10 maneiras infalíveis de suavizar as rugas da testa

Da acupuntura e ginástica facial aos peelings químicos e botox, existem vários métodos para suavizar os diferentes níveis de marcas de expressão

Escrito por Sïlvia Henz

Foto: Thinkstock

Quando se cruza a idade de 30 anos, é normal começar a aparecer os primeiros sinais de expressão. É nessa idade que a pele se torna mais fina, e portanto tem mais dificuldade em reter a umidade suficiente para manter sua elasticidade. Esse processo está ligado a fatores genéticos (pessoas de pele clara têm mais propensão à formação de rugas), à exposição solar e também ao tipo de sua pele, pois pessoas de pele oleosa costumam ter menos rugas que pessoas de pele seca da mesma idade.

A camada subcutânea da pele, onde existe uma camada de gordura, com o passar dos anos “desincha” e a derme ao longo do tempo perde substâncias como colágeno e elastina. Com a perda dessas estruturas, os sinais aparecem na epiderme, onde aparecem as rugas, que incomodam a maioria das mulheres, até as mais jovens

Graças aos avanços da ciência, é possível suavizá-las com ajuda de cremes e tratamentos estéticos. A esteticista Gisele Stout da clínica Los Angeles, indica tratamentos que comprovadamente suavizam essas indesejáveis linhas de expressão e a especialista em ginástica facial e cosmética natural Isabel Thain dá dicas de soluções caseiras:

Até os 30

Se você tem até 30 anos e está vendo as primeiras rugas aparecerem, confira algumas medidas preventivas e reativas. As rugas aparecem devido a diversos fatores, incluindo o genético, por isso o ideal é consultar uma dermatologista para ver qual tratamento se aplica a cada caso. As soluções mais indicadas para as mulheres de até 30 anos são:

1. Cremes antirrugas e protetor solar

Para livrar-se de rugas finas e prevenir novas, mais importante que usar um creme para sua idade à noite é usar filtro-solar de dia. O fator mínimo é 30 e ele deve ser reaplicado uma ou duas vezes por dia. “Procure criar hábitos, como acordar e passar creme e protetor, retocar na hora do almoço e assim por diante”, indica Gisele. À noite, use um demaquiante específico, óleo ou sabonete para bebê retirando toda a maquiagem e depois passe seu creme anti-idade.

2. Ginástica facial

Nosso rosto também tem músculos que, se exercitados, dão mais tonicidade à pele do rosto. Segundo a especialista em ginástica facial Isabel Thain, os exercícios são um bom auxílio, complementam tratamentos e atenuam até as marcas mais fundas. “Algumas pessoas confundem ginástica facial com caretas. Não é bem assim, ao fazer caretas ou os exercícios de forma errada corre-se o risco de trabalhar muito uma área em detrimento de outra, causando um efeito contrário”, adverte.

Isabel sugere três exercícios diários que comtemplam o rosto de forma harmoniosa:

  • Faça um bico redondo estendendo os músculos. Conte até 15. Volte devagar relaxando e contando até 7. Repita 5 vezes.
  • Esprema os olhos e conte até 10. Volte devagar contando até 7. Repita 5 vezes.
  • Force um “sorriso de Monalisa”, sem mostrar os dentes, conte até 10. Volte contando até 7. Repita 5 vezes.

3. Patches antirrugas

Segundo o fabricante, eles têm microbaterias que estimulam as fibras elásticas da pele. Basta colá-los embaixo ou ao lado dos olhos, na testa, ao lado da boca e esperar. No caso da testa, é preferível posicioná-lo no centro da testa ou acima das sobrancelhas, lugares nos quais as rugas costumam aparecer.

A pele absorve o patch, desinchando-o e o deixando com a espessura de um papel. O efeito é instantâneo, mas não é duradouro. “Como consta na embalagem, eles são ideais para um dia de festa ou uma sessão de fotos”, frisa a esteticista Gisele Stout.

4. Acupuntura

Técnica milenar da medicina oriental, a acupuntura busca o equilíbrio geral do corpo-humano. Ela é usada também no combate às rugas por estimular a circulação sanguínea, aumentando assim a oxigenação da pele e por consequência a produção de colágeno e elastina. “Para suavizar as rugas da testa, fazemos a aplicação direta, geralmente entre as sobrancelhas na glabela – a chamada ruga de preocupação”, diz Gisele.

5. Estimulação Russa

A estimulação russa, técnica muito conhecida e muito utilizada pelas esteticistas, é uma espécie de ginástica passiva do rosto. As fibras musculares são trabalhadas por meio da eletroestimulação, os “choquinhos” que são produzidos pela máquina que fica em contato direto com a pele. O tratamento é eficaz segundo Gisele, principalmente para quem sofre também com flacidez. O resultado é um contorno facial mais definido. A máquina usada para a estimulação russa também auxilia na absorção de cremes para rugas, que conseguem ser absorvidos por camadas mais profundas da pele.

Depois dos 30

6. DMAE

A novidade de cremes anti-idade mais aclamada dos novos tempos se chama DMAE. De ação tensora e firmadora comprovada, promove um visível e instantâneo efeito lifting. Segundo Gisele, o creme causa uma contração muscular a curto e longo prazo, por isso o sucesso. Para manter os efeitos, o uso deve ser diário e contínuo.

Os cremes com DMAE costumam ter em sua composição vitamina E, que é antioxidante e combate a ação dos radicais livres. A composição costuma ser 8% DMAE e de 5 a 7% vitamina E. Especialistas recomendam guardar o produto na geladeira e, quando for viajar, carregá-lo em um recipiente térmico.

Segundo Gisele, esses procedimentos são recomendáveis principalmente em dias em que a temperatura ultrapassa os 30 grau Celsius. Os cremes com DMAE não devem ser usados por mulheres grávidas ou pessoas com hipersensibilidade à substância. Antes de usar qualquer medicamento, consulte sempre um médico.

7. Peeling químico

Nossa pele se renova completamente em ciclos de mais ou menos 7 anos. Naturalmente o corpo expele as células mortas e produz novas células diariamente. O peeling químico é uma intervenção para acelerar esse processo. “Removendo a pele morta, nós estimulamos a renovação celular. As rugas mais finas são visivelmente atenuadas, a pele fica mais viçosa”, explica a esteticista.

Os resultados são obtidos pela fórmula que leva ácidos específicos, para se livrar de rugas e de quebra de possíveis sardas ou manchas de sol, recomenda-se no mínimo 5 sessões. “Os resultados são perceptíveis desde a primeira sessão, mas dependendo da quantidade e profundidade das rugas, são necessárias mais sessões”, diz Gisele.

8. Carboxiterapia

Carboxiterapia é um tratamento estético que consiste na injeção de gás carbônico (CO2) para o nivelamento das camadas de pele. É usado para diminuir depressões na pele, como celulites ou rugas. “A diferença entre a carboxiterapia e o botox é que enquanto o primeiro ataca as rugas estáticas – de quando a face não está tensionada – a toxina butolínica paralisa a musculatura. De nenhuma forma um tratamento substitui o outro, mas a carboxiterapia é com certeza uma boa solução e mais barata”, diz.

Os resultados são fantásticos, mas as sessões um tanto dolorosas, mas 100% seguras. O CO2 é introduzido por meio de uma agulha, o tecido da pele fica levemente deformado por alguns minutos, depois volta ao normal. Os resultados variam de acordo com cada pessoa, mas são recomendadas no mínimo 10 sessões, sendo que a partir da quarta já é possível notar uma boa evolução. Como o gás é produzido naturalmente pelo nosso corpo, não há risco de alergias.

9. Laser fracionado

O tratamento de rugas com laser tem como princípio ativo o colágeno. O laser faz microperfurações na pele para estimular a produção de colágeno e elastina, que suavizam as rugas. O tratamento pode ser feito no rosto todo ou apenas na testa, as sessões dependem da profundidade das rugas. Quanto mais agressivo o laser, mais caro. Este tratamento não é recomendado para peles bronzeadas.

10. Botox

Tão eficiente quanto polêmico, o botox consiste na injeção da toxina botulínica em pontos estratégicos do rosto. Ela tem o poder de paralisar os músculos da face. Seu efeito é instantâneo, mas não vitalício – o botox deve ser reaplicado de 6 em 6 meses.

Maquiagem para peles maduras

Foto: Thinkstock

A escolha da maquiagem pode melhorar (ou piorar) a aparência das rugas. O uso exagerado de pó, por exemplo, não é recomendado. Confira 5 dicas da maquiadora Dulce Lütke, do Expert Beauty Center:

  1. Uma gotinha de silicone na base: Você também pode optar por passar uma gotinha de forma homogênea em todo o rosto, isso ajuda a suavizar as rugas. A gotinha tem que ser mínima, para que o rosto não fique com aspecto muito oleoso.
  2. Menos é mais: Segundo Dulce, quantidade não garante uma boa cobertura. Base, corretivo e pó – quanto mais leve melhor para as peles maduras.
  3. Batom opaco: O batom oleoso/cremoso pode ficar nas ranhuras da boca, dando uma aparência não muito elegante. Por isso, opte pelos batons opacos de efeito matte.
  4. Ilumine o centro dos lábios: A dica é utilizar um tom opaco mais escuro no contorno dos lábios com outro tom mais claro e perolado no centro. Atenção aos lápis delineadores e batons de tons diferentes, não é essa a ideia. O degrade deve ser sutil, natural.
  5. Assuma sua idade: Para Dulce, essas dicas servem também para mulheres mais jovens. Além da idade, as rugas são herança genética. O importante na hora da maquiagem é ter bom senso e personalidade. Afinal de contas, marcas de expressão são marcas de pessoas com expressão facial.

Prevenir é melhor que remediar

O clichê é 100% verdadeiro no caso das rugas. Os anos de franzimento de testa e a negligência de protetor solar são os maiores vilões dessa história. Outras dicas da época de nossas avós também merecem ser levadas em conta, como a retirada total da maquiagem antes de se deitar, boas noites de sono, não abusar do álcool, não fumar, hidratar a pele e beber bastante água. As rugas são sinais que vão aparecer com o avançar da idade, não existe uma maneira de impedir o surgimento delas, mas bons hábitos ajudam a retardá-lo e bons tratamentos a suavizar essas marcas.

Assuntos: Pele, Rugas

Dicas pela Web
Comentários