Aprenda a dizer não: 8 dicas para se respeitar e impor limites

Escrito por
Em 17.10.21

iStock

Por                                
Em 17.10.21

Não. Uma palavra curta, com apenas três letras, mas bastante difícil de ser pronunciada. Você já se pegou com dificuldades em negar algo? É importante que você aprenda a dizer não para respeitar os seus limites. A seguir, veja as dicas das psicólogas Brunara Reis Savaris (CRP 08/22988) e Aline Cristina (CRP/SP 06/110084) sobre o tema.

Publicidade

Índice do conteúdo:

A importância de dizer não e colocar limites

A psicologa Brunara citou que o “não” está relacionado com o estabelecer limites e com a autoafirmação. “Com que frequência você diz: Não posso. Não quero. Não gostei. Não vou? Se você se desliga dos seus desejos, tenta agradar todo mundo e tem medo de ser criticado, isso pode ter consequências. Às vezes, você pode ter dificuldade em dizer não porque quer evitar o conflito com o outro, ou para ser aceito, mas acaba desapontando a si mesmo”, explicou Brunara.

Além disso, Aline completou dizendo que “muita gente sente dificuldade em dizer não e é complexo dizer uma causa específica. Isso depende muito da subjetividade de cada um. Os motivos podem estar relacionados a vários medos, como: magoar os outros, ser excluído, ser rejeitado, ficar sozinho, ser criticado, não agradar os outros, entre outros”. Para ela, não conseguir dizer “não” pode trazer danos, fazendo com que você passe por cima de seus valores e vontades.

8 dicas para aprender a dizer não sem se sentir mal por isso

Você sente dificuldades em expressar que algo não te agrada? Em dizer “não” para determinadas situações? Confira as dicas dadas pelas psicólogas e aprenda a dizer não sem se sentir culpada:

1. Não tenha pressa

iStock

Aline explicou que você não precisa ser imediata na resposta, se permita alguns minutos para refletir e se questionar: “isso é algo que eu quero fazer ou estou fazendo só para agradar o outro?”.

2. Reflita

Para Brunara, é preciso analisar: “será que há contextos ou situações específicas em que costumo me apagar, às vezes até sem perceber?”.

3. Respeite seus valores e suas vontades

iStock

“Quando o pedido for contra as suas vontades e valores, é importante dizer para a pessoa que não poderá atender o que foi solicitado”, explicou Aline.

Publicidade

4. Faça uma lista de respostas

Para Aline, uma lista com as respostas pode ajudar bastante a praticar o não. Comece com: não tenho interesse porque; não posso por causa; isso não me deixa a vontade por. A psicóloga explicou: “fazer uma lista de respostas ou até mesmo perguntar a um amigo como ele agiria na situação, pode ajudar a aumentar o repertório de respostas e te deixar mais à vontade ao negar um pedido”.

5. Desvincule o “não” da grosseria

iStock

Aline citou que “muitas pessoas sentem dificuldade em dizer não, porque relacionam essa palavra com grosseria. Então, nesse momento é importante pensar: como eu posso dizer para esta pessoa que não poderia atendê-la?” Além disso, Brunara complementou que “afirmar-se e ousar dizer não é impor seus limites, mas é ser você mesmo, sem magoar os outros.”

6. Pense sobre sua experiência e observe seus sentimentos

“Costumo colocar as necessidades dos outros acima das minhas?” comentou Brunara. Para ela, é importante pensar um pouco em si mesmo e isso não está relacionado com ser egoísta. “Se precisar faça um registro, como um diário, diante dessas situações em que você não consegue se autoafirmar”, indicou a profissional.

7. Lembre-se de cada “não” que você já recebeu

iStock

Aline explicou que é importante refletir sobre “como foi ouvir este não? Todos os seus pedidos sempre foram atendidos? Quais as respostas que você já ouviu? Revendo a sua história será possível identificar que você também já enfrentou alguns nãos”.

8. Use formas mais simples para dizer “não”

Segundo Brunara, não é preciso se enrolar e dar uma longa explicação. Muitas vezes a simplicidade irá te ajudar muito. “Você pode elogiar, negar e agradecer um convite; você pode fazer outra proposta ou você pode ser sincero sem a necessidade de ficar se justificando”, complementou.

Para que você aprenda a dizer não, é necessário um exercício diário. Ambas as psicólogas ressaltaram a importância do autoconhecimento, de estar bem consigo mesma e do treino, para você ficar mais a vontade em impor seus limites. Aproveite e saiba mais a síndrome da impostora.

Assuntos: Bem-Estar