Hemorroida na gravidez: saiba quais os sintomas e como prevenir

Escrito por
Em 04.08.20

iStock

A hemorroida na gravidez é comum e atinge cerca de 20% das mulheres, devido às modificações que ocorrem no corpo nesse período. Os sintomas variam desde ardor até sangramento, causando dor e desconforto. Consultamos a ginecologista e obstetra Dra Débora Hidalgo (CRM 133.706) para tirar dúvidas e orientar sobre como prevenir e tratar a doença. Acompanhe na matéria!

Continua após o anúncio

Índice do conteúdo:

Por que aparecem hemorroidas na gravidez?

A obstetra explica que o aparecimento de hemorroidas na gravidez “é algo comum por conta de algumas modificações que ocorrem no corpo da mulher neste período. A hemorroida é a dilatação de veias do plexo hemorroidário que se localizam na região do reto (porção inferior) e/ou região anal.”

“Quando o útero cresce, ele comprime vasos que são responsáveis pelo transporte do sangue da região pélvica e membros inferiores de volta ao coração (retorno venoso). Esta compressão dificulta o retorno venoso, o que gera uma sobrecarga nas veias deste plexo, causando sua dilatação”, explica Dra Débora.

“Além disso, a movimentação do intestino da grávida é mais lento, pela ação do hormônio progesterona. Isso faz com as fezes fiquem mais ressecadas e a mulher precise fazer força para evacuar, aumentando ainda mais a sobrecarga. Esses dois fatores, retorno venoso prejudicado e constipação, associados à predisposição genética da mulher em questão, são os principais fatores para o aparecimento das hemorróidas durante a gravidez”, complementa.

Sobre os sintomas, a obstetra comenta que “podem variar, mas em geral apresentam coceira, ardor e, quando a dilatação é maior, podem sentir dor e uma ‘bolinha’ na região anal. Durante a evacuação, podem sentir dor local e o mamilo hemorroidário pode apresentar sangramento.”

Dra Débora alerta: “ao apresentar essas queixas, a paciente deve comunicar seu obstetra para que possa ser avaliada durante o exame físico e, se necessário for, ser encaminhada para um colega proctologista, médico especialista em patologias desta região.”

Como evitar hemorroida na gravidez

iStock

Segundo a obstetra, fatores não mutáveis, como predisposição genética e aumento uterino durante a gestação, contribuem para o aparecimento da hemorroida. “O que podemos tentar fazer é reduzir a chance da mulher apresentar constipação e fezes ressecadas”, explica. Confira, abaixo, cuidados que podem ajudar a prevenir e amenizar os sintomas:

  • Tomar bastante água: a água ajuda a lubrificar as paredes intestinais, favorecendo a movimentação do bolo fecal e facilitando a passagem das fezes até a evacuação.
  • Aumentar a ingestão de fibras: uma alimentação rica em fibras é primordial para a gestante produzir fezes saudáveis e ter mais facilidade ao evacuar. Portanto, é fundamental ingerir frutas, legumes e verduras, além de cereais integrais.
  • Evitar alimentos com pimenta: a pimenta não causa hemorroida, mas pode potencializar os sintomas de quem já tem a doença. O alimento irrita a mucosa intestinal e anal, causando inchaço, dor e até mesmo sangramento, no caso de vasos dilatados ou inflamados na região.
  • Praticar atividade física: a obstetra comenta que a realização de atividade física sob orientação médica pode melhorar os movimentos peristálticos intestinais.
  • Evitar fazer força ao evacuar: esse processo pode traumatizar as veias do ânus, causando mais dor e sangramentos.

Seguindo essas orientações, é possível diminuir as chances da gestante apresentar constipação, fezes ressecadas ou piorar o quadro, caso já tenha a doença em estágio inicial.

Continua após o anúncio

Tratamentos

Tratar a hemorroida na gravidez é simples, mas é sempre importante que haja acompanhamento médico, para prescrição do tratamento mais adequado de acordo com cada caso.

“No caso da gestante, o tratamento preconizado é clínico, que se baseia em realização de banhos de assento, pomadas analgésicas e medicações específicas, na tentativa de melhora da inflamação e circulação das veias dilatadas”, orienta Dra Débora.

Mais dúvidas respondidas sobre hemorroida na gravidez

Há muitas dúvidas acerca do aparecimento da hemorroida, principalmente durante o período gestacional. A seguir, confira as principais delas respondidas pela obstetra:

A hemorroida na gestação prejudica o bebê? Dra Débora informa que “ter hemorroidas na gestação não prejudica o bebê, pois elas são resultados de modificações que acontecem apenas no corpo materno, associadas à predisposição genética da gestante.”

A hemorroida some após o parto? “A maioria regride após parto, já que o útero volta ao tamanho normal, assim como os níveis hormonais”, explica a obstetra.

Há tratamentos caseiros para hemorroida na gravidez? “Sim, banhos de assento e otimização da dieta, que fazem parte do tratamento clínico não medicamentoso”, orienta.

Em que período gestacional costuma ocorrer? “Principalmente no último trimestre, quando as dimensões uterinas ficam maiores e o retorno venoso mais prejudicado.”

Durante a gestação, pode realizar cirurgia de hemorroida? “A cirurgia é exceção e poderá ser realizada eletivamente após a gestação, no caso de persistência da hemorroida”, esclarece a obstetra.

Uma alimentação rica em fibras, a ingestão de líquidos e atividade física com acompanhamento médico são fatores fundamentais para melhorar o trânsito intestinal e prevenir a hemorroida na gravidez. Aproveite e saiba quais as causas de insônia na gravidez e confira dicas para combatê-la.

Continua após o anúncio

As informações contidas nesta página têm caráter meramente informativo. Elas não substituem o aconselhamento e acompanhamentos de médicos, nutricionistas, psicólogos, profissionais de educação física e outros especialistas.