Saiba os benefícios do alinhamento coital e dicas para fazer essa técnica

Escrito por
Em 05.04.22

Envato

Há inúmeras técnicas e posições para a prática sexual. Testar algo diferente não só ajuda a sair da rotina mas também é uma forma de compreender que existem várias possibilidades de sentir e de dar prazer. A técnica de alinhamento coital ganhou destaque por causa da série Sex/Life, da Netflix. Abaixo, veja o que a psicóloga e sexóloga Pamela Vaz comenta sobre o assunto.

Publicidade

Índice do conteúdo:

O que é o alinhamento coital

Pamela explica que o alinhamento coital é “a posição papai e mamãe feita de uma forma diferente”. Com outras palavras, “não é somente um movimento mecânico de vai e vem, e sim uma fricção controlada vertical em que o homem estimula o clítoris da mulher”.

A especialista comenta que a técnica está ganhando espaço, principalmente, porque “a maioria das mulheres só consegue chegar ao clímax por meio da estimulação do clitóris”. Ela comentou que “poucas mulheres conseguem chegar ao orgasmo com penetração, mas é importante entender que sexo é mais do que isso”. Por esse motivo, o alinhamento coital pode facilitar o prazer da mulher durante uma relação sexual.

Para além disso, Pamela reforça que “sexo não é apenas penetração, por isso, tanto o homem quanto a mulher estão em busca de prazer”. A seguir, entenda mais sobre o alinhamento coital.

Origem da técnica

Pamela comenta que “o alinhamento coital ganhou esse nome no final da década de 80, pelo pesquisador e psicoterapeuta Edward Eichel”. Segundo ela, “o pesquisador chegou a essa posição por meio de pesquisas sobre a dificuldade das mulheres de chegar ao orgasmo pela penetração”.

A pesquisa de Edward gerou muitos resultados, entre eles, constatou-se que “essa posição aumenta as chances da mulher chegar ao orgasmo”. Pâmela complementa dizendo que “os casais não devem focar somente nas posições, e sim buscar autoconhecimento no próprio corpo”.

Se você tem curiosidade e deseja testar a técnica, siga a leitura, entenda como fazer o alinhamento coital e confira as dicas da sexóloga.

Como fazer um alinhamento coital prazeroso

Publicidade

A especialista comenta que “a pessoa que está em cima deve ficar com os ombros alinhados ao queixo da pessoa que está em baixo”, semelhante à posição do missionário. É importante relembrar que, apesar de se tratar de coito, “muitos casais homossexuais também fazem o uso de dildos e estimuladores, podendo colocar o alinhamento coital em prática”.

Depois de se posicionar, Pamela explica que “ao invés de fazer movimentos de vai e vem, prefira fazer uma ação mais lenta para gerar mais conexão”. Ela também cita a importância de “conferir se a base do pênis ou do dildo consegue estimular o clitóris, gerando a fricção”.

Dicas que podem facilitar a técnica

Para facilitar a técnica, lembre-se de estimular o clitóris e o corpo antes da penetração. Utilizar as mãos para masturbação ou fazer sexo oral podem ajudar a criar mais conexão e preparar o casal para o alinhamento coital.

Pamela também comenta que “usar um travesseiro embaixo do quadril ajuda bastante, pois a pelve fica mais elevada, facilitando o contato da base do pênis ou do dildo com o clitóris”.

Benefícios do alinhamento coital

Segundo Pamela, o alinhamento coital “une o prazer da penetração com o prazer clitoriano”. Tratando-se de conexão, a especialista alerta que “tem muito mais a ver com a intimidade do que com uma posição específica”. Por isso, ela reforça a importância da busca pela conexão com o próprio corpo ao invés de “terceirizar o prazer para uma posição ou para outra pessoa”.

De acordo com a sexóloga, “não há receitas e magias que garantem o orgasmo, muito menos uma posição que comprove isso”. Testar a posição é muito válido, entretanto a pessoa precisa ter consciência que o alinhamento coital é uma experimentação. Pamela também comenta que a posição é ótima para “desfocar o prazer masculino e a crença de que o coito deve terminar rápido”.

Por esses motivos, o alinhamento coital pode gerar “conhecimento, proximidade e aproveitamento do momento”. Como explica a especialista, não é só essa posição que traz benefícios, os casais podem fazer testar várias outras técnicas e experiências”.

Se você gostou dessa matéria, que tal praticar um pouco mais de masturbação feminina? Para sentir prazer, é preciso buscar autoconhecimento e conhecer o seu corpo.