7 recomendações práticas que vão ajudar a evitar o enjoo matinal

Escrito por                    
Atualizado em 22.06.22

iStock

Por
Atualizado em 22.06.22

A causa mais comum do enjoo matinal é a gravidez. Porém, é possível lidar com ele em outros casos, como a ressaca ou passar muito tempo sem se alimentar. Para explicar mais detalhes sobre a questão, veja o que disse a doutora Regina Amarante, ginecologista e obstetra da Rede de Hospitais São Camilo de São Paulo.

Publicidade

Índice do conteúdo:

O que causa enjoo matinal

iStock

Segundo a doutora, o enjoo matinal é resultado de alterações que acontecem no corpo. No caso da gravidez, a causa mais comum para o problema se deve a “elevação do hormônio Beta-hcg”.

Enjoo matinal na gravidez

“O enjoo na gestação ocorre pela elevação do hormônio Beta-hcg, ele pode se iniciar na quarta semana, piora na oitava e tende a melhorar após as 12 semanas. O jejum piora o enjoo, por isso ele tende a ser pior no período matinal e quando o intervalo entre as refeições é muito prolongado. Geralmente o enjoo não costuma prejudicar a evolução da gestação”, explicou Regina.

Outras causas do enjoo matinal

Além da gestação, a doutora comentou que há outros fatores podem resultar no enjoo matinal, como ficar muito tempo em jejum, dormir mal, estar de ressaca e ter refluxo.

Como evitar o enjoo matinal

iStock

A doutora Regina deu algumas recomendações que ajudam a evitar o enjoo matinal. Confira:

Alimentar-se de 3 em 3 horas

“Como o jejum pode piorar o enjoo, faça refeições a cada 3 horas e, se necessário, até a cada 2 horas. Você pode fazer até 6 refeições diárias, sendo muito importante ter uma ceia para encurtar o jejum noturno”, citou a ginecologista.

Prefira uma dieta seca, salgada e fria

Segundo Regina, “os alimentos que precisamos mastigar por mais tempo preparam o estômago para recebê-lo e enganam o centro do vômito. Inicie o café da manhã com uma torrada, o almoço pode ser uma salada crua e coma frutas também”.

Publicidade

Mantenha-se bem hidratada

“Isso ajudará na digestão”, explicou a obstetra. No entanto, não é apenas na gestação que a dica é válida. Manter-se bem hidratado ajuda a evitar o enjoo matinal em outros casos, como no refluxo.

Evite comer muito na gestação

Quando o enjoo é resultado da gravidez, Regina recomenda que você “evite comer em grande quantidade, pois a digestão é mais lenta na gestação. O segredo é comer pouco e várias vezes ao dia”.

Cuidado ao escovar os dentes

Segundo a ginecologista, “o centro do vômito fica na base da língua. Evite escovar essa região após a refeição, pois isso poderá estimular o vômito”.

Fique longe de odores muito fortes na gestação

“Durante a gestação, as mulheres tendem a ficar mais sensíveis a sabores e odores, por isso, evite, na medida do possível, cheiros e comidas com odores muito fortes que possam ou que já causaram náusea”, explicou a doutora.

Aposte em alimentos azedos ou no gengibre

A doutora Regina comentou que “alguns alimentos podem aliviar as sensações ruins da náusea. O gengibre, por exemplo, é um alimento conhecido por aliviar enjoos, seja em forma de chá, balas ou cristais. Alimentos azedos também podem diminuir a náusea, como laranjas e limões.”

Com as recomendações da doutora é possível evitar o enjoo matinal, porém, caso o incômodo continue, procure seu médico de confiança. Caso esteja se preparando para a chegada do bebê, aproveite para conferir também a matéria sobre tontura na gravidez.

As informações contidas nesta página têm caráter meramente informativo. Elas não substituem o aconselhamento e acompanhamentos de médicos, nutricionistas, psicólogos, profissionais de educação física e outros especialistas.