamental que ambos joguem pelo mesmo time.

5 – Estamos financeiramente afinados?

Aqui há duas situações possíveis: ou o casal quer uma vida desprendida de compromissos financeiros, como financiamento de casa e carro, ou o casal quer esses compromissos. Contanto que ambos queiram a mesma coisa, tudo bem. O problema é quando um pretende comprar uma casa, enquanto o outro prefere gastar com aquela viagem de férias. Além de ser capaz de se sustentar, é preciso que o casal queira investir dinheiro nas mesmas coisas.

6 – Brigas e discussões são comuns?

A partir do momento em que o casal passa a dividir a mesma casa, dormir e acordar junto, é uma tendência natural que as discussões aumentem de frequência. Por isso, se vocês já brigam bastante morando separados, há uma grande chance de que a convivência se torne difícil após o casamento. Repensem o tipo de relação de vocês antes de dizer “sim”.

7 – Como nos relacionamos com a família um do outro?

O entrosamento com a família do seu parceiro é fundamental, uma vez que ela será também sua família, depois do casamento. Do mesmo modo, que ele tenha um relacionamento bacana com a sua família ajuda bastante a diminuir os riscos de desentendimentos desnecessários.

8 – Estamos conscientes das renúncias que precisam ser feitas para que o casamento funcione?

Uma vida a dois exige que ambos os lados cedam, em algum momento, e que ambos os lados entendam que é preciso renunciar aos privilégios próprios da solteirice, em prol do bem-estar do matrimônio.

9 – Conhecemos e respeitamos a opção religiosa do outro? Isso será um problema na hora de criar nossos filhos, por exemplo?

Pode não parecer, mas a afinidade de crenças religiosas poderá ser uma mão na roda para que o casal se entenda. Quando chegam os filhos, por exemplo, os parceiros desejarão cria-los de acordo com alguma doutrina e, se não estiverem de acordo sobre como isso funcionará, poderão ter problemas.

10 – Temos mais que apenas amor?

Pode soar pessimista, mas não é mais que a verdade: o amor não é o bastante para manter um casamento duradouro. É preciso que haja amizade, confiança e cumplicidade entre os parceiros, que são sentimentos sólidos sobre os quais se pode construir uma vida a dois.

Comentários
Dicas relacionadas