15 sintomas de cansaço emocional que sinalizam que você precisa relaxar

Escrito por                    
Atualizado em 22.06.22

Envato

Por
Atualizado em 22.06.22

Sentir-se cansada após um dia estressante no trabalho é comum, mas quando essa fadiga perdura é preciso ter atenção. Uma rotina corrida, com inúmeras tarefas, desorganização e falta de tempo para relaxar é o cenário perfeito para o desenvolvimento do cansaço emocional. Para explicar melhor sobre isso, a psicóloga Aline Cordeiro (CRP 06/164880) responde algumas dúvidas frequentes relacionadas às causas, sintomas e tratamentos para esse tipo de exaustão crônica. Confira!

Publicidade

O que é o cansaço emocional

O cansaço faz parte da vida, afinal a resolução de tarefas durante o dia, as responsabilidades pessoais e profissionais, e uma série de outros fatores geram desgaste para o corpo e a mente. Contudo, Aline explica que o cansaço emocional é diferente. De acordo com a profissional, ele “pode ser caracterizado como um estado que o indivíduo experimenta após realizar atividades intensas por um longo período, mas que, mesmo após algumas horas de descanso, há a persistência de fadiga e desânimo”.

A psicóloga ressalta ainda que viver constantemente sob situações estressantes pode acabar ocasionando “um aumento não saudável dos níveis de cortisol, conhecido popularmente como o hormônio do estresse” e que esse fator, unido ao desgaste físico e mental, “corroboram para o estabelecimento e diagnóstico de cansaço emocional”.

Em relação às causas, a especialista conta que “o cansaço emocional possui uma etiologia multifatorial”, ou seja, pode ser desencadeado por diversas razões que vão se acumulando ao longo do tempo, consequentemente elevando os níveis de estresse.

Segundo Aline, “o acúmulo de atividades e responsabilidades, pressão psicológica e desequilíbrio emocional ao gerir os acontecimentos diários” são apenas algumas situações que podem desenvolver a exaustão e fazer “o indivíduo experienciar sentimentos de não reconhecimento, abandonando ações de autocuidado que poderiam auxiliá-lo no alívio do estresse”.

Além disso, a profissional faz uma observação sobre os casos de fadiga emocional serem mais comuns em mulheres. Socialmente falando, apesar de muita evolução se tratando dos direitos das mulheres e suas responsabilidades pessoais, profissionais e domésticas, é comprovado que o gênero feminino tem mais demandas que o gênero oposto.

Segundo a psicóloga, uma pequena demonstração disso aparece em uma pesquisa do IBGE de 2019 sobre os afazeres domésticos que mostra “uma diferença significativa de 78,6% de homens que realizam essas tarefas para 92,1% de mulheres que fazem o mesmo”. Aline prossegue afirmando que esses números ainda “não contabilizam o trabalho fora, o cuidado com os filhos e as pressões sociais vivenciadas pelas mulheres”.

Outro fator relevante a ser abordado é diferenciar o cansaço emocional de burnout, uma vez que, por apresentar sintomas similares, ambos são confundidos por muitas pessoas. Aline esclarece que a principal diferença entre eles, na verdade, se encontra nos fatores desencadeantes.

“Nos casos de cansaço emocional, a exaustão pode ser proveniente tanto de problemas que envolvam a vida pessoal, profissional, quanto a necessidade de suprir expectativas, bem como o bombardeamento de noticiários diariamente, etc.”, afirma a especialista que segue com a explicação: “já no caso da síndrome de burnout, o indivíduo experimenta uma exaustão causada diretamente pelo seu ambiente de trabalho”.

Publicidade

15 sintomas mais comuns do cansaço emocional

cansaço emocional

Envato

Em qualquer situação de adoecimento, seja ele físico ou mental, o corpo proporciona alguns sinais importantes para os quais você deve se atentar. De acordo com a psicóloga, no caso do cansaço emocional, os principais sintomas que surgem são:

  • Cefaleia
  • Insônia
  • Fadiga excessiva
  • Alterações de memória
  • Alterações gastrointestinais e libidinais
  • Desânimo constante
  • Preocupação excessiva
  • Sentimento de angústia
  • Diminuição da produtividade
  • Falta de prazer ao realizar atividades
  • Sentimentos de insegurança e/ou fracasso
  • Desesperança
  • Alterações no humor
  • Necessidade de isolamento
  • Falta de concentração

Se você identificou alguns desses sintomas como constantes em seu dia a dia, busque por apoio profissional para te auxiliar no alívio deles e na busca por equilíbrio e qualidade de vida. O descanso faz parte dos cuidados com a saúde!

Tratamento e atitudes preventivas para o cansaço emocional

Quando se tem uma rotina puxada e corrida, é sempre bom encaixar na agenda algumas atividades que te permitam relaxar, independente do nível de exaustão. A psicóloga afirma ainda que a qualidade de vida implica em buscar momentos de descanso e acrescenta que, no caso de quem sofre com o cansaço emocional, “as atividades que possam estimular sensações de prazer e bem-estar se fazem necessárias”.

A seguir, confira alguns tratamento e atitudes que podem ser usadas para o alívio e prevenção desse tipo de esgotamento.

Organize sua rotina

cansaço emocional

Envato

Segundo Aline, “ao planejar as atividades diárias, o indivíduo pode sentir maior tranquilidade ao realizá-las e menor sensação de ansiedade”. Além disso, a profissional esclarece que, ao organizar a rotina, a pessoa consegue enxergar suas limitações de maneira mais concreta e, assim, ver o que precisa e pode mudar em seus hábitos. Aliás, “estabelecer bons hábitos é extremamente importante para o combate do cansaço mental”, afirma a especialista.

Pratique atividade física

Grande auxiliadora da saúde como um todo, a prática de exercícios físicos também é fundamental para o tratamento e a prevenção do cansaço emocional. “Ao realizar a atividade física, há a produção de um hormônio conhecido como endorfina, responsável por proporcionar sensação de recompensa e bem-estar, elevando assim o sentimento de prazer, relaxamento e alívio físico e mental”, explica a psicóloga.

Melhore a sua alimentação

cansaço emocional

Envato

Assim como a atividade física, uma alimentação balanceada é aliada no alívio do cansaço emocional e também em sua prevenção, visto que alguns nutrientes funcionam como estimulantes para o sistema nervoso central. A especialista esclarece que, em alguns casos, “a falta de algumas vitaminas e aminoácidos no organismo podem corroborar com aumento da irritabilidade, do desânimo e do cansaço físico”, o que pode agravar um quadro de exaustão mental.

Publicidade

Pratique a higiene do sono

A higiene do sono diz respeito a um conjunto de práticas que objetivam uma melhor qualidade de descanso noturno, como, por exemplo, estabelecer horários para dormir e acordar, desligar-se das telas um tempo antes de dormir, regular o uso da cafeína, etc. “Por mais que num quadro de cansaço emocional o sono não seja tão reparador, é importante zelar pelos hábitos noturnos em prol da qualidade e a quantidade desse descanso”, revela Aline.

Priorize momentos de autocuidado

Pexels

De acordo com a psicóloga, o autocuidado é importante tanto como parte de tratamento quanto para a prevenção do cansaço emocional. “É preciso desprender-se dos compromissos rotineiros, separar momentos para a realização de atividades prazerosas e para o relaxamento”, afirma Aline, esclarecendo que essa atitude não diz respeito só a cuidados de belezas, mas também a “um tempo para relaxar, ler, cozinhar, escrever, ouvir uma música, ou fazer qualquer outra coisa que te proporcione satisfação”.

Faça acompanhamento psicológico

Quando você passa a compreender as coisas à sua volta e desenvolve o seu autoconhecimento, fica mais fácil aliviar o cansaço emocional, e é exatamente nisso que o acompanhamento terapêutico irá te auxiliar.

“A psicoterapia se faz necessária, uma vez que o indivíduo poderá reservar um momento para um autocuidado emocional, onde fará reflexões acerca das suas angústias, preocupações, suas possíveis causas e formas para enfrentá-las e tratá-las”, afirma a especialista. Além disso, Aline ressalta que esse tipo de exaustão, quando não tratada, “pode corroborar para o desenvolvimento de crises de ansiedade e depressão, por exemplo”.

Separe um tempo de lazer com amigos e familiares

Unsplash

Por mais difícil que seja ter um movimento de ação quando se está cansada emocionalmente, essa atitude se faz necessária. Aline explica que “as interações sociais saudáveis proporcionam um momento de relaxamento prazeroso, onde é possível se desligar das responsabilidades da rotina pessoal e profissional”. Por isso, é importante reservar um tempo para elas em sua agenda.

Aprenda a dividir tarefas

O acumulo de atividades e a pressão das responsabilidades cotidianas são os fatores que mais colaboram para o surgimento do cansaço emocional. Por esse motivo, a psicóloga pontua que “se estiver dentro das suas possibilidades no trabalho ou em casa, aprenda a dividir as tarefas”.

Além disso, Aline ressalta que muitas vezes “atribuímos inúmeras coisas em nossa rotina sem nos dar conta dos nossos limites e até mesmo tentando superar o cansaço, o que não é justo com nosso corpo e mente”.

Por isso, invista no seu tempo de lazer e descanso, crie hábitos saudáveis, cuide de si e busque ajuda profissional para te auxiliar no processo da sua qualidade de vida. E não deixe de conferir essas dicas sobre saúde mental que te convencerão a priorizá-la mais em sua rotina.

Publicidade

As informações contidas nesta página têm caráter meramente informativo. Elas não substituem o aconselhamento e acompanhamentos de médicos, nutricionistas, psicólogos, profissionais de educação física e outros especialistas.