7 sintomas da alergia emocional e como tratar a inflamação

Escrito por
Em 17.01.22

iStock

A alergia emocional, atualmente, é uma das queixas mais frequentes em consultórios dermatológicos. O problema pode causar vários sintomas que variam de intensidade e de pessoa para pessoa, porém os principais são sentidos na pele. A dermatologista Dra Anelise Dutra (CRM/SP 130.495), da clínica Unique, explicou o que é a alergia emocional, citou os principais sintomas e orientou como tratar. Confira!

Publicidade

O que é a alergia emocional

A dermatologista explicou que “é uma condição marcada por uma resposta imunológica exacerbada do organismo diante de situações relacionadas às nossas emoções, como estresse e ansiedade, levando a alterações físicas no corpo. Nosso corpo entende que esses sentimentos e alterações psicológicas estão ligados ao nosso emocional e reage com certas manifestações que podem ser dérmicas, respiratórias e até mesmo neurológicas.”

Segundo a profissional, a alergia emocional, de fato, não existe e ela ressalta que “situações emocionais acentuam condições preexistentes ou já geneticamente determinadas no indivíduo. A duração pode variar, poucos dias a meses, dependendo da situação e condições determinantes do processo”, informou.

Como identificar a alergia emocional

iStock

A Dra Anelise comentou que a “identificação geralmente se faz por meio dos sintomas ou mesmo em exacerbação de doenças preexistentes em períodos de estresse excessivo.” A profissional informou que os sintomas podem variar, mas os principais são:

  • Coceira intensa;
  • Manchas vermelhas em alto-relevo;
  • Ardência;
  • Vermelhidão na pele;
  • Insônia;
  • Suor em excesso;
  • Falta de ar.

A dermatologista comentou ser mais comum ocorrer as coceiras e os inchaços na pele na região do tórax, pescoço e abdômen. Pode haver “até mesmo exacerbação de doenças preexistentes, como dermatite atópica, psoríase, urticária e vitiligo.”

Causas da alergia emocional citadas pela profissional

A Dra Anelise informou que “não há causa específica para esse tipo de condição, mas pode acontecer porque o estresse e a ansiedade aumentam a produção de algumas substâncias chamadas catecolaminas, fazendo com que ocorra a liberação do hormônio cortisol, e isto provoca uma reação inflamatória no corpo.”

Como tratar a alergia emocional e aliviar os sintomas

iStock

A profissional explicou que o tratamento é similar como em outros tipos de alergia. “Baseia-se no uso de medicamentos anti-alérgicos, porém, se os sintomas durarem mais de 15 dias ou piorarem é recomendado fazer terapia com psicólogo e consultar um dermatologista para receitar outros remédios como corticoides e medicamentos para diminuir a irritação.”

Publicidade

Seguindo as orientações da dermatologista é possível tratar a alergia emocional e recuperar o bem-estar e qualidade de vida. Aproveite e conheça os melhores óleos essenciais para ansiedade que podem auxiliar no equilíbrio emocional.

As informações contidas nesta página têm caráter meramente informativo. Elas não substituem o aconselhamento e acompanhamentos de médicos, nutricionistas, psicólogos, profissionais de educação física e outros especialistas.