Cupuaçu pode ser usado em deliciosas receitas e oferece muitos benefícios à saúde

Rica em antioxidantes, a manteiga da fruta hidrata e ajuda a combater o envelhecimento precoce da pele

Escrito por Tais Romanelli
Foto: Getty Images

Foto: Getty Images

Com uma polpa branca cremosa, o cupuaçu é uma fruta de sabor exótico, utilizada, em geral, mais na preparação de sucos, sorvetes, geleias, tortas etc., do que consumida em sua forma natural (embora esta também seja uma opção).

Paula Crook, nutricionista da Patrícia Bertolucci Consultoria em Nutrição, comenta que o cupuaçu é originário da Amazônia e pertence à família do cacau. “Sua polpa ocupa aproximadamente um terço da fruta”, diz.

A nutricionista destaca que o cupuaçu pode ser considerado uma planta medicinal, já que ajuda a fortalecer o organismo, aumentando a capacidade de combater doenças. “Possui ainda efeito energético, mas sem conter cafeína (é uma das poucas plantas da família do cacau com esta característica)”, diz.

Na indústria de cosméticos, o cupuaçu também ganha destaque, estando em fórmulas de hidratantes corporais, xampus, condicionadores e máscaras capilares.

Benefícios e propriedades do cupuaçu

O cupuaçu é considerado uma fruta poderosa e se destaca por possuir:

Leia também: 20 combinações de frutas para fazer sucos deliciosos

  • Polifenóis (fitonutrientes com propriedades antioxidantes)
  • Vitamina A
  • Vitamina C
  • Ácidos graxos
  • Aminoácidos
  • Fósforo
  • Fibra
  • Vitamina B1
  • Vitamina B2
  • Vitamina B3

Dessa forma, a fruta pode ajudar a proteger o corpo contra vários problemas. Entre alguns de seus benefícios, destacam-se:

  • Fortalecimento da imunidade;
  • Fortalecimento do sistema cardiovascular;
  • Redução do mau colesterol e manutenção do bom colesterol;
  • Prevenção contra o envelhecimento precoce;
  • Melhora no funcionamento do sistema digestivo;
  • Auxílio no controle da pressão arterial;
  • Auxílio na perda de peso quando associado a uma dieta equilibrada (já que suas propriedades antioxidantes diminuem o processo inflamatório do corpo, ajudando na perda de gordura corporal);
  • Melhora na saúde da pele e cabelos.

Vale destacar que tais benefícios são conseguidos quando o consumo da fruta acontece com certa frequência e em quantidades adequadas (preferencialmente indicadas por um médico ou nutricionista).

Como consumir, receitas e dicas

Foto: Getty Images

Foto: Getty Images

“De sabor azedo, mas bastante suave, o cupuaçu pode ser usado para a fabricação de sucos, geleias, mousses, doces, vinhos, sorvetes e licores, além de poder ser consumida em sua forma natural”, destaca Paula.

O cupuaçu apresenta 49 kcal em 100g, sendo, assim, uma fruta indicada para dietas de perda de peso, conforme destaca Paula.

“Além disso, é uma fruta extremamente rica em antioxidantes, que neutralizam radicais livres, moléculas altamente reativas e fragmentos de moléculas que podem danificar o corpo no nível celular, deixando o organismo suscetível ao câncer, doenças cardíacas e várias outras doenças degenerativas, inclusive inflamação do tecido adiposo e produção de substâncias que favorecem o ganho de peso corporal. Ou seja, o cupuaçu diminui o processo inflamatório do corpo, ajudando na perda de gordura corporal”, explica a nutricionista.

Leia também: 12 receitas caseiras de beleza com chá verde

As fibras do cupuaçu melhoram ainda o funcionamento intestinal, conforme ressalta Paula.

Com tantos benefícios que o cupuaçu oferece à saúde e devido ao sabor exótico, é possível que você queira incluir a fruta na sua alimentação. Confira abaixo algumas receitas:

1. Creme de cupuaçu funcional (receita Dra. Paula Crook): 4 polpas de cupuaçu + 1 e 1/2 xícara (chá) de biomassa de banana verde amolecida + 1/2 xícara (chá) de leite de coco + 1/2 xícara (chá) de açúcar de coco ou demerara ou mascavo. Bata tudo no liquidificador e sirva.

2. Creme de açaí com cupuaçu (receita Dra. Paula Crook): 1 polpa de açaí + 1 polpa de cupuaçu + 1 banana + 3 colheres (sopa) de açúcar de coco ou demerara ou mascavo. Bata tudo no liquidificador e sirva.

3. Creme de cupuaçu: bata no liquidificador 1kg de polpa de cupuaçu + 1 lata de leite condensado + 1 caixa de creme de leite. Coloque em um refratário e leve ao freezer até ficar durinho.

4. Mousse de cupuaçu: bata no liquidificador 1,5 latas de leite condensado + 1,5 caixas de creme de leite sem soro + 500 g de polpa de cupuaçu. Dissolva 10g de gelatina incolor e sem sabor em 5 colheres (sopa) de água morna e acrescente aos outros ingredientes. Coloque o creme em taças ou formas individuais e leve à geladeira por pelo menos 2 horas.

5. Suco de cupuaçu: leve ao liquidificador 2 copos de água + 3 colheres (sopa) da polpa do cupuaçu + açúcar ou adoçante a gosto. Sirva com cubos de gelo.

6. Cupuaçu na tigela: leve ao liquidificador 400g de cupuaçu + 2 bananas + 5 colheres (sopa) de xarope de guaraná. Bata até formar um creme homogêneo. Sirva em uma tigela e polvilhe a granola.

7. Cupuaçu vitamina: bata 300ml de leite gelado + 200g de polpa de cupuaçu gelado. Se preferir, use leite sem lactose. Pode ser adicionada outra fruta.

8. Bolo de cupuaçu: misture 3 xícaras de açúcar + 250g de margarina até incorporar. Depois acrescente 4 ovos + 4 xícaras de trigo + 1 colher pequena de fermento. Adicione 200g de cupuaçu + 1 copo de leite integral (em forma de suco) aos poucos até que a massa fique homogênea. Leve ao forno em uma forma untada por aproximadamente 45 minutos.

9. Pudim de cupuaçu: leve ao liquidificador 1 lata de leite condensado + 2 ovos + 2 colheres (sopa) de maisena + 300gr de cupuaçu. Após misturar os ingredientes, caramelize toda a forma com açúcar, despejando a mistura na forma e colocando em banho maria por mais ou menos 30 minutos.

Vale destacar que quem segue uma dieta para perda de peso e/ou pretende consumir o cupuaçu com frequência deve optar por receitas mais funcionais, que não utilizem açúcar (ou utilizem os açúcares considerados mais saudáveis, como mascavo, demerara ou de coco).

Manteiga de cupuaçu: benefícios para pele e cabelos

Foto: Getty Images

Foto: Getty Images

O cupuaçu atua como um excelente produto para a pele e para os cabelos. Não por acaso faz parte das formulações de diferentes produtos cosméticos, como xampus, condicionadores, máscaras capilares, hidrantes corporais etc.

Conforme explica Denise Finamori, esteticista do Crystal Hair, o cupuaçu é encontrado à venda como manteiga de cupuaçu, óleo e em cremes corporais. “Para quem tem a pele seca, é ótimo para ser usado no rosto. Nas demais, nas pernas e braços”, diz.

A nutricionista Paula lembra que o cupuaçu é um aliado dos cuidados com a pele pois é rico em antioxidantes, que neutralizam os efeitos dos radicais livres, ajudando a combater o envelhecimento precoce da pele e protegendo também contra os efeitos dos raios solares.

A manteiga de cupuaçu, em especial, apresenta textura macia, cremosa e suave, e é a forma mais conhecida de usufruir dos benefícios da fruta para a pele e para os cabelos.

“A manteiga de cupuaçu hidrata profundamente os fios, dando brilho e maciez. Indico usá-la em cremes e máscaras capilares, deixando agir nos cabelos por cerca de cinco minutos”, diz a esteticista Denise.

Na pele, a manteiga de cupuaçu, quando utilizada corretamente, ajuda a:

  • Retardar o envelhecimento precoce da pele;
  • Aumentar a elasticidade;
  • Hidratar;
  • Combater os efeitos nocivos dos raios UVA e UVB;
  • Reduzir o aparecimento de rugas;
  • Acalmar algumas irritações da pele.

Em vários salões de beleza ainda é possível encontrar tratamentos, tanto para a pele como para os cabelos, que contam com o cupuaçu como ingrediente.

Existem contraindicações?

A nutricionista Paula explica que não existe contraindicação para o consumo do cupuaçu. “Podemos consumir a polpa da fruta na forma de sucos, cremes, sorvetes etc.”, diz. “No entanto, nenhum alimento deve ser consumido em excesso”, lembra.

Para quem deseja usufruir de todos os benefícios da fruta, o ideal é consumi-la sob orientação de um nutricionista – que indicará quantidades e também as melhores formas de consumo.

A manteiga de cupuaçu também não oferece riscos quando utilizada na pele ou nos cabelos, mas o mais recomendado é contar com orientação de um dermatologista para indicar a melhor maneira de usá-la, para garantir resultados realmente significativos.

Vale lembrar ainda que quem tem a pele oleosa, em especial, não deve aplicar a manteiga no rosto.

Assuntos: Alimentação

Dicas pela Web