7 tradições do casamento que nunca saem de moda

Vale a pena investir em velhos costumes para garantir o casamento dos sonhos

Por Carolina Werneck
Atualizado em 24/09/2013 18:13
7 tradicoes do casamento que nunca saem de moda 7 tradições do casamento que nunca saem de moda

Foto: Thinkstock

Quando se trata de casamento, o mercado está sempre em busca de novidades para agradar a noivos e convidados, e tornar a data inesquecível.

Se a ideia original da cerimônia de casamento era unicamente oficializar o compromisso dos noivos um com o outro perante a sociedade (e a igreja), atualmente há uma infinidade de empresas especializadas em transformar o matrimônio em um evento grandioso e personalizado, com diversos detalhes à disposição de quem possa estar interessado. Com isso, criou-se uma verdadeira indústria de personalização de casamentos. Cada um escolhe de acordo com o que lhe agrada – e o orçamento permite.

Há, então, uma série de novos costumes que se tornaram febre entre os casais. Essas novidades tornam a cerimônia moderna e divertida, mas ainda vale a pena investir também naquelas velhas tradições, herdadas de nossas avós, para garantir o casamento dos sonhos.

Confira cinco costumes que não saem de moda, na hora de trocar as alianças.

1 – Vestido branco

A tradição teve início com a rainha Vitória, no século XIX. Até então as noivas vestiam trajes coloridos no dia do casamento. A rainha lançou moda e, embora estejam novamente em voga vestidos ou acessórios coloridos, o vestido branco ainda é o preferido por transmitir a ideia de pureza e inocência de sentimentos.

2 – Jogar o buquê

O buquê de flores é, tradicionalmente, uma maneira de garantir ao casal uma vida harmoniosa e perfumada para o casal. Na simbologia do casamento, jogar o buquê é como dividir a felicidade que os noivos estão sentindo. Reza a lenda que a convidada que pegar o buquê será a próxima a se casar.

3 – Flor na lapela

Normalmente um cravo, a flor colocada na lapela do noivo, dos pais e dos padrinhos simboliza o carinho e afeto da noiva com relação a essas pessoas.

4 – Chuva de arroz

Podendo ser substituído por pétalas de rosa, a chuva de arroz jogada pelos convidados nos noivos ao final da cerimônia é uma maneira de homenageá-los. Para os chineses e hindus, o arroz é símbolo de prosperidade, saúde, fertilidade, felicidade e riqueza – daí a preferência por este grão.

5 – Carregar a noiva

Diz a tradição que o noivo deve carregar a noiva no colo para entrar no novo lar. Isso porque, segundo a lenda, ela atrai azar se acabar entrando com o pé esquerdo. A despeito de ser ou não um fato comprovado, melhor não arriscar.

6 – Daminhas

Ter crianças participando da cerimônia a torna mais graciosa, além de integrar sobrinhas ou primas queridas ao contexto do evento. Elas podem preparar a entrada da noiva, jogando pétalas no caminho até o altar, ou carregar as alianças da entrada da igreja até o momento em que serão usadas.

7 – Bem-casados e amêndoas

Os docinhos estão longe de serem simples guloseimas ou lembrancinhas. A tradição é que os noivos ofereçam exatamente cinco amêndoas a cada convidado; elas simbolizam fertilidade, longevidade, felicidade, saúde e riqueza. Já os bem-casados representam a união eterna do casal. Feitos em geral com massa de pão-de-ló e recheios variados, quase conseguem provar, de fato, que o amor é doce e eterno.