Conheça as vantagens e desvantagens de cada terreno para correr

Variar na escolha do tipo de terreno é essencial para enriquecer o treino, quebrar a monotonia e evitar lesões

Por Fernanda Boito
conheca as vantagens e desvantagens de cada terreno para correr Conheça as vantagens e desvantagens de cada terreno para correr

Foto: Thinkstock

Além de uma alimentação balanceada, a prática de exercícios físicos tem se tornado cada dia mais comum para os adeptos de uma vida mais saudável. Muitas matrículas têm sido feitas nas academias tanto nas aulas de musculação, quanto nas de lutas marciais, porém, uma das opções mais baratas e eficientes tem sido a prática da corrida.

Não importa se a corrida é feita na esteira ou ao ar livre, os especialistas confirmam: seja onde for esse tipo de exercício queima muitas calorias, tonifica os músculos e melhora o condicionamento cardiovascular. Por outro lado, o terreno onde os atletas, amadores ou profissionais, correm pode influenciar no seu desempenho. Por isso, vale a pena conhecer as vantagens e desvantagens de cada tipo de terreno para corrida. Confira.

1 – Asfalto

É a principal opção para a maioria dos atletas, já que essa superfície é comum tanto nas cidades pequenas quanto nas grandes metrópoles, além de ser o terreno da maioria das competições. Por outro lado, o asfalto é considerado uma superfície dura onde a absorção de impacto é mínima. Logo, a variação para outros terrenos é essencial.

2 – Areia

Diferentemente do asfalto, o terreno fofo da areia apresenta alta absorção de impacto, o que evita a possibilidade de lesões. Além disso, correr nesse tipo de terreno proporciona o ganho de força e velocidade, fortalecendo a musculatura dos membros inferiores. Porém, pelo fato de exigir muito esforço, é importante controlar o tempo para evitar desgaste excessivo.

3 – Grama

Assim como a areia, a grama absorve muito o impacto, o que contribui para evitar lesões. Mas é preciso estar atento aos buracos e desníveis do terreno para não cair em uma armadilha e se machucar. O cuidado deve ser redobrado em dias de chuva, já que o terreno molhado pode fazer você escorregar.

4 – Esteira

E por falar em dias de chuva, muitas vezes a opção é correr indoors (em ambientes fechados) e nesse caso, a esteira é sempre a escolhida. As vantagens desse tipo de corrida é que você pode controlar o tempo e o gasto calórico com precisão, além do amortecimento do impacto ser considerado relativamente bom. Porém, alguns corredores consideram-na monótona e os treinadores afirmam que a esteira não deve ser a única alternativa de treino para competições, já que a mecânica é muito diferente de uma prova de rua.

Sabemos que isto nem sempre é possível, mas vale a pena lembrar que variar o terreno da corrida, além de deixar a prática do exercício mais prazerosa, é essencial para evitar lesões, principalmente aquelas relacionadas ao amortecimento do impacto. Então, depois de escolher o local da corrida e passar por uma avaliação médica para conferir suas condições físicas, é só começar a sua corrida.