9 benefícios do ômega-3 que são surpreendentes

Escrito por Mariana Bueno

Foto: iStock

O ômega-3 é um ácido graxo muito importante para o corpo e para o cérebro. É um tipo de gordura boa que o organismo não consegue produzir e, por isso, precisa ser ingerida através da alimentação ou do uso de suplementos.

Os alimentos mais ricos em ômega-3 são peixes como sardinha, salmão e atum, sementes como chia e linhaça, e nozes. Todos eles devem ser consumidos para se obter os benefícios. Veja alguns já estudados pela ciência:

1. Combater a depressão e a ansiedade

Preocupação e nervosismo constantes, tristeza, letargia, são alguns dos sintomas da ansiedade e da depressão. Mas isso tem menos chances de acontecer com pessoas que consomem alimentos ricos em ômega-3 regularmente. Além disso, tomar suplementos de ômega-3 faz com que esses sintomas melhorem.

2. Melhorar a saúde dos olhos

Foto: iStock

O DHA, um tipo de ômega-3, é um componente estrutural importante do cérebro e da retina do olho e, quando não é recebido suficientemente, podem surgir problemas da visão. A ingestão de ômega-3 tem sido associada a um risco reduzido de degeneração macular, uma das principais causas de cegueira.

3. Promover a saúde do cérebro na gravidez

O ômega-3 é essencial para o crescimento e o desenvolvimento do cérebro em bebês. Consumir alguns alimentos durante a gravidez pode gerar muitos benefícios como melhor comunicação, menos problemas comportamentais, maior inteligência, diminuição do risco de autismo e paralisia cerebral, entre outros.

Leia também: Ômega-3: a gordura que protege o coração e é aliada da boa saúde

4. Diminuir os riscos de doenças cardíacas

Foto: iStock

O ômega-3 pode causar uma redução importante nos triglicerídeos, reduzir os níveis de pressão arterial, elevar os níveis de colesterol HDL (bom) e impedir que as plaquetas do sangue se juntem, prevenindo a formação de coágulos sanguíneos prejudiciais. No entanto, não reduz o risco de ataques cardíacos ou derrames.

5. Reduzir sintomas da síndrome metabólica

A síndrome metabólica inclui diversas condições como obesidade central (gordura da barriga), hipertensão arterial, triglicerídeos elevados e baixos níveis de HDL, o que aumenta o risco de desenvolver muitas outras doenças. O consumo de ômega-3 pode reduzir esses sintomas.

6. Combater doenças autoimunes

Foto: iStock

Em doenças autoimunes, o sistema imunológico confunde células saudáveis com células estranhas e começa a atacá-las. O ômega-3 pode ajudar a combater algumas dessas doenças e pode ser importante especialmente no primeiro ano de vida.

7. Melhorar transtornos mentais

Estudos têm mostrado que os suplementos de ômega-3 podem reduzir a frequência de alterações de humor e recaídas em pessoas com esquizofrenia e transtorno bipolar e também pode diminuir o comportamento violento.

8. Aliviar a cólica menstrual

Foto: iStock

As cólicas menstruais, que ocorrem principalmente na região inferior do abdômen, tendem a ser mais brandas em mulheres que consomem mais alimentos ricos em ômega-3, sendo às vezes mais eficiente que medicamentos anti-inflamatórios.

Leia também: 6 alimentos ricos em ômega-3 que não são peixes

9. Melhorar o sono

A privação de sono está ligada a muitas doenças, incluindo obesidade, diabetes e depressão. Por isso, dormir bem é essencial para uma boa saúde. Os ácidos graxos ômega-3, especialmente o DHA, podem melhorar a duração e a qualidade do sono em crianças e adultos.

O ômega-3 geralmente é associado ao consumo de peixes como o salmão, o que pode causar preocupação em pessoas vegetarianas e veganas. As oleaginosas, como as nozes e castanhas, as verduras de folha verde escuro e leguminosas como o feijão e a ervilha também são excelentes fontes de ômega-3.

Assuntos: Alimentação

Dicas pela Web