Tipos de loja: pop-up, outlet e flagship

Entenda a diferença entre pop-up store, outlet e flagship store e veja quais as estratégias por elas adotadas

Por Selena Escher
tipos de loja Tipos de loja: pop up, outlet e flagship

Foto: Thinkstock

O público consumidor têm cada vez mais necessidades imediatas e desejos implícitos, assim como anseiam por valores agregados, pois hoje, o atendimento, ponto de venda, embalagem e valores relacionados à seu estilo de vida são tão ou mais importantes que o próprio produto a ser adquirido. Aí está a necessidade de uma marca se posicionar corretamente e entender, antecipar, e conquistar o cliente de modo a combater seus competidores.

Conheça três dos formatos de lojas de varejo em alta em meio a grandes marcas – pop-up store, outlet e flagship store – tal como a diferença entre as estratégias adotadas por cada uma, para assim atender diversos nichos e consumidores potenciais.

Pop-up stores

Definidas como lojas temporárias que atraem os consumidores justamente pelo curto prazo que ficam abertas, as pop-up stores, destacam-se e fazem sucesso por meio de intervenções artísticas e afins. Assim se dá o funcionamento de uma pop-up store: diferente dos empreendimentos tradicionais planejados durantes longos períodos, poucos dias ou meses são suficientes para uma loja pop-up ganhar forma.

Entretanto, diferentemente de uma loja itinerante, ela não exige continuidade; o que define seu conceito é a possibilidade de explorar um lugar de maneira momentânea, tal como seu público e o próprio potencial do negócio, sendo a grande vantagem captar e interpretar oportunidades, fazendo assim com que o consumidor, de fato, acredite em uma ideia remota e passageira a ser usufruída em um determinado tempo.

Outlet stores

Outlet, entretanto, é a denominação dada a um novo mercado de vendas no varejo onde produtores e indústrias vendem diretamente seus produtos ao público. As lojas, localizadas na saída de grandes cidades ou em shoppings, têm como benefício a redução dos custos de manutenção, publicidade e lucros das redes varejistas, possibilitando assim a venda de grandes marcas e grifes luxuosas a preços acessíveis.

No leste dos Estados Unidos, na década de 1930, surgiu o conceito das lojas de fábricas que passaram a oferecer a seus funcionários produtos excedentes ou danificados a preços reduzidos, e assim permaneceu até meados da década de 1970. Tradicionalmente denominado como factory outlet, nos atualmente intitulados outlet stores os fabricantes vendem seus produtos diretamente ao consumidor final.

Flagship stores

Flagship stores ou concept stores traduzem-se como lojas onde se reúnem os produtos que melhor definem o conceito que guia uma marca – sua essência – apresentada de maneira inovadora. Logo, tornaram-se referências em meio às principais cidades do mundo associadas à moda, cultura, comércio e entretenimento, e, devido ao alto grau de investimento envolvido, espelham a grandeza e posição de determinada marca.

Estabelecidas ao longo dos anos de 1990, flagships stores tendem a estabelecer e comunicar a força de tal empreendimento, e carrega consigo um impacto inovador voltado a determinado tema ou estilo de vida. No Brasil, a loja conceito da Havaianas, por exemplo, disponibiliza ao cliente a possibilidade de customizar seu par de sandálias em uma “barraca de feira”, que remete à origem popular da marca.

Se você tem interesse em abrir sua própria loja, planeje-se para escolher o tipo que atende melhor ao seu propósito, necessidade e que atenderá o seu cliente de forma satisfatória também.