Dicas de Mulher Dicas de Comportamento

Enjoou? Saiba como vender suas roupas usadas na internet

Elaborar um bom anúncio e pesquisar antes sobre o site são algumas dicas para o sucesso na venda

em 23/09/2014

Foto: Thinkstock

Você comprou aquela roupa linda, aquele sapato incrível, ou aquela bolsa deslumbrante, usou, arrasou e, depois de um certo tempo, enjoou. Mas nem por isso o destino das peças precisa ser o fundo do armário. Se elas ainda estiverem novas e bem conservadas (não tente se livrar de peças que ninguém usaria), vendê-las pela Internet pode ser uma boa opção.

Se antes havia preconceitos e algum receio em relação às compras online, hoje já há quem prefira comprar pela Internet do que ir a uma loja, especialmente pela comodidade e facilidade. Além de te garantir um dinheiro extra, ainda libera espaço no armário para novas peças que certamente você já está querendo comprar.

Pesquise sobre as lojas virtuais

Antes de colocar as peças à venda, é importante se planejar e escolher bem onde e como serão anunciadas. Existem alguns sites específicos para isso. Entre os internacionais, os mais conhecidos são:

eBay: Por ser mais antigo, é muito confiável e tem um grande número de compradores, o que é bom, mas pode fazer também com que seu produto se perca em meio a tantos outros anúncios. É possível controlar o valor da oferta ou até mesmo promover um leilão.

Threadflip: É um aplicativo que funciona de forma semelhante ao ‘Instagram’. Basta tirar fotos das roupas com o próprio celular e, em seguida, enviar para venda. Há também a versão do site com o mesmo nome.

No Brasil, também há alguns sites especializados em vender peças usadas:

Enjoei e tô vendendo: Depois de se cadastrar, seu anúncio passa pela aprovação da equipe e só então é liberado para entrar no ar. Os posts são sempre descontraídos e bem humorados e o site recebe uma comissão em cima do valor de cada produto vendido.

Muito por Pouco: Um dos maiores e mais conceituados brechós on-line, tem artigos novos e seminovos, nacionais e importados. Funciona como uma espécie de leilão virtual. Ou seja, quem der o maior lance, leva a peça.

Mercado Livre: O site funciona como uma versão brasileira do Ebay, é fácil de usar, mas também tem grande concorrência entre os vendedores, por isso é essencial criar um anúncio muito informativo e confiável. Além de esclarecer sempre as dúvidas dos interessados.

Além disso, existem os grupos do Facebook que funcionam como bazar de compra, venda e troca. Porém, esses são um pouco mais difíceis de encontrar, porque são regionais ou locais. Mas vale a pena pesquisá-los usando o termo “bazar + nome da sua cidade” na busca do Facebook.

Capriche no anúncio

  • Separe as peças que você realmente não vai querer mais usar – afinal, depois que a venda estiver feita, não adianta se arrepender.
  • Tire fotos das peças. Pode ser tanto em você usando-as, como das peças soltas, em cima da cama, por exemplo, e sempre com um fundo neutro.
  • Dizer simplesmente que é tamanho P, M ou G pode ficar muito vago e dar margem a erro. Por isso, coloque não apenas o tamanho das peças, mas também a medida (comprimento e largura) em centímetros.
  • Descreva com detalhes o material, as cores, e até mesmo se tem algum pequeno defeito. Não tente enganar o comprador.

Tome alguns cuidados

Para não ter nenhum tipo de prejuízo, é importante ficar atento às formas de pagamento. Pode ser em dinheiro, em mãos, o que é mais garantido, mas também mais difícil, já que os compradores nem sempre estarão na mesma cidade que os vendedores. Depósito bancário é outra opção.

Uma dica é procurar por sites de compra e venda que classificam os usuários, assim é possível ver comentários e opiniões de quem já negociou, bem como a avaliação do negócio e dos produtos. Finalizada a venda ou a compra, é importante deixar também sua avaliação.

Trocar mensagens por email ou mesmo por telefone também pode ajudar, pois permite que as dúvidas sejam esclarecidas.

Comentários
Dicas relacionadas