Bem-estar

Conheça a técnica LPF e adote ela na sua rotina de exercícios

Envato

Atualizado em 08.07.22

Uma técnica espanhola e que alia postura e respiração, o Low Pressure Fitness (LPF) tem dado o que falar nas academias de fisioterapia, prometendo trazer bons resultados para quem está em busca de corrigir a postura e diminuir barriga. Quer saber mais sobre a nova técnica? Então, confira a matéria a seguir:

Publicidade

O que é o LPF

Segundo a fisioterapeuta Joyce Gomes De Santana, o LPF, também conhecido como barriga negativa, “é uma metodologia de treino desenvolvido pelos espanhóis Piti Pinsach e Tamara Rial, que consiste em um sistema de treinamento postural e respiratório para tonificar o CORE (abdômen, períneo e músculos da coluna) e foi inspirado na chamada técnica hipopressiva, desenvolvida nos anos 1980″.

Com a experiência e grande repercussão dos resultados, seus fundadores criaram uma certificação internacional para profissionais da área de saúde e das ciências do exercício físico, com a fundação do International Hypopressive Physical Therapy Institute.

Como se faz o LPF

LPF

Envato

Em um primeiro momento, a prática do LPF pode parecer algo complicado, mas acredite: não é! Um treino que demanda muito do conhecimento do próprio corpo, ele foca toda a atenção na respiração e na postura.

A fisioterapeuta explica que primeiro é necessário entender um pouco mais sobre a respiração, que pode ser dividida em 2 fases: a inspiração e a expiração. De acordo com Joyce, o diafragma é o principal músculo da respiração, e tem ação de estabilização postural e de funcionamento do diafragma pélvico. Já os músculos do assoalho pélvico têm papel sexual, de continência e de sustentação dos órgãos pélvicos.

Segundo a profissional existe um sincronismo do diafragma torácico e diafragma pélvico. “Durante a inspiração, o diafragma contrai, rebaixando os órgãos abdominais e aumentando a pressão intra-abdominal, repercutindo em movimento descendente dos músculos do assoalho pélvico. Durante a expiração ocorre contração excêntrica do diafragma, gerando movimento ascendente do diafragma e do assoalho pélvico.”

Joyce afirma que o LPF trabalha com respirações rítmicas, favorecendo a exalação longa e ativa. Há, assim, a participação efetiva dos músculos expiratórios, sendo os principais o oblíquo externo, o oblíquo interno, o transverso do abdômen e o assoalho pélvico. “Realizamos também a aspiração diafragmática. Durante esse processo ocorre a mobilização do tecido facial do diafragma torácico, que, por sua conexão, mobiliza também o diafragma pélvico, promovendo sua ativação e por consequência a subida visceral”, complementa.

Quanto à periodicidade da prática do LPF, a fisioterapeuta afirma que para melhores resultados, o ideal é praticar de 1 a 2 vezes por semana, de 30 a 40 minutos e sempre direcionado por um profissional licenciado. Além disso, ela destaca também que o praticante deve treinar diariamente em casa ao menos 5 minutos.

Publicidade

Já em relação à diferença do treino da “barriga zero” e outras atividades físicas, Joyce explica que o LPF combina mobilização neuromiofascial, exercícios neurodinâmicos, alongamentos miofasciais e o conceito hipopressivo, tudo isso utilizando o conhecimento das rotas fasciais para uma ativação maior dos músculos do CORE. Essa combinação de movimentos e musculação proporciona aos praticantes a regulação do tônus basal e a normalização da PIA, que é a pressão intra-abdominal. Dessa forma, o ILPF tem uma resposta estética na faixa abdominal com a melhora do tônus dos músculos dessa região do corpo e redução de até 12 cm de circunferência abdominal.

Riscos do LPF

Não existem restrições quando se trata da prática do LPF, pois não há provas de riscos com qualquer condição específica. A técnica pode ser praticada por homens e mulheres, não importa a idade. No entanto, a fisioterapeuta alerta que “é essencial aprender a técnica pelas mãos de um profissional certificado, pois assim os exercícios são adaptados aos objetivos e circunstâncias de cada pessoa”.

Benefícios do LPF

LPF

Envato

Não pense que o LPF tem apenas um objetivo estético! Muito pelo contrário, a técnica que alia controle da respiração e da postura corporal traz outros benefícios incríveis para a saúde dos seus praticantes. Confira algumas das vantagens da prática do método conforme a fisioterapeuta:

  • Redução da circunferência abdominal;
  • Melhora a postura;
  • Melhora das dores na coluna;
  • Contribui para o funcionamento do intestino;
  • Melhora o desempenho esportivo;
  • Prevenção e auxílio no tratamento de IUE (incontinência urinária de esforço);
  • Acelera a recuperação pós-parto (reabilitação da Diástase Abdominal e Assoalho Pélvico);
  • Tonificação muscular;
  • Melhora o desempenho sexual;
  • Diminui inchaço abdominal e de membros inferiores;
  • Melhora o refluxo esofágico.

Lembrando que todos esses benefícios só são alcançados com a prática regular e sistemática do método. E claro, com o acompanhamento de um profissional da área!

Vídeos sobre LPF para você conhecer na prática esse método

Que tal ver esses exercícios na prática? Os vídeos a seguir trazem o passo a passo de técnicas básicas que envolvem o LPF, além de dicas bem legais para melhorar os seus treinos diários. Todos são feitos por profissionais da área! Então, dá só uma olhadinha:

LPF para incitantes

Se você nunca praticou o LPF ou nunca nem viu como que se faz, então a dica é conferir esse vídeo perfeito para iniciantes. Com ele, você aprende a fazer os movimentos iniciais e pode tentar aí na sua casa. Mas, atenção: muito cuidado em cada passo, ok?

5 minutos diários

Como explicado anteriormente pela profissional, para um resultado mais rápido e evidente, o LPF deve ser praticado diariamente por pelo menos cinco minutos. E que tal aprender os exercícios básicos para esse treino diariamente? Confira o vídeo e veja quais as principais posições e técnicas.

Publicidade

LPF deitado

Alguns exercícios do LPF são feitos na posição deitada! Nesse vídeo superdidático e explicativo, você aprende quais os principais pontos dessa prática e como fazer para melhorar a força abdominal e a sua respiração. Lembre-se de se deitar em um espaço limpo e bem quietinho, assim a sua prática fica perfeita.

O LPF é um método que visa trabalhar para além da estética, com todo um conjunto de saúde e bem-estar do praticante! E não custa reforçar: faça apenas com o supervisionamento de um profissional certificado da área, ok? E se você gosta de exercícios diferentes e que foquem bastante na atenção plena do corpo, então confira essa matéria sobre yoga!

As informações contidas nesta página têm caráter meramente informativo. Elas não substituem o aconselhamento e acompanhamentos de médicos, nutricionistas, psicólogos, profissionais de educação física e outros especialistas.

Jornalista e redatora. Amante de gatos, livros, moda e receitinhas.