Maturidade emocional: 7 dicas para aprender a lidar com as emoções

Escrito por
Em 25.10.21

iStock

Por                                
Em 25.10.21

Apesar de ser importante vivenciar emoções, lidar com elas pode ser um grande desafio. O ideal é entender o que acontece e não se deixar dominar. Essa capacidade é chamada de maturidade emocional. As psicólogas Brunara Reis Savaris (CRP 08/22988) e Aline Cristina (CRP/SP 06/110084) falaram um pouco sobre o tema e trouxeram algumas dicas. Confira a seguir!

Publicidade

Índice do conteúdo:

O que é a maturidade emocional

Segundo Brunara, a maturidade emocional está relacionada com a inteligência emocional e a capacidade de lidar com as próprias emoções. “Quando eu consigo ter consciência das minhas reações diante das emoções e desenvolvo habilidades de tolerância, isso é a maturidade emocional”, completou. Ela citou um exemplo: “é possível se sentir ansioso. O problema não é sentir a ansiedade, e sim a capacidade de reconhecê-la, aceitá-la, usá-la quando possível e continuar a funcionar apesar dela”.

Nas palavras de Aline, “maturidade emocional se refere a saber reconhecer as emoções e a lidar com elas nas diversas situações da vida”. Para ela, é importante respeitar o que você sente. “A pessoa que é emocionalmente madura consegue compreender o sentimento de outra, tendo empatia e reconhecendo quando aquele sentimento difere do seu. Da mesma forma, por reconhecer suas próprias emoções, consegue não se influenciar pelos outros, respeitando o que sentem”, exemplificou Aline.

7 benefícios da maturidade emocional que te permitem ver o mundo de um jeito mais leve

iStock

Ambas as psicólogas afirmam que ter maturidade emocional não significa estar livre de sofrimentos. É absolutamente normal sentir raiva, tristeza ou outro sentimento negativo. No entanto, você consegue lidar com isso de forma mais saudável. Abaixo, confira os benefícios de ser emocionalmente madura citados pelas profissionais:

  • Ajuda a lidar com situações de modo mais saudável;
  • Auxílio no processo de autoconhecimento;
  • Melhora da tolerância às frustrações e contrariedades;
  • Maior capacidade de reconhecer e expressar seus sentimentos;
  • Melhora nos relacionamentos pessoais;
  • Estabilidade do humor e emoções equilibradas;
  • Evita sofrimentos desnecessários.

Brunara ainda destacou que “toda emoção é fundamental e saber lidar com ela é essencial na jornada do amadurecimento”. Continue a leitura e acompanhe as dicas para alcançar a maturidade emocional.

7 dicas para alcançar a maturidade emocional no seu dia a dia

Aline e Brunara apresentaram dicas para te ajudar a alcançar a maturidade emocional. Veja o que você pode adotar em sua rotina:

1. Desenvolva o autoconhecimento

iStock

Para Brunara, “o primeiro passo para conquistar a maturidade emocional é buscar o autoconhecimento. A psicoterapia pode ajudar”.

Publicidade

2. Reconheça e aceite suas emoções

“Entender quais emoções são sentidas diante das situações é importante para aprender a lidar com elas”, explicou Aline.

3. Aprenda a lidar com as frustrações

iStock

Brunara ressaltou que “emoções negativas são inevitáveis, em lugar de tentar evitá-las a qualquer custo é possível torná-las suportáveis. Desenvolva alguma forma de autotranquilização. Pode ser relaxando em uma poltrona confortável, escutando uma música relaxante, afagando seu pet”.

4. Aceite as diferenças

Além da autoaceitação, a maturidade emocional inclui entender e respeitar o outro. Aline citou que é preciso “entender que as pessoas têm pensamentos diferentes do seu e que cada um pensa de uma maneira”.

5. Faça um diário de suas emoções

iStock

A psicóloga Brunara recomendou: “procure escrever as emoções positivas e negativas que você teve ao longo do dia ou da semana”.

6. Pratique o diálogo

“Lembre-se que diálogo não é dar sermão ou dizer o que o outro tem que fazer. É uma prática para expor seus sentimentos e abrir espaço para o outro, ouvindo sobre os seus sentimentos e posicionamentos”, comentou Aline.

7. Seja mais flexível com você mesma

iStock

Para Brunara, é importante ser flexível consigo mesma. “Tente não ser tão rígida em sua forma de pensar e ter abertura para inovar e ser criativa”, finalizou a psicóloga.

Como você pode ver a maturidade emocional pode ser trabalhada diariamente e te ajuda a lidar mais facilmente com as situações enfrentadas. Aproveite e aprenda a dizer não para traçar limites e respeitar seus sentimentos.

Publicidade

Este conteúdo foi útil para você?
SimNão

Assuntos: Bem-Estar